Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Aeromodelismo é o conjunto de atividades que envolvem a construção e o voo de modelos, em escala reduzida (modelismo), de aeronaves e espaçonaves (aviões, balões, foguetes etc.). É um tipo de miniaturismo. Existem várias categorias de aeromodelismo:

  • VCC ou U/Control - voo circular controlado, no qual o aeromodelo fica ligado ao aeromodelista por meio de cabos, que podem variar de 15 a 18 metros de comprimento.
  • Radio controlado - o aeromodelo é controlado por meio de um transmissor de radiofrequências, das quais podem ser FM, AM, PCM para sistemas de rádio mais antigos porém ainda muito utilizados, os sistemas mais modernos utilizam a frequência 2.4 GHz e protocolos específicos de cada marca para alternar entre canais de rádio ainda dentro da mesma frequência, garantindo assim que a comunicação entre o receptor e transmissor (estabelecida por "binding") não seja perdida dentro do raio especificado pelo fabricante.
  • Voo livre - o aeromodelo, depois de lançado, não sofre mais nenhuma interferência por parte do aeromodelista. Pode ser aeromodelo com motor, com elástico ou sem propulsão própria.

Índice

AeromodeloEditar

Os aeromodelos têm tamanhos muito variados, de simples brinquedos a escalas de até 50% da aeronave original.

Existem classificações dadas aos diferentes aeromodelos. Algumas delas: Giant (gigante), Escala (réplicas das aeronaves originais), Trainer (ou treinador) - modelos mais indicados para iniciantes, biplano (com 2 asas), Pylon - modelos de alta velocidade, Jets (jatos), etc.

Seus motores são:

CategoriasEditar

Atualmente a categoria mais praticada de aeromodelismo é o radiocontrolado (RC), que divide-se basicamente em três modalidades, que se diferem pelo seu tipo de motor:

Motores a explosão (combustão interna)Editar

 Ver artigo principal: motor a explosão
 
Aeromodelo motorizado de um jato F-15.

Podem chegar a escalas maiores que 40% das dimensões reais de uma aeronave. Seus motores apresentam alta potência e isso produz um voo mais adequado e satisfatório. São de longe, os aeromodelos mais utilizados em todo o mundo, com milhões de unidades vendidas ao longo dos anos.

As principais vantagens deste tipo de aeromodelo são:

  • Um envelope de voo mais real, aumentando a possibilidade de treino dos pilotos
  • O som dos motores e o fato de não ligarem-se sem que seja efetuado um procedimento de partida costuma evitar a grande maioria dos acidentes.
  • A durabilidade, pois aeromodelos a combustão bem cuidados costumam durar por mais de 20 anos
  • O baixo custo, pois aeromodelos a combustão (por serem extremamente populares) podem ser adquiridos usados a um baixo preço, e sua manutenção é quase ausente de custos ,porém o combustível utilizado é caro.
  • Os reparos são simples de se executar, pois a madeira é facilmente colável.
  • Devido a sua alta potência, os aeromodelos a combustão podem ser construídos com vários materiais diferentes, como fibra de vidro, madeira balsa, metal, espuma de poliuretano, fibra de carbono e etc.
  • Como normalmente são aviões maiores, fica mais fácil de se enxergar, minimizando os acidentes e perdas de material.
  • Normalmente os materiais e componentes envolvidos na construção e na linkagem destes aeromodelos, são de maior qualidade, evitando-se assim acidentes desnecessários e perigosos.

As principais desvantagens são:

  • Sujidade, o óleo deixa o aeromodelo bem sujo após um voo;
  • Ruído, o que limita seu uso às pistas de aeromodelismo devidamente homologadas;
  • Polui do ar.

Motores elétricosEditar

 Ver artigo principal: motor elétrico

Utilizam alta tecnologia, como por exemplo baterias de Polímero de Lítio (LiPo), motores "brushless" (sem escovas), e têm como um dos diferenciais a possibilidade de construir modelos com tamanho e peso reduzidos, como na classe micro, que engloba aeromodelos minúsculos, que chegam a pesar apenas 4 gramas e ter 15 centímetros de envergadura.

Apesar do destaque principalmente para modelos menores, a atual geração de motores brushless e baterias LiPo e LiFePo permitem a utilização de motorização elétrica em modelos nas mais diferentes escalas, chegando a mais de 10m de envergadura.

Além da possibilidade de modelos em escala micro, outras vantagens são:

  • Baixo nível de ruído;
  • Facilidade na montagem de modelos com extrema acuidade de escala visual, pois motores elétricos não precisam de aberturas para escapamento;
  • Facilidade na montagem de aeromodelos multimotores (bimotores, trimotores, quadrimotores, etc.), devido ao menor peso dos motores, ausência de vibração e por ser manterem curvas de aceleração equilibradas entre os diversos motores sem necessidade de cuidados adicionais com a regulação;
  • Envelope de voo mais abrangente, permitindo pousos lentos, voos em locais fechados, ou parques;
  • O baixo custo desta categoria, inferior ao custo e a manutenção de um aeromodelo similar a combustão. Mesmo inicialmente sendo recomendável adquirir algumas baterias adicionais e carregador, não existe necessidade de compra de combustível;
  • Facilidade, baixo custo e pouco tempo de reparação quando ocorre danos devido à quedas;
  • Não polui o ar.

As principais desvantagens são:

  • O tempo reduzido de voo, pois a bateria não voa mais do que poucos minutos;
  • A baixa durabilidade do avião, pois normalmente os aeromodelos elétricos são feitos de isopor e este material se deforma com o tempo, além disso, é facilmente amassável.
  • Devido ao seu baixo ruído e a capacidade de serem acionados por faltas de sinal do transmissor, acidentes podem ocorrer.

PlanadoresEditar

Utilizam cabos tratores tensionados por outros aeromodelos, cabos com elásticos, cabos puxados por motores elétricos, lançados manualmente ou mesmo propelidos por motores elétricos ou a combustão interna, com a característica desses meios apenas levarem os modelos a determinada altura de voo e posteriormente serem desacoplados ou desligados e o modelo permanece voando apenas pelos princípios aerodinâmicos de voo associados a fenômenos naturais como térmicas ou vento, mas com o modelo com superfícies de comando controlado via radiocontrole. Os modelos tem características aerodinâmicas diferenciadas como fuselagem e asas delgadas, os tamanhos dos modelos comummente variam de 60 cm até mais de 5 metros de envergadura; Dependendo do local de voo (campo, encosta, montanha, praia) o tempo de voo pode variar de poucos minutos até horas.

Vantagens:

  • Menos ferramentas e acessórios para voar, basta o seu modelo com bateria carregada e um rádio.
  • Ligação mais próxima com o modelo e o ambiente à sua volta, já que o piloto aprende a sentir e a verificar melhor variáveis como vento, lift, termais, desníveis, relevos e outras condições que favoreçam a prática.
  • Silêncio total ou quase total nos voos.
  • Em voos de encosta, a duração dos voos é muito superior à de qualquer outro modelo, até mesmo horas de voo.
  • Aprendizado do voo verdadeiro em sua forma pura e inicial, já que no início haviam apenas planadores.
  • Não polui o ar.
  • Modelo sempre limpo após o voo.

As principais desvantagens são:

  • Tempo um pouco mais longo de aprendizado pois é necessário compreender mais elementos para obter o melhor desempenho do planador durante o voo.
  • Localização de locais favoráveis para o voo, no caso de modelos sem nenhuma propulsão.

Ver tambémEditar

Referências