Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Capela Nova é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 4.758 Habitantes.

Município de Capela Nova
Bandeira de Capela Nova
Brasão de Capela Nova
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 2 de janeiro
Fundação 12 de dezembro de 1953 (65 anos)
Gentílico capela-novense
Padroeiro(a) Nossa Senhora das Dores[1]
CEP 36290-000 a 36299-999[2]
Prefeito(a) Adelmo de Resende Moreira (DEM)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Capela Nova
Localização de Capela Nova em Minas Gerais
Capela Nova está localizado em: Brasil
Capela Nova
Localização de Capela Nova no Brasil
20° 55' 22" S 43° 37' 04" O20° 55' 22" S 43° 37' 04" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Campo das Vertentes IBGE/2008 [3]
Microrregião Barbacena IBGE/2008 [3]
Municípios limítrofes Caranaíba, Carandaí, Senhora dos Remédios, Alto Rio Doce, Rio Espera
Distância até a capital 135 km
Características geográficas
Área 110,955 km² [4]
População 4 758 hab. IBGE/2010[5]
Densidade 42,88 hab./km²
Altitude 825 m
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,712 alto PNUD/2000 [6]
PIB R$ 22 441,961 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 4 782,01 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.capelanova.mg.gov.br
Câmara www.camaracapelanova.mg.gov.br

PopulaçãoEditar

Ano Urbana Rural Total
1970 1.442 3.844 5.286
1980 1.848 3.556 5.404
1991 2.031 3.109 5.140
2000 2.066 2.900 4.966
2010 4.755 2.860 7.615

HistóriaEditar

Em 1790, segundo o historiador padre Pe. José Duarte de Souza, o Senhor Manoel de Souza Maia, fazendeiro da região, pediu permissão à Sé de Mariana para a construção da capela dedicada a Nossa Senhora das Dores, localizada atrás da serra da Pedra Menina, sendo freguesia de Queluz. Surge, desse modo, o arraial de "Capela Nova das Dores" ou, simplesmente, "Dores". No entanto, consta no registro de Provisões, nas Ordens Régias e no Arquivo Eclesiástico de Mariana, o requerimento feito por Antônio dos Santos Couto, a fim de nomear o povoado como Dores da Pedra Menina. Quando se planejava a construção do templo na região, Capela Nova já era bastante populosa, com cerca de 72 famílias, em fins do século XVIII. Em 1856, foi criada a freguesia. Em 1864, a paróquia foi transferida para o arraial do Glória, com a denominação de Nossa Senhora do Glória, sendo restaurada em 1870. O decreto de 17 de dezembro de 1938 reduziu a denominação de Capela Nova das Dores para Capela Nova. Em 12 de dezembro de 1953, foi criado o município de Capela Nova, desmembrando-se de Carandaí.

(História e Genealogia de Capela Nova das Dores - Pe. José Duarte de Souza, págs 1,2 e 3).

EsporteEditar

A cidade possui um estádio de futebol (Estádio Zezeca Moreira). Dentre os times mais tradicionais de Capela Nova estão o Palmeiras Futebol Clube, Fluminense Futebol Clube, Marcha Lenta Esporte Clube, o Capela Nova Esporte Clube, além do caçula S.O.S Futebol Clube, fundado em 2015.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 9. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

Ligações externasEditar