Abrir menu principal

Alto Feliz

Município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, Brasil
Alto Feliz
  Município do Brasil  
Município de Alto Feliz
Município de Alto Feliz
Símbolos
Bandeira de Alto Feliz
Bandeira
Brasão de armas de Alto Feliz
Brasão de armas
Hino
Gentílico alto-felizense
Localização
Localização de Alto Feliz no Rio Grande do Sul
Localização de Alto Feliz no Rio Grande do Sul
Alto Feliz está localizado em: Brasil
Alto Feliz
Localização de Alto Feliz no Brasil
Mapa de Alto Feliz
Coordenadas 29° 23' 31" S 51° 18' 43" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes Feliz, Vale Real, São Vendelino, Bom Princípio, Carlos Barbosa e Farroupilha
Distância até a capital 100 km
História
Fundação 20 de março de 1992 (27 anos)
Aniversário 20 de março
Administração
Prefeito(a) Paulo Mertins (PTB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 79,204 km²
População total (est. IBGE/2016[2]) 3 032 hab.
Densidade 38,28 hab./km²
Clima subtropical
Altitude 285 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,808 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 24 627,195 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 8 079,79
http://www.altofeliz.rs.gov.br (Prefeitura)
http://www.camaraaltofeliz.rs.gov.br (Câmara)

Alto Feliz (Obern Feliz) é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

HistóriaEditar

A localidade de Alto Feliz nasceu com a criação da "Colônia Feliz". Os colonizadores alemães, que chegaram no ano de 1846, estabelecendo-se no alto de um morro denominado "Batatenberg" (Morro das Batatas). Lá construíram sua primeira igreja, que se tornaria Paróquia em 1877. Os protestantes ergueram a primeira escola, por volta de 1850, no mesmo núcleo de povoação. Os italianos chegaram após 1865 e estabeleceram-se mais ao norte. As duas etnias são as formadoras do povo de Alto Feliz.[5]

Por volta do ano de 1900, foi construída a estrada Júlio de Castilhos, única via de acesso entre Porto Alegre e a região norte do Estado. A povoação, antes localizada no Morro das Batatas, foi se concentrando ao longo da rodovia, assim deslocando o centro econômico social.[5] Em 20 de março de 1992 a localidade foi elevada a município pela Lei Estadual nº . 9623, desmembrando-se do município de origem, Feliz.[6]

O nome Alto Feliz é originário de "Obern Feliz" (Feliz Alta), utilizado já nos primórdios da colonização e relaciona-se com sua situação geográfica.

GeografiaEditar

Alto Feliz possui uma área de 79,173 km² e localiza-se a uma latitude 29º23'31" sul e a uma longitude 51º18'44" oeste, estando a uma altitude de 285 metros. O relevo é predominantemente montanhoso e ondulado. A população em 2010 era de 2.917 habitantes, com densidade demográfica de 36,84 hab/km².

SubdivisõesEditar

O município é dividido entre a sede e nas localidades de Arroio Jaguar, Morro das Batatas, Morro Gaúcho, São Pedro, Sete Colônias, Morro Belo, Santo Antônio Alto, Santo Antônio Baixo, Nova Alemanha, Canto Schütz, Arroio Feliz, Arroio Alegre, Vale do Mel, Encosta da Palmeira e Morro Capim.

ClimaEditar

O clima é subtropical, apresentando temperaturas médias de 25 a 30º C, no verão e 5 a 12º C, no inverno. No inverno ocorrem com frequência a formação de geadas e raramente formação de neve. O índice pluviométrico médio do município é de 1450 ml/ano [7].

EconomiaEditar

A economia é baseada na industria e agropecuária. Na industria se destacam a moveleira, a calçadista e a têxtil. Na agropecuária destacam-se a criação de aves, como galinhas e perus, suínos e gado. Destaca-se ainda a produção de mudas, como uvas, caquis e kiwis, a fruticultura e a produção de hortaliças. O município tem ao todo 630 minifúndios que formam a base de sua economia.[8]

TurismoEditar

A cidade é conhecida por seus atrativos naturais, como cascatas, morros e vales. Também é possível conhecer a antiga Casa dos Padres Jesuítas, a Capela Santo Inácio da Feliz, e as casas da época colonial.

A estrutura de seus minifúndios e a arquitetura são característicos e em muitos lares ainda se preserva a tradição, a cultura e a língua dos antepassados.[8]

TelecomunicaçõesEditar

Em 2010, 69,88% da população tinham somente telefone celular, 6,42% apenas fixo e 30,67% possuíam ambos, enquanto que 6,09% não tinham nenhum.[9] O código de área (DDD) é 051[10] e o Código de Endereçamento Postal (CEP) da cidade vai de 95773-000 a 95774-999.[11] O serviço postal é atendido por agências da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos funcionando na zona urbana e nos distritos[12].

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 22 de junho de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. a b Histórico Alto Feliz http://www.altofeliz.rs.gov.br/paginas/historico.html
  6. Fundação de Economia e Estatística - Alto Feliz http://www.fee.tche.br/sitefee/pt/content/resumo/pg_municipios_detalhe.php?municipio=Alto+Feliz
  7. Alto Feliz - Dados gerais http://www.altofeliz.rs.gov.br/dados_gerais.php?pag=turismo Arquivado em 7 de setembro de 2014, no Wayback Machine.
  8. a b Rs virtual - História dos Municípios - Alto Feliz http://www.rsvirtual.net/cgi-bin/dados/webdata_pro.pl?_cgifunction=search&_layout=Municipios_Historia1&municipios.municipios=Alto+Feliz Arquivado em 16 de junho de 2006, no Wayback Machine.
  9. «Sistema IBGE de Recuperação Automática - SIDRA». www2.sidra.ibge.gov.br. Consultado em 17 de outubro de 2017. Arquivado do original em 3 de julho de 2017 
  10. «DDD de Alto Feliz». Consultado em 17 de outubro de 2017 
  11. «Busca CEP». www.buscacep.correios.com.br. Consultado em 18 de outubro de 2017 
  12. «Correios». www2.correios.com.br. Consultado em 17 de outubro de 2017 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar