Abrir menu principal

Armando Pereira de Castro Agatão Lança

(Redirecionado de Agatão Lança)
Armando Pereira de Castro Agatão Lança
Nascimento 19 de agosto de 1894
Viariz
Morte 23 de maio de 1965 (70 anos)
Santa Marinha do Zêzere
Cidadania Portugal
Alma mater Escola Naval (Portugal)
Ocupação oficial da marinha, político

Armando Pereira de Castro Agatão Lança (Baião, Viariz, 19 de Agosto de 1894 — Baião, Santa Marinha do Zêzere, 23 de Maio de 1965) foi oficial da Marinha e político da Primeira República Portuguesa. Exerceu as funções de vice-governador do Banco Nacional Ultramarino, governador civil de Lisboa (1921-1922) e deputado republicano-democrático em três legislaturas (1921 a 1926).

BiografiaEditar

Como primeiro-tenente da Armada, Agatão Lança interveio várias vezes militarmente em defesa da República contra tentativas de golpe, tendo nomeadamente comandado as forças fiéis ao governo que dominaram a revolta de Mendes Cabeçadas, em 19 de Julho de 1925.

Após o 28 de Maio de 1926, o almirante Luís da Câmara Leme foi o líder militar do malogrado levantamento de 5 de Fevereiro de 1927, em Lisboa, contra a Ditadura Militar, tendo a secundá-lo Agatão Lança e o coronel José Mendes dos Reis. Na sequência da derrota foi preso e deportado para Angola, tendo-lhe sido fixada residência em Luanda. No princípio de 1928 evadiu-se, indo para Paris, de onde regressou clandestinamente a Portugal, no mesmo ano, para participar na Revolta do Castelo e, depois, para Espanha, de onde partiu para novas acções conspirativas contra a Ditadura, declarando ter "forçado a fronteira oito vezes".

Não pertenceu à chamada Liga de Paris.

Sem ter beneficiado de qualquer amnistia, regressou a Portugal em 1940, sendo preso na fronteira de Barca d'Alva. Foi-lhe depois fixada residência no Porto, mas em 1945 seria de novo preso por actividade oposicionista.

Esteve ligado ao MUD e ao MUNAF e lutou até à morte contra o regime salazarista.

Foi Maçon, iniciado, em 1913, na loja A Revolta, com o nome simbólico Robespierre.

FontesEditar

  • MARQUES, A. H. de Oliveira. Dicionário de Maçonaria Portuguesa. Lisboa: Editorial Delta, 1986.
  • MARQUES, A. H. de Oliveira (coord.). Parlamentares e Ministros da 1.ª República. Lisboa: Assembleia da República, 2000.
  • FARINHA, Luís. «Agatão Lança: oito vezes clandestino», em Os Anos de Salazar. 2 - 1933: A Constituição e o Estado Novo. s.l.: Planeta De Agostini, 2008, pp. 109-111.