Rei suevo (584 - 585).[1] Assassinou Eborico e, tendo-se casado com a mãe deste, foi proclamado rei pelos nobres revoltados contra o governo daquele.[1] O rei visigodo Leovigildo utilizou este crime como pretexto para intervir no reino suevo, e depôs Andeca, encerrando-o num mosteiro.[1] Andeca foi, pois, o representante da insubmissão dos suevos à supremacia visigoda, por várias vezes reconhecida desde o reinado de Miro.

Andeca
Morte 585
Beja
Cidadania Reino da Galiza
Ocupação monarca

Referências

  1. a b c Arias, Jorge C. (2007). «Identity and Interaction: The Suevi and the Hispano-Romans». University of Virginia: 32 

Ligações externasEditar

Precedido por
Eborico
Reino Suevo
584 - 585
Sucedido por
Amalarico