Abrir menu principal
Alice in Chains
Álbum de estúdio de Alice in Chains
Lançamento 7 de Novembro de 1995
Gravação Abril - Agosto,1995 no
Bad Animals Studio, Seattle
Mixado no Electric Lady[1]
Gênero(s)
Duração 64 min 48 s
Formato(s) CD
Vinil
Gravadora(s) Columbia Records
Produção Toby Wright
Cronologia de Alice in Chains
Jar Of Flies
(1993)
Unplugged
(1996)
Singles de Alice in Chains
  1. "Grind"
    Lançamento: 1995
  2. "Heaven Beside You"
    Lançamento: 1996
  3. "Over Now"
    Lançamento: 1996
  4. "Again"
    Lançamento: 1996

Alice in Chains é o terceiro álbum de estúdio da banda Alice in Chains lançado em 1995. O álbum também é conhecido como Tripod, The Dog Album ou The Dog Record, devido à arte de capa que consiste em um cão de três patas, e da arte da parte de trás que mostra uma imagem do showman italiano Frank Lentini, um homem de três pernas.[2] Como em seus lançamentos anteriores, as músicas do álbum focam em temas pesados como depressão, isolamento, uso de drogas, relacionamentos, raiva e morte. É o último álbum de estúdio lançado pela banda com Layne Staley nos vocais. As faixas "Grind", "Heaven Beside You" e "Again" foram lançadas como singles para promover o álbum. "Grind" e "Again" foram indicadas ao Grammy de Melhor Performance de Hard Rock.[3][4]

Apesar de não tão bem sucedido quanto Dirt, o álbum estreou em 1º lugar na parada Billboard 200,[5] chegou a dupla platina nos Estados Unidos e vendeu mais de 3 milhões de cópias pelo mundo, mesmo não tendo suporte através de turnês. Alice in Chains é considerado pelos fãs o trabalho mais depressivo da banda, devido a seu estilo lento mas pesado, e mórbido, tendo muitos elementos do doom metal, principalmente nas letras de canções como "Grind", "Head Creeps", e "Frogs".

Com exceção de "Grind", "Heaven Beside You", e "Over Now", as letras são todas escritas por Layne Staley, fazendo deste álbum sua maior contribuição lírica ao catálogo da banda.

Índice

RecepçãoEditar

O álbum recebeu atenção por ser um afastamento do rótulo de banda grunge externamente afixado ao grupo.[6][7] Rolling Stone descreveu o LP como um "renascimento musical",[6] e The New York Times comentou que em contraste às distorções cruas associadas ao grunge, o som do Alice in Chains era "claramente delineado e meticulosamente coberto por camadas".[7]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic       [8]
Rolling Stone       [9]

MúsicaEditar

Som pesado, lento, depressivo, bem típico da banda, Grunge com elementos de Doom metal. Em alguns versos de "Grind", a resposta da banda aos fãs que achavam que a banda havia acabado, e que achavam que Layne Staley havia morrido.

Arte da CapaEditar

A imagem do cachorro na capa foi inspirada em um cachorro de três patas chamado Tripod, que aterrorizava o baterista Sean Kinney e o perseguia enquanto ele entregava jornais quando era criança.[2] Kinney também projetou a arte do álbum.[2]

Rocky Schenck fotografou o cachorro de três patas para a capa do álbum em um playground perto do centro de Los Angeles em 23 de agosto de 1995.[10] Schenck fez um casting com cães de três patas para a sessão de fotos, mas a banda acabou escolhendo um fax com a imagem de um cachorro de três patas para ser a foto da capa, pois Layne Staley e Jerry Cantrell preferiram essa imagem.[2] Outro cachorro de três patas chamado Sunshine foi usado para o videoclipe do single "Grind".[2] A imagem do cachorro fotografado por Schenck no playground foi finalmente usada anos depois, no box Music Bank de 1999.[10]

Ao contrário dos boatos, nenhum dos cachorros usados para a sessão de fotos em Los Angeles, para a capa do álbum ou para o videoclipe pertencia a Jerry Cantrell.[2]

O CD foi inicialmente lançado em duas versões: a primeira com uma caixa roxa transparente e a parte lateral verde-amarelo e a outra com o esquema de cores invertidos. Após, foi lançada uma outra versão em caixa normal transparente.

