Bir II (m. 1296) foi maí (rei) do Império de Canem da dinastia sefaua e governou de 1277 a 1296.[1]

VidaEditar

Era filho de Dunama II (r. 1210–1248), mas não se sabe quem foi sua mãe nem a linhagem que pertenceu, embora talvez fosse Magomi ou membro de uma das tribos de Canem;[2] o explorador alemão do século XIX Heinrich Barth sugeriu origem lacmama para sua mãe.[3] Segundo os cronistas, "em seu tempo [de Dunama], os filhos do sultão (Cadai e Bir) dividiram-se em fações diferentes; há havia facções." A rivalidade entre eles reflete conflitos dinásticos que já eclodiam no seio da sociedade de Canem desde o início do século XIII e talvez tenha como origem o crescente antagonismo da linhagem Magomi (a qual Cadai pertencia) e as tribos sedentárias do país.[1] Bir sucedeu ao irmão Cadai (r. 1248–1277). Sob seu reinado, chegaram ao Canem dois xeiques fulas do Mai.[4] Segundo o Girgam, ele "possuiu a terra" e morreu pacificamente na capital de Anjimi.[5] Foi sucedido pelo filho Ibraim I (r. 1296–1315).[1]

Ver tambémEditar

Precedido por
Cadai
Maí de Canem
12771296
Sucedido por
Ibraim I

Referências

  1. a b c Lange 2010, p. 262.
  2. Lange 2010, p. 247; 262.
  3. Lange 2010, p. 277.
  4. Magnant 1992, p. 11.
  5. Silva 2009.

BibliografiaEditar

Lange, Dierk (2010). «Cap. X - Reinos e povos do Chade». In: Niane, Djibril Tamsir. História Geral da África – Vol. IV – África do século XII ao XVI. São Carlos; Brasília: Universidade Federal de São Carlos 

  • Magnant, Jean-Pierre (1992). L'Islam au Tchad: actes du colloque organisé au Centre d'étude d'Afrique noire de l'Institut d'études politiques de Bordeaux, 1990. Bordéus: Centro de Estudos da África Negra 
  • Silva, Alberto da Costa (2009). A Enxada e a Lança - A África Antes dos Portugueses. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira Participações S.A. ISBN 978-85-209-3947-5