Abrir menu principal

Alto Rio Doce

município brasileiro do estado de Minas Gerais

Alto Rio Doce é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se na Zona da Mata Mineira e sua população estimada em 2018 era de 11 146 habitantes.[2]

Município de Alto Rio Doce
"Cidade Simpatia"
Vista parcial da cidade

Vista parcial da cidade
Bandeira de Alto Rio Doce
Brasão de Alto Rio Doce
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de agosto de 1890 (129 anos)
Fundação 7 de março de 1890[1]
Gentílico alto-rio-docense[2]
Padroeiro(a) São José[3]
CEP 36260-000 a 36264-999[4]
Prefeito(a) Wilson Teixeira Gonçalves Filho (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Alto Rio Doce
Localização de Alto Rio Doce em Minas Gerais
Alto Rio Doce está localizado em: Brasil
Alto Rio Doce
Localização de Alto Rio Doce no Brasil
21° 01' 33" S 43° 24' 39" O21° 01' 33" S 43° 24' 39" O
Unidade federativa Minas Gerais
Região intermediária

Barbacena IBGE/2017[5]

Região imediata

Barbacena IBGE/2017[5]

Municípios limítrofes Cipotânea, Rio Espera, Senhora dos Remédios, Capela Nova, Desterro do Melo, Mercês, Dores do Turvo e Brás Pires
Distância até a capital 219 km
Características geográficas
Área 518,053 km² [2]
Distritos Abreus, Alto Rio Doce (sede), Missionário e Vitorinos[6]
População 11 146 hab. estatísticas IBGE/2018[2]
Densidade 21,52 hab./km²
Altitude 810 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,620 médio PNUD/2010[7]
PIB R$ 133 934,85 mil IBGE/2016[8]
PIB per capita R$ 11 358,11 IBGE/2016[8]
Página oficial
Prefeitura www.altoriodoce.mg.gov.br
Câmara www.altoriodoce.mg.leg.br

Alto Rio Doce possui quatro distritos:[1] Alto Rio Doce, Abreus, situado ao lado de Dores do Turvo, Vitorinos, situado ao lado de Senhora dos Remédios e Missionário, situado a 12 km da sede.

HistóriaEditar

Em 1759 José Alves Maciel e sua mulher Vicência Maria de Oliveira se estabeleceram na margem esquerda do rio Xopotó, onde receberam sesmaria. A primeira missa no local foi dita em março de 1764 e ali se ergueu uma Capela a São José, capela filial de Guarapiranga. O local foi elevada a freguesia em 14 de julho de 1832, sendo seu padre Agostinho Cesário de Andrade.

No Morro dos Marimbondos, situado na Serra da Samambaia, no povoado de Abreus, a cerca de 12 km da zona urbana, ocorreu a queda do DC-3 PP-PCH da Panair do Brasil, durante uma tempestade na tarde do dia 27 de setembro de 1946. A aeronave seguia de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro e nenhum dos 22 passageiros e três tripulantes sobreviveu. Os moradores das proximidades relataram ter escutado uma explosão, mas confundiram o barulho com um trovão no momento.[9]

Atualmente a cidade é famosa pelo seu carnaval de rua que atrai milhares de turistas todos os anos. A Exposição Agropecuária que ocorre no mês de julho também é outro evento turístico da cidade. A Festa religiosa de São José é o terceiro evento mais conhecido na cidade.

GeografiaEditar

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[10] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária e Imediata de Barbacena.[5] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Viçosa, que por sua vez estava incluída na mesorregião da Zona da Mata.[11]

DemografiaEditar

Variação da população entre 1991 e 2010 em Alto Rio Doce
Anohabitantesvar.
1991[12] 14 160  
1996[12] 13 241   6,5%
2000[12] 13 858   4,7%
2007[12] 12 657   8,7%
2010[13] 12 159   3,9%

Segundo dados do Censo 2010 , a população do município é de 12.159 hab, sendo 5.070 hab. na zona urbana (41%) e 7.089 hab. na zona rural 59(%).[13]

Alto-rio-docenses notóriosEditar

Pirâmide etária 2010[14]
% Homens Idade Mulheres %
0,4
 
85+
 
0,5
0,6
 
80-84
 
1,0
1,0
 
75-79
 
1,1
1,4
 
70-74
 
1,7
1,9
 
65-69
 
1,9
2,1
 
60-64
 
2,5
2,6
 
55-59
 
2,5
3,2
 
50-54
 
2,7
3,2
 
45-49
 
3,3
3,7
 
40-44
 
3,6
3,2
 
35-39
 
3,1
3,5
 
30-34
 
3,3
3,8
 
25-29
 
3,2
4,2
 
20-24
 
3,8
4,6
 
15-19
 
4,8
4,6
 
10-14
 
4,5
3,4
 
5-9
 
3,4
2,7
 
0-4
 
2,7

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Alto Rio Doce - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 25 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 25 de setembro de 2017 
  2. a b c d Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Alto Rio Doce». Consultado em 12 de março de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2019 
  3. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 7. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  4. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  5. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 25 de setembro de 2017 
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (9 de setembro de 2013). «Alto Rio Doce - Unidades territoriais do nível Distrito». Consultado em 12 de março de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2019 
  7. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 8 de julho de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  8. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2016». Consultado em 12 de março de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2019 
  9. da Silva, Germano; César, Carlos Ari (2014). «15. Panair DC-3 PP-PCH». O rastro da bruxa: História da aviação comercial brasileira no século XX através de seus acidentes 1928-1996 3 ed. Porto Alegre-RS: EdiPUCRS. p. 56. 328 páginas. ISBN 9788539704323. Consultado em 25 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2017 
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 25 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2017 
  11. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 25 de setembro de 2017 
  12. a b c d «IBGE Cidades». Consultado em 18 de fevereiro de 2013 
  13. a b «Sinopse do Censo Demográfico 2010 - Minas Gerais». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de fevereiro de 2013 
  14. «Distribuição da população por sexo, segundo os grupos de idade Alto Rio Doce (MG) - 2010». Consultado em 18 de fevereiro 2013 

Ligações externasEditar