Abrir menu principal
Agostinho José Sartori, OFMCap
Bispo da Igreja Católica
Bispo-emérito de Palmas-Francisco Beltrão
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem dos Frades Menores Capuchinhos
Diocese Diocese de Palmas-Francisco Beltrão
Nomeação 16 de fevereiro de 1970
Entrada solene 14 de junho de 1970
Predecessor Dom Frei Carlos Eduardo de Sabóia Bandeira Melo, O.F.M.
Sucessor Dom José Antônio Peruzzo
Mandato 1970 - 2005
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 15 de agosto de 1952
Curitiba
Nomeação episcopal 16 de fevereiro de 1970
Ordenação episcopal 26 de abril de 1970
Curitiba
por Dom Umberto Mozzoni
Lema episcopal DONEC CHRISTUS FORMETUR
Até que Cristo se forme em vós
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Capinzal
29 de maio de 1929
Morte Pato Branco
6 de junho de 2012 (83 anos)
Nome religioso Frei Benito Sartori
Nome nascimento Agostinho José Sartori
Nacionalidade brasileiro
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Frei Agostinho José (Benito) Sartori OFMCap (Capinzal, 29 de maio de 1929Pato Branco, 6 de junho de 2012), foi um frade capuchinho e bispo católico brasileiro.[1] Foi o segundo bispo de Palmas-Francisco Beltrão.[2]

Índice

EstudosEditar

Realizou seus primeiros anos de estudos em Capinzal (1937-1940). Fez estudos secundários no Seminário Capuchinho, em Curitiba (1941-1946). Na mesma cidade estudou Filosofia (1946-1948) e Teologia (1948-1952). Era licenciado em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma.[1]

PresbiteradoEditar

Frei Agostinho José Sartori foi ordenado padre no dia 15 de agosto de 1952, em Curitiba.[1][2]

Funções exercidasEditar

EpiscopadoEditar

Frei Agostinho José foi nomeado bispo de Palmas, no Paraná, pelo Papa Paulo VI, no dia 16 de fevereiro de 1970.[1][2] Recebeu a ordenação episcopal no dia 26 de abril de 1970, em Curitiba,[1] das mãos de Dom Umberto Mozzoni, núncio apostólico no Brasil, de Dom Geraldo Claudio Luís Micheleto Pellanda, de Dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto. Tomou posse solenemente na Catedral de Palmas, em 14 de junho de 1970.

Lema: "Donec Christus Formetur" (Até que Cristo se forme em vós).

Atividades durante o episcopadoEditar

  • Responsável pela Pastoral Rural no Regional Sul 2 da CNBB
  • Bispo acompanhante da CRB do Paraná.

Renunciou ao múnus pastoral em 24 de agosto de 2005, por limite de idade, em conformidade com o cânon 401 do Código de Direito Canônico.

Ordenações episcopaisEditar

Dom Agostinho José Sartori foi o celebrante da ordenação episcopal de:

Dom Agostinho José Sartori foi concelebrante da ordenação episcopal de:

SucessãoEditar

Dom Agostinho José Sartori foi o 2º bispo de Palmas-Francisco Beltrão, sucedeu a Dom Carlos Eduardo de Sabóia Bandeira Melo OFM e foi sucedido por Dom José Antônio Peruzzo.

Referências

  1. a b c d e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (1997). Membros da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Brasília: CNBB 
  2. a b c Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais (2009). Anuário Católico do Brasil. 2009/2010 12ª ed. Brasília: CERIS; CNBB; CRB. p. 233 

Ligações externasEditar

Precedido por
Carlos Eduardo de Sabóia Bandeira Melo
 
Bispo de Palmas-Francisco Beltrão

1970 — 2005
Sucedido por
José Antônio Peruzzo
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.