Boxing Helena

filme de 1993 dirigido por Jennifer Lynch
Boxing Helena
No Brasil Encaixotando Helena
 Estados Unidos
1993 •  cor •  107 min 
Direção Jennifer Chambers Lynch
Produção Philippe Caland
Carl Mazzocone
Produção executiva James R. Schaeffer
Larry Sugar
Roteiro Jennifer Chambers Lynch
História Philippe Caland
Elenco Julian Sands
Sherilyn Fenn
Gênero drama romântico
suspense
Música Graeme Revell
Cinematografia Frank Byers
Bojan Bazelli
Edição David Finfer
Companhia(s) produtora(s) Mainline Pictures
Distribuição Estados Unidos Orion Classics
Reino Unido Entertainment Film Distributors
Brasil Paris Filmes
Republic Pictures[1]
Lançamento Estados Unidos janeiro de 1993 (Festival Sundance de Cinema)
Estados Unidos 3 de setembro de 1993
Reino Unido 18 de junho de 1993
Brasil 8 de abril de 1994
Idioma inglês
Orçamento 4 milhões[2]
Receita US$ 1.796.389[3]
Página no IMDb (em inglês)

Boxing Helena (bra Encaixotando Helena[4][5]) é um filme norte-americano de 1993, dos gêneros suspense e drama romântico, dirigido por Jennifer Chambers Lynch, com roteiro dela e de Philippe Caland.[6][5]

A estreia ocorreu no Festival Sundance de Cinema em janeiro de 1993. Depois de receber uma classificação NC-17[vago] pela MPAA, a produção do filme recorreu e obteve classificação R[vago].[7]

SinopseEditar

Nick Cavanaugh é um cirurgião brilhante que parece ter tudo — dinheiro, olhares, prestígio — mas tudo o que ele quer é alguém que não pode ter... uma sedutora voluptuosa de coração frio: Helena. Após Nick tentar sem sucesso impressioná-la com sua riqueza, no lado de fora de sua mansão Helena é atingida por um motorista de carro, que foge. O bom doutor salva a vida dela amputando suas pernas e depois aproveita a oportunidade de sua imobilidade para mantê-la prisioneira. Agora, ele tem o controle do corpo da bela Helena... mas e o controle de seu coração?

ElencoEditar

  • Julian Sands como Dr. Nick Cavanaugh
  • Sherilyn Fenn como Helena
  • Bill Paxton como Ray O'Malley
  • Kurtwood Smith como Dr. Alan Palmer
  • Art Garfunkel como Dr. Lawrence Augustine
  • Betsy Clark como Anne Garrett
  • Nicolette Scorsese como Amante da Fantasia/Enfermeira
  • Meg Register como Marion Cavanaugh
  • Bryan Smith como Russell
  • Marla Levine como Patricia
  • Kim Lentz como Enfermeira Diane
  • Lloyd T. Williams como Sam o Secretário
  • Carl Mazzocone Sr. como Pastor
  • Erik Shoaff como Tio Charlie
  • Lisa Oz como Mulher da loja de flores
  • Ted Manson como Carteiro
  • Adele K. Schaeffer como Flashback Party Woman #1
  • Amy Levin como Flashback Party Woman #2
  • Matt Berry como Nick Cavanaugh jovem

ProduçãoEditar

Em 1987, a roteirista estreante Jennifer Chambers Lynch, filha do também roteirista e diretor David Lynch, ficou fascinada com a história de Philippe Caland para um filme e escreveu o roteiro de Boxing Helena em cerca de seis semanas, aos 19 anos.[1]

Em 1990, foi anunciado que Madonna iria interpretar a protagonista do filme. Quando as filmagens estavam previstas para começarem em quatro semanas (janeiro de 1991), ela enviou uma mensagem através de sua agência, CAA, dizendo que estava se retirando do projeto. Madonna causou grandes prejuízos por isso, pois segundo o produtor Carl Mazzocone, estava agendada para um encaixe de próteses no dia seguinte e foram perdidos quase 750.000 dólares, mais demissão de cerca de 100 pessoas da equipe.[1]

Após a saída de Madonna, Jennifer Lynch se aproximou de Kim Basinger, que concordou em protagonizar o filme como Helena em fevereiro de 1991. Em 10 de junho de 1991, os produtores foram notificados pela agência de Kim que o acordo estava cancelado. Pouco tempo depois, Ed Harris, que estava desde o início para protagonizar como Nick, cansou da demora e desistiu em novembro para seguir a vida com projetos de teatro. Em seguida, Julian Sands e Sherilyn Fenn foram contratados.[1]

A mansão de Nick está localizada em Atlanta, tem 15.000 pés quadrados (4572  ) e o dono é o advogado Ed Garland.[1]

A produtora Main Line Pictures processou Kim por quebra de contrato, pedindo 8,1 milhões de dólares. Em um novo julgamento, três anos depois, a atriz acertou o pagamento de 3,8 milhões de dólares e chegou perto da falência.[8][9]

Trilha sonoraEditar

Em 1995, a trilha sonora do filme foi lançada pela Image Entertainment em CD (edição limitada).[carece de fontes?]

Faixa Artista Título Compositor Duração
01 Graeme Revell Main Title Graeme Revell 2:09
02 Berlin Chamber Orchestra Concerto For Harpsichord, Strings And Continuo In D Major BWV 1054 Johann Sebastian Bach 8:29
03 Graeme Revell In Hiding Graeme Revell 2:29
04 Czecho-Slovak Radio Symphony Orchestra Quando Me'n Vo' Giacomo Puccini 3:14
05 Wendy Levy The Fountain Song Wendy Levy 1:50
06 Graeme Revell Pact With The Devil Graeme Revell 4:08
07 Lucia Popp O Mio Babbino Caro Giacomo Puccini 2:28
08 Graeme Revell Mother's House Graeme Revell 2:33
09 Marian Migdal Mozart Piano Concerto #25 In C, K.503 Wolfgang Amadeus Mozart 9:35
10 Ludovic Spiess Nessun Dorma Giacomo Puccini 3:21
11 Graeme Revell Was It All A Dream Graeme Revell 4:09
12 Graeme Revell Love Theme Graeme Revell 1:18
13 Venice I Can't Make You Love Me A. Shamblin*, M. Reid 5:49

Referências

  1. a b c d e Anne Thompson (5 de julho de 1992). «FILM; The Ins and Outs of 'Boxing Helena'». nytimes.com 
  2. Steve Weinstein (29 de agosto de 1993). «MOVIES : Shadow Boxing : 'Helena' director fears that with the heavily publicized baggage about Madonna and Kim Basinger accompanying the film, practically no one will see without prejudice the movie she, David Lynch's daughter, made». articles.latimes.com 
  3. «Boxing Helena». boxofficemojo.com 
  4. «Encaixotando Helena». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 13 de março de 2020 
  5. a b «Encaixotando Helena». Brasil: CinePlayers. Consultado em 13 de março de 2020 
  6. «Boxing Helena (1993)». American Film Institute. Consultado em 13 de março de 2020 
  7. Chris Hicks (25 de janeiro de 1993). «LYNCH SAYS AIM IS TENDERNESS, NOT TERROR IN `BOXING HELENA'». deseretnews.com 
  8. Adam Sandler (17 de dezembro de 1995). «Basinger 'Boxing' Suit Settled». variety.com 
  9. «Está falido? Conheça as celebridades que também perderam quase tudo». veja.abril.com.br. 19 de julho de 2015 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.