FaixasEditar

  • Todas as letras escritas por Layne Staley, exceto onde indicado.
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Grind**"  Jerry Cantrell 4:45
2. "Brush Away"  Cantrell, Sean Kinney e Mike Inez 3:22
3. "Sludge Factory*"  Cantrell e Kinney 7:12
4. "Heaven Beside You*"  Cantrell e Inez 5:27
5. "Head Creeps"  Staley 6:28
6. "Again*"  Cantrell 4:05
7. "Shame in You"  Cantrell, Kinney e Inez 5:35
8. "God Am*"  Cantrell, Kinney e Inez 4:08
9. "So Close"  Cantrell, Kinney 2:45
10. "Nothin' Song"  Cantrell, Kinney 5:40
11. "Frogs*"  Cantrell, Kinney e Inez 8:18
12. "Over Now*"  Cantrell, Kinney 7:03

(*) - Tocada com Layne Staley ao vivo. (**) - Tocada após a morte de Staley ao vivo.

As que não foram marcadas nunca foram tocadas pela banda ao vivo.

Faixas-BônusEditar

  • "Again (Tattoo of Pain Mix)" (Cantrell/Staley) – 4:01 (incluída na versão japonesa)
  • "Again (Jungle Mix)" (Cantrell/Staley) – 4:01 (incluída na versão japonesa)

CréditosEditar

  • Layne Staley - vocal, guitarra rítmica em "Head Creeps" e "Brush Away", vocal de apoio em "Grind", "Heaven Beside You" e "Over Now"
  • Jerry Cantrell - guitarra solo, vocal de apoio, vocal principal em "Grind", "Heaven Beside You" e "Over Now"
  • Mike Inez - baixo e vocal de apoio em "Again"
  • Sean Kinney - bateria

Técnicos de produçãoEditar

  • Alice in Chains - produtor
  • Toby Wright - produção, engenheiro de som e mixagem[1]
  • Sean Kinney - arte da capa
  • Stephen Marcussen - masterização
  • Tom Nellen - engenheiro de som
  • John Seymour - assistente de mixagem
  • Rocky Schenck - fotografia
  • Mary Maurer - direção de arte
  • Doug Erb - design

Posições nas paradas e críticasEditar

ÁlbumEditar

Ano Parada Posição
1995 The Billboard 200 1

SinglesEditar

Ano Single Parada Posição
1995 "Grind" Mainstream Rock Tracks 7
1995 "Grind" Modern Rock Tracks 18
1996 "Heaven Beside You" Mainstream Rock Tracks 3
1996 "Heaven Beside You" Modern Rock Tracks 6
1996 "Again" Mainstream Rock Tracks 8
1996 "Again" Modern Rock Tracks 36

Referências

  1. a b «Alice In Chains Recording Session Chronology»  Again! An Alice In Chains Home Page. Retirado em 27 de Julho de 2007.
  2. a b c d e f «Jerry Cantrell on the three-legged dog on the cover of Alice in Chains' 1995 album and 'Grind' video». YouTube. Consultado em 7 de Novembro de 2017 
  3. «38th Grammy Awards - 1996». Rockonthenet.com. Consultado em 8 de dezembro de 2007. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2007 
  4. «39th Grammy Awards - 1997». Rockonthenet.com. Consultado em 8 de dezembro de 2007. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2007 
  5. «Alice In Chains Chart History – Billboard 200». Billboard. Consultado em 7 de Novembro de 2017 
  6. a b Wiederhorn, Jon (30 de novembro de 1995). «Alice in Chains» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 2 de junho de 2009 
  7. a b Pareles, Jon. (3 de dezembro de 1995). «RECORDINGS VIEW;Alice in Chains Finds Persecutors All Around» (em inglês). The New York Times. Consultado em 2 de junho de 2009 
  8. Steve Huey. «Alice in Chains» (em inglês). Allmusic. Consultado em 7 de abril de 2013 
  9. Jon Wiederhorn (30 de novembro de 1995). «Alice in Chains» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 7 de abril de 2013 
  10. a b de Sola, David (4 de agosto de 2015). Alice in Chains: The Untold Story. [S.l.]: Thomas Dunne Books. p. 234. ISBN 1250048079 
Precedido por
Dogg Food por Tha Dogg Pound
Primeira posição na Billboard 200
25 de novembro - 1 de dezembro de 1995
Sucedido por
R. Kelly por R. Kelly
  Este artigo sobre um álbum de Alice in Chains é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.