Amália de Saxe-Coburgo-Koháry

aristocrata alemã
(Redirecionado de Amália de Saxe-Coburgo-Gota)

Maria Luísa Francisca Amália de Saxe-Coburgo-Koháry (em alemão: Marie Luise Franziska Amalie von Sachsen-Coburg-Koháry; Coburgo, 23 de outubro de 1848 - Munique, 6 de maio de 1894) foi a segunda filha do príncipe Augusto de Saxe-Coburgo-Koháry e de sua esposa, a princesa Clementina de Orléans. Entre seus irmãos, estavam o rei Fernando I da Bulgária e Luís Augusto de Saxe-Coburgo-Gota, o marido da princesa Leopoldina do Brasil.

Amália
Princesa de Saxe-Coburgo-Gota
Duquesa na Baviera
Nascimento 23 de outubro de 1848
  Coburgo, Ducado de Saxe-Coburgo-Gota
Morte 6 de maio de 1894 (45 anos)
  Munique, Reino da Baviera
Sepultado em Cripta da Igreja de São Quirino, Tegernsee, Reino da Baviera
Nome completo Maria Luísa Francisca Amália
Cônjuge Maximiliano Emanuel da Baviera
Descendência Siegfried da Baviera
Cristóvão da Baviera
Leopoldo da Baviera
Casa Saxe-Coburgo-Koháry (nascimento)
Wittelsbach (casamento)
Pai Augusto de Saxe-Coburgo-Koháry
Mãe Clementina de Orléans
Religião Catolicismo

VidaEditar

Amália era a segunda filha de cinco filhos do príncipe Augusto de Saxe-Coburgo-Koháry e da princesa Clementina d'Orléans.[1]

No início da década de 1870, foi planejado um casamento entre a princesa Amália e o príncipe bávaro Leopoldo. Mas o irmão mais novo da Imperatriz Isabel "Sissi", o Maximiliano Emanuel na Baviera, se apaixonou por ela e quis se casar com ela. Para esclarecer a situação um tanto confusa e deixar todos felizes, a Imperatriz interveio. Ela convidou Leopoldo para Gödöllő, onde sua filha a arquiduquesa Gisela da Áustria estava hospedada. O príncipe bávaro não podia recusar a mão da filha do imperador, pois tornar-se genro do imperador da Áustria era muito tentador. Algum tempo depois, com a ajuda da Condessa Festetics, Isabel mediou o casamento que lhe era caro: aquele entre seu irmão Maximiliano Emanuel e a princesa Amália.

Casamento e descendênciaEditar

Em 1875, Amália desposou Maximiliano Emanuel da Baviera, filho de Maximiliano José, Duque na Baviera, e de sua esposa, a princesa Ludovica Guilhermina da Baviera. Maximiliano Emanuel era o irmão mais jovem da imperatriz "Sissi" da Áustria.[2] Eles tiveram três filhos:

Imagem Nome Nascimento Morte Notas
  Sigifredo 10 de julho de 1876 2 de março de 1952 Não se casou. Um acidente de equitação em 1899 o deixou com deficiências mentais permanentes.
  Cristóvão 22 de abril de 1879 10 de julho de 1963 Casou-se morganáticamente com Anna Sibig, sem descendência.
  Leopoldo 30 de junho de 1890 16 de janeiro de 1973 Não se casou. Foi historiador de arte e construtor do Castelo de Ringberg.

MorteEditar

Seu marido morreu em 1893 aos 44 anos. Inconsolável, Amélie morre no ano seguinte, em 6 de maio de 1894 no Castelo de Biederstein aos quarenta e cinco anos.[3]

Referências

  1. «Amalie, Prinzessin von Sachsen-Coburg und Gotha, Herzogin von Sachsen : Genealogics». www.genealogics.org. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  2. «Person Page». www.thepeerage.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2022 
  3. Nemec 2010, p.  94
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.