Abrir menu principal

Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto
Razão social Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - Acerp
Empresa de capital fechado
Slogan Comunicação Educativa
Atividade Meios de comunicação social
Gênero Organização social
Fundação 1923
Sede Rio de Janeiro, RJ
Pessoas-chave José Fernando Veloso Monteiro (diretor geral)
Produtos
  • Produção e distribuição de conteúdo
  • Engenharia e operação de serviços de radiodifusão
Antecessora(s) Fundação Centro Brasileiro de TV Educativa
Website oficial roquettepinto.org.br

A Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) é uma organização social que mantém contrato de prestação de serviços com o Ministério da Educação para produção de conteúdo e gestão operacional da TV Escola e TV INES e com a Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania para gestão da Cinemateca Brasileira

HistóriaEditar

Inicialmente chamada de Fundação Roquette Pinto, a organização foi criada em 1991, homenageando o pai da radiodifusão brasileira Roquette Pinto, reunindo todos os veículos de comunicação do Ministério da Educação e da Cultura. Na época, estavam sob a tutela desse ministério a TVE e a Rádio MEC. Em 1998, passa a se chamar Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp).

Em 2007, a gestão da TV Brasil (antiga TVE Brasil) foi transferida para a recém-fundada Empresa Brasil de Comunicação, por meio de decreto publicado no Diário Oficial da União, em 25 de outubro de 2007. A criação da EBC foi autorizada por meio da Medida Provisória 398, publicada no dia 11 do mesmo mês. A empresa nasceu da união dos patrimônios e do pessoal da Empresa Brasileira de Comunicação (Radiobrás) e dos bens públicos da União que estavam sob a guarda da Acerp. Com a criação da EBC, um novo contrato de gestão entre governo federal e Acerp foi feito e esta passou a ser prestadora de serviço à EBC, bem como gestora e produtora da TV Escola e TV INES.

Em 2014, a Acerp passa a ser supervisionada pelo MEC em seu novo contrato de gestão assinado com a União.[1]

Em 06 de março de 2018, foi assinado Contrato de Gestão, parceria entre o então Ministério da Cultura, hoje Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, e o Ministério da Educação, através do qual a Cinemateca Brasileira passou a ser administrada pela Acerp.[2]

Linha do tempoEditar

  • 1923 - Criação da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro por Edgard Roquette-Pinto.
  • 1936 - Passa a se chamar Rádio MEC.
  • 1967 - Criação da Fundação Centro Brasileiro de TV Educativa (FCBTVE/MEC).
  • 1975 - Início do Canal 2, TVE RJ.
  • 1983 - Criação da Rádio MEC FM.
  • 1987 - TVE transmitida via satélite Brasilsat.
  • 1990 - FCBTVE passa a ser a Fundação Roquette Pinto (FRP).
  • 1995 - Criação da TV Escola.
  • 1998 - Extinção da FRP e criação da Acerp, qualificada como Organização Social.
  • 2007 - Início da prestação de serviços para a EBC e extinção da TVE Brasil (torna-se TV Brasil). A Rádio MEC permanece como parte da EBC.
  • 2013 - Fim da prestação de serviços para a EBC.
  • 2013 - Criação da TV INES.
  • 2014 - Assinatura de novo contrato de gestão com a União.
  • 2018 - A Acerp passa a administrar a Cinemateca Brasileira.

Ver tambémEditar

Referências

  1. BRASIL (30 de dezembro de 2014). «Decreto nº 8.385». Dispõe sobre a supervisão do contrato de gestão a ser firmado entre a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - Acerp, qualificada como Organização Social, e a União. Presidência da República. Consultado em 3 de janeiro de 2015 
  2. Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania (10 de janeiro de 2019). «Ancine contrata OS para cuidar dos acervos da Cinemateca». Secretaria Especial da Cultura. Consultado em 23 de julho de 2019 
  Este artigo sobre Organizações não governamentais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.