Abrir menu principal

Alberto Júlio Loureiro de Sousa OC (Santarém, 23 de Setembro de 1881 - ?) foi um médico, militar, político e publicista português.[1]

BiografiaEditar

Formando em 1906, na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, exerceu, durante alguns anos, clínica na sua terra natal, fixando-se, depois, em São Brás de Alportel, de cujo Concelho foi, a 3 de Janeiro de 1915, nomeado Médico Municipal e Subdelegado de Saúde, exercendo estes cargos até atingir o limite de idade.[1]

Como Oficial Médico Miliciano, esteve na Primeira Guerra Mundial em França.[1]

Foi, durante alguns anos, Médico no Sanatório Carlos de Vasconcelos Porto para ferroviários tuberculosos, que existiu no sítio das Almargens, nos arredores daquela vila.[1]

Foi, também, Presidente da Junta de Província do Algarve e da Comissão Distrital da União Nacional, e foi Presidente da Comissão Administrativa das Caldas de Monchique, a cujo desenvolvimento deu o melhor do seu esforço. Nesta qualidade, publicou: Em prol de uma grande riqueza do Património Nacional, Faro, 1943, e O Problema «Caldas de Monchique» através da sua longa história, Lisboa, 1951, Tese apresentada ao II Congresso Regional Algarvio.[1]

A 23 de Maio de 1932 foi feito Oficial da Ordem Militar de Cristo.[2]

Referências

  1. a b c d e Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 29. 758 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Alberto Júlio Loureiro de Sousa". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 5 de abril de 2016 
  Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.