Blota Júnior

(Redirecionado de Blota Jr.)

José Blota Jr.,[1] conhecido como Blota Jr., (Ribeirão Bonito, 3 de março de 1920São Paulo, 22 de dezembro de 1999) foi um polímata brasileiro, tendo atuado como advogado, locutor, apresentador, político, empresário, jornalista, roteirista e produtor de rádio e televisão.

Blota Jr.
Nome completo José Blota Júnior
Nascimento 3 de março de 1920
Ribeirão Bonito, SP
Morte 22 de dezembro de 1999 (79 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Ocupação advogado, locutor, apresentador e político
Claudya no programa de TV apresentado por Blota Júnior, e transmitido pela Rede Brasileira de Televisão.

Iniciou sua carreira jornalística aos 12 anos de idade, escrevendo para o jornal "Correio d'Oeste", de Ribeirão Bonito. Tentou por cinco vezes entrar para o rádio antes de ingressar na Cosmos, mudando-se depois para a Rádio Cruzeiro do Sul, onde foi diretor artístico. Em 1943, foi contratado pela Rádio Record, onde exerceu praticamente todas as funções, inclusive diretor de esportes e diretor artístico. Foi locutor da CBS e NBC de Nova Iorque. Em 1949 formou-se na Turma 118 da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Quando da inauguração, em 1953, da TV Record, foi um dos apresentadores do show inaugural ao lado de sua esposa, Sonia Ribeiro. Foi também diretor-superintendente da Rádio Panamericana, atual Jovem Pan, e diretor-vice-presidente da fábrica de bicicletas Caloi. Nos anos 1980, foi um dos sócio-fundadores da TV Princesa d'Oeste.

Na política, atuou como deputado estadual, cumprindo três mandatos, e deputado federal (1975-1979), sendo vice-líder e líder do governo na Câmara. Foi também o primeiro secretário de Esportes e Turismo do Estado de São Paulo, em 1965. Seu último cargo público foi o de secretário de Informação e Comunicações do Estado de São Paulo, entre 1979 e 1981.

Ao longo das suas seis décadas de carreira, Blota Jr. apresentou quase duzentos programas diferentes no rádio e na TV.[2] Com Sonia Ribeiro, era o mestre de cerimônias do Troféu Roquette Pinto, do qual foi o criador, do "Show do Dia 7" e dos festivais da Música Popular Brasileira na TV Record. Apresentou programas também na TV Rio, TV Gaúcha, TV Tupi, TV Bandeirantes e SBT. Ainda trabalhou na Copa do Mundo de Futebol de 1974 e nos Jogos Olímpicos de 1988. Foi vice-presidente da Associação dos Pioneiros da Televisão, hoje Pró-TV, presidente da Associação de Funcionários das Emissoras Unidas, AFEU, e presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, ACEESP.

Tornou-se viúvo, em 1987, de Sonia Ribeiro, com quem teve três filhos: José Blota Neto, José Francisco, Sonia Ângela, além de oito netos. A neta mais velha, Sonia Blota, é repórter do grupo Bandeirantes de comunicação, exerce diversas funções como jornalista, e trabalhou como correspondente internacional em Paris. Seu irmão Christiano Blota é repórter premiado, mestre em comunicação, e passou por Globosat e Bandeirantes. Ele é empresário do ramo e colunista do site Observatório da TV, com a coluna "Por Trás da Tela", onde publica textos opinativos e entrevista personalidades da comunicação.

Prêmios e indicaçõesEditar

Troféu Roquette PintoEditar

Ano Categoria Indicação Resultado
1963 Melhor Apresentador de TV[3] Blota Júnior Venceu

Referências

  1. Morgado, Fernando (2015). Blota Jr.: a elegância no ar. [S.l.]: Matrix Editora. p. 18. ISBN 9788582301937 
  2. Morgado, Fernando (2015). Blota Jr.: a elegância no ar. [S.l.]: Matrix Editora. p. 295-301. ISBN 9788582301937 
  3. Folha de S.Paulo (26 de fevereiro de 1963). «Eles foram os melhores de 62!». Consultado em 13 de janeiro de 2018 

Ligações externasEditar