Abrir menu principal

Wikipédia β

Ataque com helicóptero em Caracas em 2017

Gnome globe current event.svg
Este artigo ou se(c)ção é sobre um acontecimento recente.
As informações apresentadas podem mudar a qualquer momento. Editado pela última vez em 5 de julho de 2017.

Um ataque com helicóptero em Caracas em 2017 teve lugar no dia 27 de junho, por um grupo de indivíduos que capturou um helicóptero policial e atacou o Supremo Tribunal de Justiça em Caracas, na Venezuela.[1] A "coligação" supostamente atirou várias granadas no prédio.[2]presidente da VenezuelaNicolás Maduro, chamou o incidente de "ataque terrorista",[3] enquanto outros descreveram-no como uma operação encenada.[4][5]

Ataque com helicóptero em Caracas em 2017
Supremo Tribunal de Justiça, local do ataque.
Local Caracas, Venezuela
Data 27 de junho de 2017
18:40 – 19:00 (aproximadamente) (UTC−04:00)
Tipo de ataque Ataque de helicóptero
Arma(s) Granadas e rifles
Mortes 0
Feridos 0
Responsável(is) Grupo de policiais liderado por Óscar Pérez

ContextoEditar

Em 27 de junho de 2017, após três meses de protestos anti-governo que deixaram 93 mortos, o presidente Maduro disse que se seu governo falhar, ele e seus seguidores usariam a força para restaurar o governo bolivariano.[6]

Nós nunca desistiremos, e o que não poderia ser feito com votos, faria com armas, libertaríamos a pátria com armas

Naquela tarde, um vídeo foi publicado mostrando homens com rifles de assalto acompanhando Oscar Pérez, um ator de cinema e investigador da CICPC, agência de investigação criminal da Venezuela, afirmando que "Somos uma coalizão de militares, policiais e pessoas civis. Na busca do equilíbrio e contra esse governo de transitório criminoso. Não pertencemos e não temos nenhuma filiação político partidária, somos nacionalistas, patriotas e institucionalistas. Esta luta não é contra o resto das forças de segurança do Estado, é contra a impunidade imposta contra esse governo. É contra a tirania, é contra a morte dos jovens que lutam por seus direitos, é contra a fome, a falta de saúde e o fanatismo. Essa luta é pela vida".[8][9]

Horas depois do lançamento do vídeo, Perez foi visto voando num helicóptero em torno do Supremo Tribunal Federal com uma bandeira com o slogan "350 Freedom", uma referência ao artigo 350 da Constituição, que afirma que "o povo Venezuelano [...] repudia qualquer regime, legislação ou autoridade que viola os valores, princípios e garantias democráticas ou usurpa os direitos humanos". Quando o helicóptero aproximou-se do Supremo Tribunal ouviu-se tiros na área.[10]

Referências