Abrir menu principal
Dosso Dossi, "As três idades do Homem"

Adulto é a denominação para a fase da vida de um animal que compreende o período de transição entre a adolescência e a velhice (ou terceira idade).[1] Esta fase é a mais ativa e produtiva, principalmente para o ser humano. Alguns especialistas dividiram esta fase, na vida do homem contemporâneo, em três classificações: adultez jovem, adultez média e adultez velha.[2][3]

Índice

Classificação biológica da fase adultaEditar

Classificação tradicionalEditar

  • Adulto jovem: é geralmente entre 20 a 40 anos. Esta idade é considerada a idade mais saudável da vida, a força máxima é em torno de 25 anos de idade. Mulheres com 19 a 26 anos tem 50% de chance de se tornarem grávidas, de 27 a 34 anos as chances são de 40% e de 35 a 39 é de 30%. Em países desenvolvidos, as taxas de mortalidade para 19–40 anos é tipicamente muito baixa. Os homens são mais propensos a morrer nesta idade do que as mulheres sendo acidentes de carro e suicídio os casos mais comuns.[4]
  • Meia-idade: é geralmente entre 40 a 60 anos. Já são visíveis alguns sinais de envelhecimento, tais como perda de elasticidade da pele e envelhecimentos dos cabelos. A aptidão física diminui, acúmulo de gordura corporal e diminuição da frequência cardíaca máxima. As mulheres chegam na menopausa e os homens na andropausa. Em países desenvolvidos a mortalidade começa a aumentar, principalmente como problemas de saúde, tais como doenças cardíacas e câncer.[4]

Classificação em adultezEditar

  • adultez jovem inicial: 20 e 25 anos.[3]
  • adultez jovem plena (ou adultez média): 25 a 35 anos.[3]
  • adultez jovem final (ou adultez velha): 35 aos 40 anos.[3]

Concepção legalEditar

Na linguagem vulgar, um adulto é um ser humano que é considerado pelos restantes como tendo atingido uma idade que lhe permite contrair ações legais, como assinar contratos, casar, votar, tornar-se militar, conduzir automóveis, viajar sozinho para o estrangeiro, consumir bebidas alcoólicas (podendo, neste caso, aplicar-se idades diferentes), fumar, ter relações sexuais, ser prostituto(a) — se for legal —, recorrer a serviços de prostituição, ser ator (atriz) pornográfico(a), entre outras. A definição legal de entrada na idade adulta varia entre os 18 e os 21 anos, dependendo da região em causa. Algumas culturas africanas consideram adultos todos os maiores de 13 anos, mas a maior parte dos povos enquadram essa idade na adolescência. Normalmente, a idade é 18 anos.

Exceções:

Países lusófonosEditar

Independente do aspecto biológico, no Brasil e em Portugal[5], a maioridade civil (idade legal para a realização de todos os direitos civis) ocorre a partir dos 18 anos de idade. No Brasil, esta idade foi formalizada com a reforma do Código Civil de 2002. Antes desta data e conforme e Código Civil de 1916, a idade era de 21 anos.[6]

Em Angola, para ambos os sexos, a idade que permite o cidadão exercer seus direitos legais é definido em 21 anos.[7]

CensuraEditar

 Ver artigo principal: Censura

"Adulto" ou "para adultos" também significa "não aconselhável a crianças", em particular como eufemismo para algo relacionado com comportamentos sexuais (por exemplo, entretenimento para adultos, vídeo para adultos, revista para adultos, livraria para adultos).[carece de fontes?]

No entanto, educação para adultos significa apenas isso mesmo - educação para adultos. Não tem qualquer relação particular com educação sexual.[carece de fontes?]

Ver tambémEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Adulto

Referências

  1. «Conheça a envelhescência, a adolescência da velhice». Gazeta Online. 24 de janeiro de 2017. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  2. «A vida adulta». Portal Educação. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  3. a b c d «Vida adulta, processos motivacionais e diversidade». Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal. 2007. Consultado em 24 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2019 
  4. a b «O ciclo vital - Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento» (PDF). FACULDADE DE MEDICINA USP - DEPARTAMENTO DE NEUROCIÊNCIAS E CIÊNCIAS DO COMPORTAMENTO. 2017. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  5. «Direitos e Deveres - Maioridade». Portal da Juventude.gov.pt. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  6. «Maioridade civil no Brasil». Site Significados. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  7. «Lei da Maioridade». Info-Angola-A bibiloteca virtual de Angola. Consultado em 24 de fevereiro de 2019