Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página sobre desenhos animados cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bonkers
Informação geral
Formato
Duração 22 minutos
Criador(es) Robert Taylor
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Elenco Jim Cummings
April Winchell
Earl Boen
Ron Perlman
Frank Welker
Rip Taylor
Corey Burton
Robert Ridgely
Eileen Brennan
Sherry Lynn
Karla DeVito
Exibição
Emissora de televisão original Estados Unidos Disney Channel
Estados Unidos CBS
Transmissão original 4 de setembro de 1993 a 23 de fevereiro de 1994
N.º de temporadas 4 + especiais
N.º de episódios 61 + 4 especiais
Cronologia
Raw Toonage

Bonkers é um desenho animado dos estúdios Disney. Foi exibido no Brasil pela Rede Globo nos extintos Xou da Xuxa e TV Colosso, pelo SBT no extinto Disney Club e mais tarde no Sábado Animado. Iniciou como segmentos do Raw Toonage em 1992, e estreou como programa em 1993. O desenho é mais conhecido por ter uns dos mais personagens do que qualquer animação da Disney. No Brasil o personagem Bonkers foi dublado por Marco Antônio Costa.

HistóriaEditar

Bonkers J. Bobcat, um lince-vermelho antropomórfico, trabalha com o mal-humorado Lucky Piquel para lutar contra o crime animado.

Além do protagonista, Professor Ludovico, Pato Donald, Mickey Mouse, Pateta, Darkwing Duck, entre outros personagens, participaram de algum episódio do desenho animado.

Jogos eletrônicosEditar

3 jogos eletrônicos foram lançados tendo Bonkers como protagonista: o primeiro foi lançado pela Capcom,[1] em novembro de 1994,[1] para a plataforma Super NES. No mesmo ano (em outubro), outro jogo com o mesmo nome foi feito para o Mega Drive, enquanto o terceiro, intitulado Bonkers: Wax Up!, cujas plataformas que o suportavam eram o Master System e o Game Gear.

Referências

  1. a b «ProReview: Bonkers». GamePro (64). IDG. Novembro de 1994. p. 164 
  Este artigo sobre animação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.