Alcaide (Fundão)

freguesia do Fundão, Portugal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Alcaide.
Portugal Portugal Alcaide 
  Freguesia  
Gentílico alcaidense
Localização
Alcaide está localizado em: Portugal Continental
Alcaide
Localização de Alcaide em Portugal
Coordenadas 40° 07' 59" N 7° 26' 31" O
Município FND1.png Fundão
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Daniel Barros da Cruz (G.C.E.)
Características geográficas
Área total 16,72 km²
População total (2016[1]) 607 hab.
Densidade 36,3 hab./km²
Outras informações
Orago São Pedro

Alcaide é uma freguesia portuguesa do município do Fundão, com 16,72 km² de área e 607 habitantes (2016). A sua densidade populacional é de 36,3 hab/km².

Foi vila e sede de concelho, constituído apenas por uma freguesia, até ao início do século XIX. Tinha, em 1801, 1 173 habitantes. Pertenceu ao concelho da Covilhã até 1747.[2].

Pertence à rede de Aldeias de Montanha.

Origem do nomeEditar

"Alcaide" sugere-nos a ideia de origem etimológica Árabe (de facto o al-qā'di ou Alcaide durante a época em que o pais esteve ocupado pelos mouros era um magistrado com papel militar).

 
Localização no Concelho de Fundão

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Alcaide [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011 2016
1 293 1 353 1 480 1 316 1 379 1 408 1 474 1 572 1 479 1 237 863 791 826 764 616 607

Situação GeográficaEditar

Alcaide situa-se num contraforte na vertente norte da Serra da Gardunha, no distrito de Castelo Branco e concelho do Fundão. A aldeia está abraçada pela serra densamente arborizada e depois por uma zona de planície que se estende num vale fértil já na Cova da Beira a duas dezenas de quilómetros da Serra da Estrela. As linhas de água que correm desde as frescas nascentes da serra desenham-lhe a morfologia. Os efeitos das ações erosivas das águas e dos ventos foram intensos nesta região que pode ser dividida em três unidades distintas. A serra, os afloramentos graníticos (cabeços) e as terras baixas mais dóceis para a agricultura, nomeadamente a cultura da cereja.

O clima é típico de zona de montanha do interior de Portugal, com Invernos rigorosos, de frio extremo e Verões quentes

PatrimónioEditar

  • Capelas de Nossa Senhora da Oliveira, do Mártir de S. Sebastião, de S. Francisco de Assis, do Espírito Santo, de Santo António e de S. Macário
  • Calvário
  • Antiga Casa da Câmara
  • Casa do Conselheiro João Franco
  • Casa Cunha Leal
  • Fontanários
  • Praça Joaquim Gil Pinheiro
  • Mata de castanheiros da serra da Gardunha
  • Portela da Gardunha

Aprofundamento do âmbitoEditar

Sendo a Serra da Estrela um local de turismo rural e do esqui, a freguesia do Alcaide tem certo potencial turístico, também uma aldeia típica beirã. Isto, também, porque podemos afirmar que é a terra natal de João Franco (ver artigo principal), ministro do rei D. Carlos I. A sua casa ainda está em boas condições; hoje, é um edifício residencial. Essa casa situa-se na rua com o nome do Ministro, antiga rua da Torre. Outros terrenos, no Fundão, estão na posse de famílias associadas a João Franco.

A principal consistência municipal do Alcaide é:

  • Cafés
  • Mercearias
  • Um campo polivalente
  • Quintas e Herdades
  • Parques e jardins
  • Largo central conhecido por Praça
  • Zona rural, onde se cultiva essencialmente a cereja
  • Centro de saúde (Casa do Povo)
  • Escola primária
  • Igreja matriz e capelas

Sobre demografia (ver em Definição Geral do Alcaide) pode-se dizer que há muita população idosa, embora a natalidade venha a descer drasticamente.

Festa principalEditar

Dedicada a São Macário, ocorrendo sempre, todos os anos, no 3º domingo depois da Páscoa.

Esta festa é a mais importante de todas as festas que ocorrem nesta aldeia, sendo esta aldeia bastante devota do São Macário.

A festa faz-se anunciar na aldeia, através do dobrar de um sino da torre da igreja, no Alcaide, conhecido por «incorrer o sino». Esta torre está aberta ao público durante os dias desta festa, para quem quiser ir «incorrer» o sino.

No domingo de São Macário, a festa começa bem cedo, por volta das 7 horas da manhã, com a Alvorada, em que uma banda de música e um grupo de bombos percorrem as ruas da aldeia e são lançados foguetes, a «descarga», no Cabeço da São Macário. Ao meio dia, realiza-se a procissão desde uma capela que se situa na praça, a capela de São Sebastião, onde os andores preparados e guardados, até à capela de São Macário que fica no alto do Cabeço de São Macário.

Baile popular faz parte desta festa, no ringue da Liga dos Amigos do Alcaide, à noite.

A festa prossegue 2ª feira, com o tradicional jogo de futebol solteiros-casados e procissão do Cabeço de São Macário para a aldeia.

Outra festa de relevo é o Festival do Cogumelo - Míscaros - que se realiza, geralmente, no terceiro fim de semana de Novembro. Nesta festividade, pode desfrutar-se de um amplo leque de actividades: passeios na Gardunha, passeios micológicos, animações diversas, cozinheiros em live-cookink, espaços radicais, exposições, e muita gastronomia, desde pratos típicos da aldeia a novos sabores, onde os cogumelos são reis. Também tem a doçaria típica, os licores, os frutos secos. É um festival que faz honra ao outono e aos costumes dos alcaidenses.

História da Casa de João FrancoEditar

A dita casa de João Franco é composta por dois corpos ou duas casas. Uma casa mais antiga, com janelas em ogiva, foi construída pelo pai de João Franco, Frederico Franco, em 1858, num sítio denominado por Altinho do Senhor Frederico. João Franco viveu lá alguns anos da sua vida. A outra casa, contígua à primeira, foi mandada construir por João Franco, em 1920, para um filho. Ambas, com dois andares, têm diversas divisões servidas por longos corredores. Anexa, há uma estrebaria… (sem uso nos dias de hoje) e um pequeno jardim. A casa (ou as casas), ainda residência familiar, foi, parcialmente, descrita num episódio de A Alma e a Gente, programa da RTP apresentado por José Hermano Saraiva, historiador e autor do programa, com a finalidade de divulgar a figura de João Franco na História Portuguesa.

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. «Cartório Notarial de Alcaide». Arquivo Distrital de Castelo Branco. Consultado em 7 de Fevereiro de 2014 
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.