Abrir menu principal
Bet din (Tribunal Rabínico) em Alexandria da comunidade judaica do Egito.

Bet Din ou Bayit Din (em hebraico: בית דין; transl.: "Casa do Julgamento", plural: Battei Din), composto por três sábios, responsáveis por julgar crimes menores do tipo roubo, lesão corporal e capaz de aplicar multas. Na ordem de importância é o terceiro Tribunal Judaico; Pequeno Sinédrio (vinte e três juízes) e o Bet din a-Gadol (setenta e um juízes), o Tribunal remonta ao tempo das doze tribos.[1] Na época do Segundo Templo, ele era a pedra fundamental do sistema jurídico na Terra de Israel.[2][3] Atualmente, é investido de poderes para julgar assuntos religiosos, tanto em Israel, quanto na Diáspora, tais como divórcio, leis alimentares judaicas, questões de perdas e danos, conversões, entre outros temas ligados jurisprudência. Um candidato a conversão ao judaísmo é examinado por um Bet Din para saber se é apto a continuar a conversão. O Bet Din por sua vez examina o quanto o candidato sabe sobre o judaísmo e seus conhecimentos sobre a Torá, segundo a Alacá.[4][5][6][7][8][9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Deuteronômio 16:18-20
  2. «Mishnah Sanhedrin 1». www.sefaria.org. Consultado em 12 de maio de 2019 
  3. «Sanhedrin 2a». www.sefaria.org. Consultado em 12 de maio de 2019 
  4. Ginzberg, Louis. «Bet Din». Jewish Encyclopedia. Consultado em 1 de abril de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  5. «Bet din | Judaism». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 12 de maio de 2019 
  6. «Bet Din and Judges | Encyclopedia.com». www.encyclopedia.com. Consultado em 12 de maio de 2019 
  7. «CATHOLIC ENCYCLOPEDIA: Sanhedrin». www.newadvent.org. Consultado em 12 de maio de 2019 
  8. «Beth Din | Definition of Beth Din in English by Oxford Dictionaries». Oxford Dictionaries | English. Consultado em 12 de maio de 2019 
  9. «Definition of BETH DIN». www.merriam-webster.com (em inglês). Consultado em 12 de maio de 2019 
  Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar