Abrir menu principal

CNT Bahia

emissora de televisão brasileira de Salvador, BA
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
CNT Bahia
Televisão Diamante Ltda.
Salvador, Bahia
Brasil
Canais Digital: 17 UHF
Virtual: 18 PSIP
Outros canais Analógico:
18 UHF (2009-2017)
Sede Bandeira de Salvador.svg Salvador, BA
R. Dr. José Peroba, 275 - Stiep
Rede CNT
Fundador Flávio Martinez
Pertence a Organizações Martinez (90%)
Grupo Record (10%)
Proprietário Família Martinez
Fundação 17 de novembro de 2009 (9 anos)
Prefixo ZYA 311
Emissoras irmãs
Cobertura Grande Salvador e áreas próximas
Potência 1,3 kW
Página oficial www.cnt.com.br

A CNT Bahia é uma emissora de televisão brasileira sediada na cidade de Salvador, capital do estado da Bahia. Opera no canal 18 (17 UHF digital), e é uma emissora própria da CNT.

HistóriaEditar

AntecedentesEditar

Antes do surgimento da CNT Bahia, entre os anos de 1995 a 1997 a CNT entrava na capital soteropolitana e outros municípios baianos através da TV Aratu canal 4, que até então era afiliada a Rede Manchete. Pelo fato da emissora ter sido arrendada pela CNT foi mudado o nome fantasia de TV Aratu para CNT Aratu.

O jornalismo local foi mantido além de também ter sido inserido nos jornais de rede, na época o jornal era conhecido como Brasil Já, depois foi implantado o atual jornal, o CNT Jornal, ancorado pela jornalista Salette Lemos, sendo um dos principais programas da CNT. O sinal da emissora foi melhorado e lançaram-se novos programas. Logo pela manhã entrava no ar o programa Bom Dia Bahia com o radialista Mário Kertész em parceria com a rádio Cidade FM, no meio dia entrava no ar o tradicional Aratu Notícias primeira edição, e a noite a segunda edição, tinha como gerente de jornalismo Cecília Sobrinho.

Com o contrato de arrendamento com a TV Aratu expirado, a CNT saiu da Aratu, quando a emissora afiliou-se ao SBT em meados de 1997. Desde então, a CNT usava o canal 39 UHF com baixa potência para compensar a perda da afiliação da TV Aratu. O sinal era irradiado da torre da Rede Vida, alugada pela CNT, que fica no bairro da Federação, onde ficam concentrados a maioria das emissoras de rádio e televisão de Salvador.

SurgimentoEditar

Em 17 de novembro de 2009, a RedeTV! em Salvador sai do canal 18 como geradora de TV, e no lugar entra a CNT Bahia ainda em fase de testes, já que o canal estava autorizado apenas a ir ao ar, não podendo ainda gerar programação local.

Em junho de 2013, a emissora estreou o telejornal CNT Notícia. Durante mais de um ano, o telejornal foi apresentado por Alexandre Coronago e com reportagens de Jarlei Augusto, mas em setembro de 2014 até setembro de 2016, o jornalista Jarlei Augusto assumiu como âncora.

Anteriormente o jornal que exibe reportagens locais, tinha voltado a ser apresentado por Alexandre Coronago, falecido em dezembro de 2018. Atualmente o jornal é apresentado por Camila Tíssia depois da meia noite e as 22:00 por João Paulo Reis.

Em 22 de dezembro de 2014, o Grupo Record adquire 10% das ações da filial baiana da CNT ficando as Organizações Martinez com 90%.[1]

Programação localEditar

Além de retransmitir a programação nacional originada pela Rede CNT, a emissora produz e/ou transmite os seguintes programas:

  • CNT Notícias BA
  • Jogo do Poder

Sinal digitalEditar

PSIP Canal Proporção de tela Programação
18.1 17 UHF 480i/1080i Programação principal da CNT Bahia / CNT

A CNT Bahia está autorizada a operar o sinal digital no canal 17 UHF. Usa um transmissor Rohde & Schwarz de 3 kw, na torre da TVE Bahia, mas que está sendo usado apenas 1,3. Adquiriu um terreno no bairro da Federação e entrou com pedido junto a SUCOM para a construção de uma torre, sem previsão de quando o projeto será concretizado.[2]

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a CNT Bahia, bem como as outras emissoras de Salvador, cessou suas transmissões pelo canal 18 UHF em 27 de setembro de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.

Referências

  1. Grupo Record adquire 10% das ações da filial da CNT na Bahia
  2. «SUCOM». www.sucom.ba.gov.br. Consultado em 2 de maio de 2017 

Ligações externasEditar