Angelo Battelli

Angelo Battelli (Macerata Feltria, Pésaro e Urbino, Marche, 28 de março de 186211 de dezembro de 1916) foi um cientista italiano, notável por suas medições de temperatura e calor da fusão de substâncias não metálicas, condutividades e efeitos termoelétricos em metais magnéticos e o Efeito Thomson. Investigou pressão osmótica, tensão superficial e propriedades físicas de dissulfeto de carbono (CS2), água (H2O) e álcoois, em especial suas pressões de vapor, pontos críticos e densidades. Estudou raios X e raios catódicos. Investigou a resistência de solenoides a correntes alternadas de alta frequência.

Angelo Battelli
Nascimento 28 de março de 1862
Macerata Feltria
Morte 11 de dezembro de 1916 (54 anos)
Pisa
Cidadania Reino de Itália
Alma mater
Ocupação físico, político
Prêmios
Empregador Universidade de Pádua, Universidade de Pisa, Universidade de Cagliari

Obteve um doutorado em 1884 na Universidade de Turim, orientado por Andrea Naccari. Foi orientador do físico Luigi Puccianti.[1]

Recebeu o Prêmio Bressa de 1893.

Está sepultado no Camposanto Monumentale em Pisa.

BibliografiaEditar

  • Dizionario Biografico degli Italiani, Istituto della Enciclopedia Italiana, 1960–1991; vol. 7, pp. 237–238.
  • Nuovo Cimento [6th Ser.] 1917, 13, pp. 6–65.
  • Nuovo Antologia [6th Ser.] 1917, 189, pp. 205–210.
  • R. Atti, Accad. Sci. Torino 1916–1917, 52, pp. 263–265.
  • R. Atti, Inst. Veneto Sci [9th Ser.] 1916–1917, 1, pp. 57–59.
  • R. Rendic, Accad. Lincei, Cl. Sci. Fis. Mat. Nat. [5th Ser.] 1917, 26, pp. 82–85.
  • D. Gambioli, Angelo Battelli e la sua opera scientifica, Pergola, 1917.

Referências