CBN Campinas

estação de rádio brasileira de Campinas, SP

CBN Campinas é uma emissora de rádio brasileira sediada em Campinas, cidade do estado de São Paulo. Opera nos dial FM 99.1 MHz e é afiliada a CBN. É parte integrante das EP Rádios, subsidiária do Grupo EP que controla as emissoras de rádio do conglomerado. Seus estúdios e parque de transmissão localizam-se na sede da EPTV Campinas no Jardim São Gabriel.

CBN Campinas
{{{alt}}}
CBN Campinas
Rádio Cultura de Campinas Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) FM 99.1 MHz
Antigas frequências:
AM 1390 kHz (1953-2002; 2018-2023)
Sede Campinas, SP
Slogan A rádio que toca notícia
Fundação 26 de março de 1953 (70 anos)
Fundador
  • Sinésio Pedroso
  • Abel Pedroso
Pertence a Grupo EP
Antigo(s) proprietário(s)
  • Sinésio Pedroso (1953-1958)
  • Abel Pedroso (1953-1980)
  • Paulo Pedroso (1980-2007)
  • Sandra Pedroso (2007-2022)
Audiência 8º lugar. [nota 1]
Formato Comercial
Gênero Jornalismo e esportes
Faixa etária Público de 30 a 75 anos
Afiliações CBN
Afiliações anteriores Rádio Jornal do Brasil (1989-1990)
Idioma (em português brasileiro)
Prefixo ZYD 809
Prefixo(s) anterior(es)
  • ZYE 202
  • ZYR 72
  • ZYK 750 (AM)
Nome(s) anterior(es)
  • Nova Rádio Brasil (1953-1958)
  • Rádio Publicidade e Cultura (1958-1980)
  • Rádio Cultura (1980-1989; 1990-1991)
  • Rádio Cultura JB (1989-1990)
  • CBN Cultura (1991-1999)
Emissoras irmãs
Cobertura Região Metropolitana de Campinas e áreas próximas
Coord. do transmissor FM
Dados técnicos Potência ERP: 10 kW
Classe: A3 (FM)
RDS: Sim
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença CDB, PDF
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial portalcbncampinas.com.br
Cultura FM (FM)
Rádio Globo Campinas (AM)

História editar

Os irmãos Sinésio Pedroso e Abel Pedroso já eram proprietários da Rádio Brasil, quando o deputado José Correa Pedroso consegue outra concessão e entrega aos irmãos, que fundam a Nova Rádio Brasil em 26 de março de 1953. Sua programação era composta somente por publicidade e música e era voltada para as classes mais elevadas. Inicialmente, a emissora funcionava num banheiro da Rádio Brasil e foi uma das primeiras a ter programação 24 horas no ar. Em 1957, a programação da Nova Rádio Brasil já possuía programas de variedades.[2]

Em 1958, a administração das emissoras da Família Pedroso é dividida. Sinésio Pedroso fica com a Rádio Brasil, enquanto que Abel Pedroso passa a administrar a Rádio Publicidade e Cultura, novo nome que a segunda emissora adotou desde então.[2] A partir da década de 1960, passa a investir em jornalismo e esporte. Na década de 1980, a já nomeada Rádio Cultura reforça sua atuação jornalística com a direção de Paulo Pedroso, onde monta uma equipe que fazia cobertura nas áreas de educação, saúde e política em toda a cidade.

Entre 1989 e 1990, a emissora passa a se chamar Rádio Cultura JB, após firmar parceria com a Rádio Jornal do Brasil para implantar um estilo semelhante a da emissora carioca em Campinas. Em 1991, uma nova parceria foi firmada com o Sistema Globo de Rádio para o lançamento da CBN no mesmo ano. A CBN Cultura foi inaugurada em 1.º de novembro de 1991, se tornando a primeira emissora da CBN numa cidade de interior.[2] Em 1999, a emissora é renomeada para CBN Campinas e passa a operar em 99.1 MHz, após o fim da Cultura FM. A transmissão simultânea durou até 2002, quando foi lançada a Rádio Globo Campinas no dial AM. Com o fim da emissora, a CBN Campinas voltou ao dial em 1.º de junho de 2018.[3]

Em 22 de dezembro de 2022, é anunciado que o Grupo EP, responsável pelas afiliadas da CBN em São Carlos, Araraquara e Ribeirão Preto, efetuou a compra da CBN Campinas. Com a aquisição, o grupo passou a ter uma afiliada da CBN em toda a sua área de atuação no interior paulista.[4][5] Em 2023, após um período fora do ar no AM 1390, a frequência retornou ao ar em fevereiro até que a emissora migrasse para o FM, cuja autorização foi recebida no mês de maio para a frequência FM 84.9 MHz.[6] Em agosto, a emissora migrou para a nova faixa em expectativa para EP FM, onde a estreia acontecerá no dia 2 de outubro[7][8] e a CBN continua apenas na frequência FM 99.1.

Programas e comunicadores editar

  • CBN Campinas (Flávio Paradella)
  • CBN Esportes Campinas
  • Espaço CBN Cultura (Leonardo Cassano)
  • Transformação Digital CBN (Samuel Leite)

Equipe esportiva editar

  • Roger Willians e Carlos Kabela, narradores;
  • Carlos Eduardo Freitas, Gabriel Castro e Renata Rondini, comentaristas;
  • Adriana Almeida e Léo Tonin, repórteres
  • Rafael Pio e Marco Guarizzo, apresentadores

Referências

  1. Dados da medição do Kantar IBOPE Media no dial FM e na internet referentes ao período entre novembro de 2023 e janeiro de 2024.[1]
  1. Daniel Starck (15 de fevereiro de 2024). «Panorama: Band FM, Educadora FM e Antena 1 seguem bem próximas em audiência; Cidade FM ganha posição em Campinas». tudoradio.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2024 
  2. a b c Profa. Dra. Ivete Cardoso do Carmo Roldão (2007). «Rádio e Política em Campinas: a trajetória do rádio AM» (PDF). Campinas: Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (em português brasileiro): 1-15. Consultado em 2 de abril de 2017 
  3. Massaro, Carlos (2 de junho de 2022). «CBN volta a ser transmitida em AM e FM em Campinas». TudoRádio.com. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  4. Pacífico, Fernando; Gonçalves, Paulo (22 de dezembro de 2022). «Grupo EP oficializa compra da rádio CBN Campinas». G1. Consultado em 22 de dezembro de 2022 
  5. Massaro, Carlos (22 de dezembro de 2022). «Plantão: Grupo EP anuncia aquisição da CBN de Campinas (SP) e amplia negócios na região». TudoRádio.com. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  6. «tudoradio.com - Ministério das Comunicações libera canais FM da migração para oito cidades em quatro estados - Rádio News». tudoradio.com. Consultado em 24 de setembro de 2023 
  7. Expectativa para a Rádio EP FM de Campinas, FM 84.9 MHz em caráter experimental, consultado em 24 de setembro de 2023 
  8. «AO VIVO - EP FM Campinas». www.epfm.com.br. Consultado em 24 de setembro de 2023 

Bibliografia editar

  • CARMO-ROLDÃO, Ivete Cardoso do. Nas ondas do rádio - da PRC-9 à Educativa: a trajetória das emissoras de Campinas. Holambra, SP: Editora Setembro, 2008.

Ligações externas editar

  Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.