Benjamin Zymler GORBComMM (Rio de Janeiro, 25 de março de 1956) é um engenheiro eletricista, jurista e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Benjamin Zymler
Benjamin Zymler
Zymler em 2007.
Ministro do Tribunal de Contas da União
Período 11 de setembro de 2001
a atualidade
Nomeação por Fernando Henrique Cardoso
Antecessor(a) Bento José Bugarin
Dados pessoais
Nascimento 25 de março de 1956 (68 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Esposa Maria Lenir Ávila Zymler
Alma mater Instituto Militar de Engenharia
Universidade de Brasília
Prêmios

Biografia editar

Filho de imigrantes judeus da Polônia, Benjamin formou-se em engenharia elétrica pelo Instituto Militar de Engenharia. Trabalhou nas Furnas Centrais Elétricas e na iniciativa privada até 1992, quando ingressou no Tribunal de Contas da União como Analista de Finanças e Controle Externo, mediante concurso público.

Formar-se-ia ainda em direito, com mestrado pela Universidade de Brasília. Prestou novo concurso em 1996 para ao cargo de auditor do próprio tribunal, sendo aprovado e empossado em 1998.[3]

Ministro do TCU editar

Com a aposentadoria do ministro Bento Bugarin, foi indicado pelo presidente da república Fernando Henrique Cardoso à vaga destinada a auditores do TCU. Aprovado pelo Senado Federal,[4] foi empossado em 11 de setembro de 2001.

Entre 2003 e 2005, foi duas vezes condecorado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, respectivamente com a admissão à Ordem do Mérito Militar no grau de Comendador especial e depois com a Ordem de Rio Branco no grau de Grande-Oficial suplementar.[1][2] Presidiu o tribunal desde janeiro de 2011 até o fim de 2012.

Referências

Ligações externas editar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.