Ana Botafogo

Ana Botafogo
Ana Botafogo no Prêmio da Música Brasileira de 2015
Nome completo Ana Maria Botafogo Gonçalves Fonseca[1]
Nascimento 9 de julho de 1957 (63 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade Brasileira
Ocupação bailarina e atriz

Ana Maria Botafogo Gonçalves Fonseca (Rio de Janeiro, 9 de julho de 1957) é uma bailarina e atriz brasileira.

Ana começou a estudar em sua cidade natal e a dançar profissionalmente na França, no Ballet de Marselha. Frequentou ainda a Academia Goubé na Sala Pleye, em Paris (França), a Academia Internacional de Dança Rosella Hightower, em Cannes (França), e o Dance Center-Covent Garden, em Londres (Inglaterra).[2]

Desde 1981 é a primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro já tendo se apresentado na Europa, América do Norte, América Central e América do Sul.

Estreou no Municipal com o balé Coppélia, o que abriu portas para novos convites internacionais. Fez uma participação especial como atriz em Páginas da Vida, telenovela das oito da Rede Globo, escrita por Manoel Carlos, no papel de filha de Tarcísio Meira e Glória Menezes.

PerfilEditar

Ana Botafogo é, sem dúvida, o principal nome da dança clássica brasileira. Carioca, torce para o Fluminense. Começou a fazer iniciação musical e a dançar aos seis[3] anos de idade com a bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Luciana Bogdanish. Aos onze anos, já dançava no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro nas apresentações de final de ano da academia que frequentava.

Na França[3], para onde se mudou, Ana começou sua carreira profissional, participando de festivais por toda a Europa. Após um outro período morando em Londres, ela veio ao Brasil e participou de um concurso que fez dela a Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, já tendo dançado, desde então, clássicos do ballet como A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, Giselle, Romeu e Julieta, La Sylphide, Dom Quixote, La Bayadéré, O Lago dos Cisnes e Onegin entre outros.


Mesmo sendo bailarina do Theatro Municipal, Ana já foi várias vezes ao exterior como convidada de outras companhias, como a Saddler’s Wells Royal Ballet, de Londres, o Ballet Nacional de Cuba, o Ballet Nacional da Venezuela e o Ballet del’Opera di Roma entre outras. Alguns de seus principais partners foram Fernando Bujones, Jean Yves Lormeau, Julio Bocca, Stephen Jefferies, Lazaro Carreño, Alexander Godunov e Richard Cragun.

Ana já recebeu vários prêmios e homenagens no Brasil e no exterior pelo conjunto de sua obra, e além das temporadas do Theatro Municipal, desenvolve seus próprios projetos, levando espetáculos a diversas capitais brasileiras, como o Ana Botafogo In Concert e Três Momentos de Amor.

A estreia como atriz veio em 2006 com Páginas da Vida, de Manoel Carlos. Na novela da Rede Globo, Ana viveu Eliza, uma ex-bailarina.[2]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Repertórios DançadosEditar

Referências

  1. «A Notícia - Festival». Consultado em 11 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2008 
  2. a b «Do balé à novela de Manoel Carlos: conheça Ana Botafogo». Portal Terra 
  3. a b «Há 40 anos nos palcos, Ana Botafogo revela os altos e baixos das sapatilhas». Campinas e Região. 2 de setembro de 2016 
  4. Carla Bittencourt (7 de março de 2020). «Famosos prestigiam inauguração do restaurante de Micaela em 'Salve-se quem puder'». Extra. Consultado em 7 de março de 2020 
  5. Caras Online (27 de março de 2015). «Ana Botafogo grava participação em 'Malhação'». Caras. Consultado em 27 de março de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.