O BMW 003 (designado pelo RLM como BMW 109-003) foi um motor a jato produzido pela BMW na Alemanha,[2] durante a Segunda Guerra Mundial. O BMW 003 e o Jumo 004 foram os únicos motores a jato a entrar em produção em massa durante a Segunda Guerra Mundial.[3]

BMW 003
Predefinição:Info/Motor de avião
BMW 003 em exposição no Luftwaffenmuseum der Bundeswehr.
Informações básicas
Tipo Turbojato
Fabricante BMW
Origem  Alemanha
Projetado por Diretor de projeto Hermann Östrich
Primeiro teste agosto de 1940 (83 anos)
Maiores aplicações Heinkel He 162
Estado Fora de produção
Quantidade
produzida
500
Especificações (BMW 003A-2)
Comprimento 3,6322 m (143 in)
Diâmetro (motor) 0,6909 m (27,2 in)
Peso 623,7 kg (1 380 lb)
Compressor Axial de 7 estágios
Empuxo 798 kgf (7 830 N) @9500 rpm no nível do mar para decolagem
Combustão 1 câmara de combustão anular
Tipo de combustível Diesel tipo J-2 ou gasolina
Sistema de óleo Alimentação de pressão a 85 psi (5,86 bar), cárter seco com 4 bombas de limpeza com tanque e refrigerador anulares, usando óleo com viscosidade 35 à temperatura de 38 °C (100 °F)
Relação potência / peso 0.0125 N/kg
Consumo 142.694 kg/N/h
Notas
Fluxo de massa de ar: 19,28 kg (42,5 lb) por segundo @9500 rpm
Dados de: Aircraft Engines of the world 1946[1]

Os trabalhos para o desenvolvimento do BMW começaram antes do desenvolvimento do seu contemporâneo, o Jumo 004, porém problemas prolongados fizeram com que o BMW 003 só entrasse em produção muito mais tarde, e várias aeronaves que poderiam ter sido alimentadas por este motor acabaram por optar pelo Jumo 004. O caso mais famoso foi o do Messerschmitt Me 262, que usou o BMW 003 durante os seus testes e protótipos mas que, porém, acabou por ser produzido em massa usando o motor da Junkers. O único avião operacional e produzido que usou o BMW 003 foi o Heinkel He 162 e o Arado Ar 234.[3]

Cerca de 500 unidades foram produzidas na Alemanha, porém poucas foram realmente instaladas em aeronaves. Este motor também foi importante para o Japão, tendo sido a base do desenvolvimento japonês na área dos motores a jato. Depois da guerra terminar, o motor foi cuidadosamente estudado pelos aliados, nomeadamente pelos franceses e pelos soviéticos.[3]

Referências

  1. Wilkinson, Paul H. (1946). Aircraft Engines of the world 1946. London: Sir Isaac Pitman & Sons. pp. 300–301.
  2. «Турбореактивный двигатель BMW-003». www.airwar.ru. Consultado em 1 de maio de 2016 
  3. a b c «BMW 003 Turbojet». www.aviation-history.com. Consultado em 1 de maio de 2016 
  Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre aviação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.