Abrir menu principal

Antropologia econômica é uma área de pesquisa acadêmica que tenta explicar o comportamento humano usando tanto o ferramental da economia quanto da antropologia. É praticada predominantemente por antropólogos. Existem três grandes correntes de pensamento no campo da antropologia econômica: formalismo, substantivismo e culturalismo.

Apesar do livro, que marcou uma data na história da antropologia, Argonautas do Pacífico Ocidental de Bronislaw Malinowski (1884 — 1942) centralizar sua atenção no sistema de trocas (econômico ou comercial apenas em parte) utilizado pelos habitantes das ilhas Trobriand e circunvizinhas, tema até então neligenciado pela antropologia, como afirmou James Frazer (1854 - 1941) no prefácio deste livro publicado em 1922 [1], para alguns autores, não se encontra nessa obra de Malinowski as necessárias referências às categorias tradicionais da economia política e da análise ecônomica.

Segundo Demónio [2] a aproximação e emprego da economia como estudo da produção e circulação de bens e serviços só aconteceu com os estudos de Karl Polanyi (1886 — 1964). Mesmo possuindo Malinowski o mérito de substituir os conceitos pressuposto do "homo oeconomicus", pelo de "homem primitivo" a partir de referências concretas (empíricas) e como dito por Frazer não se limitando a produzir uma simples descrição dessa economia primitiva, dimensionando o kula, a instituição estudada, na totalidade do comportamento humano[3]..

Referências

  1. MALINOWSKI, Bronislaw. Argonautas do pacifico ocidental: Um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné melanesia. São Paulo: Abril Cultural, 1976. 436 p. (Pensadores(os); v.43)
  2. DEMÓNIO, Lucien. A problemática anglo-saxónica: economia política e antropologia in: POUILLON, François. A antropologia económica. (correntes e problemas) Pt- Br, Edições 70, 1978
  3. Santos Silva, Silas (2018). Antropologia Econômica e Psiquiatria: Uma Ressonância Neurodecisões no Desenvolvimento do Consumismo Compulsivo (PDF). 23. São Paulo: Psychiatry On-line Brazil. pp. 716–8  line feed character character in |título= at position 54 (ajuda)

Ver tambémEditar