Augusto, Duque de Dalarna

Augusto
Príncipe da Suécia
Duque de Dalarna
Esposa Teresa Amélia de Saxe-Altemburgo
Casa Bernadotte
Nome completo Nicolau Augusto
Nascimento 24 de agosto de 1831
  Palácio de Drottningholm, Ekerö, Suécia
Morte 4 de março de 1873 (41 anos)
  Palácio Real de Estocolmo, Estocolmo, Suécia
Enterro Igreja de Riddarholmen, Estocolmo, Suécia
Pai Óscar I da Suécia
Mãe Josefina de Leuchtenberg
Religião Luteranismo

Nicolau Augusto (Ekerö, 24 de agosto de 1831Estocolmo, 4 de março de 1873) foi o quinto e último filho do rei Óscar I da Suécia e de sua esposa, a princesa Josefina de Leuchtenberg.

BiografiaEditar

Início de vidaEditar

Nascido no Palácio de Drottningholm em Ekerö, no Condado de Estocolmo, seu irmão mais velho foi o rei Carlos XV da Suécia.[1]

Durante os anos de 1849-1853, ele foi aluno da Universidade de Uppsala. Em 10 de dezembro de 1851, ele foi nomeado membro honorário da Academia Real das Ciências da Suécia.

CasamentoEditar

Em 16 de abril de 1864 em Altemburgo, o duque casou-se com a princesa Teresa Amélia de Saxe-Altemburgo (Ansbach, 21 de dezembro de 1836 - Palácio de Haga, Estocolmo, 9 de novembro de 1914),[1][2] Duquesa da Saxônia,[2] filha mais velha do príncipe Eduardo de Saxe-Altemburgo. O casamento não produziu filhos.[1] Na Suécia, o nome de sua esposa era "Teresia".

O príncipe era muito interessado em trens e locomotivas, e uma locomotiva recebeu o nome dele. Como se pensava que o príncipe não era muito inteligente, isso levou à expressão "dummare än tåget" ("mais estúpido que o trem"), expressão ainda em uso no idioma sueco.[3]

O príncipe Augusto morreu aos 41 anos de pneumonia no Palácio de Estocolmo, Estocolmo.[1]

BrasõesEditar

Brasão de Augusto como Duque de Dalarna
e Príncipe da Suécia e Noruega (1831–1844)
Brasão de Augusto como Duque de Dalarna
e Príncipe da Suécia e Noruega (1844–1873)

AncestraisEditar

Referências

  1. a b c d The Peerage # 105635
  2. a b «Henri van Oene's Royal Genealogies». Consultado em 30 de dezembro de 2006. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2009 
  3. Grünbaum, Catharina (2 de março de 2006). «Nu går språktåget». Dagens Nyheter (em sueco). Consultado em 22 de outubro de 2013 


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.