Benjamin Weiss

matemático israelita
Benjamin Weiss
Nascimento 1941 (80 anos)
Nova Iorque
Residência Israel
Cidadania Israel
Alma mater Universidade de Princeton
Ocupação matemático
Prêmios Membro da Sociedade Americana de Matemática
Empregador Universidade Hebraica de Jerusalém

Benjamin Weiss (Nova Iorque, 1941) é um matemático israelense.

Weiss obteve um doutorado em 1965 na Universidade de Princeton, orientado por William Feller, com a tese Vibrating systems and positively preserving semi-groups.[1] Foi até aposentar-se em 2009 professor da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Foi pesquisador visitante na Universidade Yeshiva e na Universidade Stanford, na IBM e no Mathematical Sciences Research Institute (MSRI).

Weiss trabalha com sistemas dinâmicos, teoria ergódica e dinâmica simbólica e topológica.

Com Matthew Foreman trabalhou sobre sistemas dinâmicos em teoria dos conjuntos descritivas. Provém dele, L. W. Goodwyn e Roy Adler (com quem também tem diversas publicações conjuntas) o probelma de colorir estradas, que Avraham Trakhtman resolveu em 2007.

Foi palestrante convidado do Congresso Internacional de Matemáticos em Vancouver (1974: The structure of Bernoulli shifts).

Dentre seus doutorandos consta Elon Lindenstrauss.

É desde 2000 membro da Academia de Artes e Ciências dos Estados Unidos.[2] É fellow da American Mathematical Society.

ObrasEditar

  • com Donald Samuel Ornstein, Daniel J. Rudolph, Equivalence of measure preserving transformations, American Mathematical Society 1982
  • com Ornstein Statistical properties of chaotic systems, Bulletin AMS, Volume 24, 1991, p. 1
  • Single orbit dynamics, American Mathematical Society 2000

Referências

  1. Benjamin Weiss (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  2. «Book of Members» (PDF) (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2016 

Ligações externasEditar