Abrir menu principal
Albert Fert Medalha Nobel
Albert Fert em Paris, dm 15 de janeiro de 2009
Conhecido(a) por Magnetorresistência gigante
Nascimento 7 de março de 1938 (81 anos)
Carcassonne
Nacionalidade França Francês
Alma mater Escola Normal Superior de Paris
Prêmios Prémio Internacional para Novos Materiais da American Physical Society (1994), Prémio Magnetismo da IUPAP (1994), Grand Prix de Physique Jean Ricard da Société française de Physique (1994), Prémio Hewlett-Packard Europhysics pela Sociedade Europeia de Física (1997), Medalha de Ouro CNRS (2003), Prêmio Wolf de Física (2006/7), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (2007), Prêmio Japão (2007)
Instituições Universidade Paris-Sul, Universidade do Estado de Michigan

Albert Fert (Carcassonne, 7 de março de 1938) é um físico francês.

É um dos descobridores do efeito de magnetorresistência gigante, que permitiu aos discos rígidos modernos superarem a barreira de gigabytes.

É professor na Université Paris-Sud em Orsay, e diretor científico de um laboratório associado ('Unité mixte de physique') entre o Centre National de la Recherche Scientifique (Centro Francês de Pesquisas) e Thales Group. Agraciado com o Nobel de Física de 2007, junto a Peter Grünberg.[1]

Índice

EducaçãoEditar

Graduado em 1962 na École Normale Supérieure em Paris. Mestrado em 1963 na Universidade de Paris, e doutorado em 1970 na Université Paris-Sud.

PesquisaEditar

Em 1988 descobriu o efeito da magnetoresistência gigante (GMR) em multicamadas de ferro e cromo, descoberta reconhecido como iniciadora da spintrônica. O GMR foi simulado e descoberto independentemente por Peter Grünberg do Jülich Research Centre. Desde 1988, Albert Fert tem realizado contribuições ao campo da spintrônica.

PrémiosEditar

Referências

  1. a b «The Nobel Prize in Physics 2007». Royal Swedish Academy of Sciences. 9 de outubro de 2007 

Ligações externasEditar