Arthur Smith Woodward

Arthur Smith Woodward (Macclesfield, Cheshire, 23 de maio de 1864 — Haywards Heath, 2 de setembro de 1944) foi um paleontólogo inglês.

Arthur Smith Woodward
Da direita para a esquerda: Arthur Smith Woodward, William Berryman Scott, Henry Fairfield Osborn, mulher não idntificada, David Starr Jordan e John M Clarke
Nascimento 23 de maio de 1864
Macclesfield, Cheshire
Reino Unido Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Morte 2 de setembro de 1944 (80 anos)
Haywards Heath
Nacionalidade inglês
Cidadania Reino Unido
Ocupação paleontólogo, historiador
Prêmios Medalha Lyell (1896)
Medalha Clarke (1914)
Medalha Real (1917)
Medalha Wollaston (1924)
Medalha Mary Clark Thompson (1942)
Empregador Museu Britânico
Campo(s) paleontologia

Foi implicado na fraude do caso Homem de Piltdown.

Foi laureado com a medalha Lyell em 1896 e a medalha Wollaston em 1924,[1] ambas pela Sociedade Geológica de Londres. Recebeu também a medalha linneana pela Sociedade Linneana de Londres em 1924. Ganhou também a Medalha Real pela Royal Society e a Medalha Clarke pela Sociedade Real de Nova Gales do Sul em 1914.

BiografiaEditar

Woodward nasceu em Macclesfield, Cheshire, Inglaterra e foi educado lá e no Owens College, Manchester. Ele se juntou à equipe do Departamento de Geologia do Museu de História Natural em 1882. Ele se tornou assistente Keeper of Geology em 1892, e Keeper em 1901. Ele foi nomeado Secretário da Sociedade Paleontográfica e, em 1904, foi nomeado Presidente da Geological Society. Ele foi eleito em junho de 1901 membro da Royal Society.[2]

Ele era o especialista mundial em peixes fósseis, escrevendo seu Catálogo de peixes fósseis no Museu Britânico (1889–1901).[3] Suas viagens incluíram viagens à América do Sul e Grécia. Em 1901, para os curadores do Museu de História Natural, ele fez escavações de ossos fósseis de Pikermi (perto de Atenas).[4] Sua contribuição para a paleoictiologia resultou no recebimento de muitos prêmios, incluindo uma medalha real da Royal Society em 1917, as medalhas Lyell e Wollaston da Geological Society, a Medalha Linneana da Linnean Society e a Medalha Clarke da Royal Society de New South Wales em 1914. Ele se aposentou do museu em 1924. Em 1942, Woodward recebeu a Medalha Mary Clark Thompson da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.[5]

A reputação de Woodward sofreu com seu envolvimento na fraude do Homem de Piltdown, onde ele deu um nome a uma nova espécie de hominídeo do sul da Inglaterra, que foi finalmente descoberta (após a morte de Woodward) como uma falsificação.[6]

Woodward foi um dos principais defensores da ortogênese. Ele acreditava que havia uma tendência geral na evolução a partir do registro fóssil e especulou que o cérebro humano pode ter sido o produto dessa tendência. Ele discutiu suas opiniões sobre a evolução humana em seu livro The Earliest Englishman (1948).[7]

Woodward morreu em Haywards Heath, Sussex em 1944 com a idade de 80 anos.

ObrasEditar

  • "Catalogue of the Fossil Fishes in the British Museum" (1889-1901).

Referências

  1. «Award Winners Since 1831 / Wollaston Medal» (em inglês). The Geological Society of London. Consultado em 10 de agosto de 2015. Cópia arquivada em 25 de julho de 2015 
  2. «Library and Archive Catalogue». The Royal Society. Consultado em 11 de outubro de 2010 
  3. Watson, D. M. S. (1944). «Sir Arthur Smith Woodward, F.R.S.». Nature. 154 (3908): 389–389. doi:10.1038/154389a0 
  4. «Woodward, Arthur Smith». Who's Who. 59: 1932. 1907 
  5. «Mary Clark Thompson Medal». National Academy of Sciences. Consultado em 14 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 29 de dezembro de 2010 
  6. Miles Russell. (2004). Piltdown Man: The Secret Life of Charles Dawson. Tempus. ISBN 0-7524-2572-2
  7. Peter J. Bowler. (1986). Theories of Human Evolution: A Century of Debate 1844–1944. The Johns Hopkins University Press. pp. 199–200
FontesEditar
  • "The Natural History Museum at South Kensington" - William T. Stearn ISBN 0-434-73600-7
  • Livro: Os Fascinantes Caminhos da Paleontologia. Autor: Antônio Isaia. Comentários: Conta as historia dos paleontólogos de Santa Maria e região. 60 páginas. Editora Pallotti.
  • Livro: "Cronologia Histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho." 1787-1933. Vol I. Autor: Romeu Beltrão, Editora Pallotti, 1958.

Ligações externasEditar


Precedido por
John Frederick Blake
Medalha Lyell
1896
Sucedido por
George Jennings Hinde
Precedido por
William Harper Twelvetrees
Medalha Clarke
1914
Sucedido por
William Aitcheson Haswell
Precedido por
Hector Munro Macdonald e John Scott Haldane
Medalha Real
1917
com John Aitken
Sucedido por
Alfred Fowler e Frederick Gowland Hopkins
Precedido por
William Whitaker
Medalha Wollaston
1924
Sucedido por
George William Lamplugh
Precedido por
David M. Watson
Medalha Mary Clark Thompson
1942
com Edward W. Berry
Sucedido por
George Gaylord Simpson


  Este artigo sobre um(a) paleontólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.