Abrir menu principal
Antero de Oliveira
Nascimento 1931
Rio de Janeiro
Morte 1 de maio de 1977 (46 anos)
Rio de Janeiro
Ocupação Ator

Anthero Amélio de Oliveira Silva, mais conhecido como Antero de Oliveira - (Rio de Janeiro, 1931 - Rio de Janeiro, 1º de maio de 1977) foi um ator brasileiro.

Sua estreia se deu em 1967, no filme Cara a Cara, de Júlio Bressane. Na televisão seu primeiro trabalho foi em 1969, na novela Um Gosto Amargo de Festa, pela TV Tupi. Nesse mesmo ano chamou a atenção da crítica ao protagonizar o filme Matou a Família e foi ao Cinema, no papel do filho assassino.

Na televisão, sua melhor participação foi na novela Bandeira 2, onde viveu Quincas, personagem da parte pobre da trama, contracenado com Anecy Rocha.

Participou do programa Chico City, do comediante Chico Anysio, onde fez vários personagens.

Antero de Oliveira se mudou para a Barra da Tijuca no início dos anos 70 com sua esposa, Maria Lúcia Ribeiro, onde teve seu único filho, Pedro.

Faleceu vitimado pelo câncer, após ficar cerca de um mês internado.[1]

Foi militante de esquerda e chegou a colaborar com o grupo que sequestrou o embaixador americano Charles Elbrick, em 1969, ao dar guarida e providenciar disfarces para fuga.[2][3]

Índice

TrabalhosEditar

TelevisãoEditar

CinemaEditar

Outro trabalhosEditar

  • 1968 Brasil Verdade (documentário) - Narrador[4]
  • 1970 Paulicéia Fantástica (documentário) - narrador
  • 1972 Herança do Nordeste (documentário) - narrador

Referências

  1. «ANTERO DE OLIVEIRA - PRÓ-TV». www.museudatv.com.br. Consultado em 25 de fevereiro de 2018 
  2. Moraes, Neto, Geneton (10 de outubro de 2013). Dossiê Gabeira (em inglês). [S.l.]: Globo Livros. ISBN 9788525052568 
  3. «Geneton.com.br: REVELADO! ATOR DA TV GLOBO PARTICIPOU DA OPERAÇÃO PARA DISFARÇAR SEQUESTRADORES DO EMBAIXADOR AMERICANO NO BRASIL». www.geneton.com.br. Consultado em 25 de fevereiro de 2018 
  4. «Internet Movie DataBase». www.imdb.com