Abrir menu principal

Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada de 1997

ResultadosEditar

Provas : Ouro Prata Bronze
Provas masculinas
Homens - carreira em linha Laurent Brochard
  França
6 h 16 min 48 s Bo Hamburger
  Dinamarca
m.t. Léon van Bon
  Países Baixos
m.t.
Homens- contrarrelógio Laurent Jalabert
  França
52 min 01 s Serhiy Honchar
  Ucrânia
52 min 04 s Chris Boardman
  Reino Unido
52 min 21 s
Provas masculinas - menores de 23 anos
Homens - menores de 23 anos - carreira em linha Kurt Asle Arvesen
  Noruega
3 h 00 min 46 s Óscar Freire
  Espanha
+ 15 s Gerrit Glomser
  Áustria
m.t.
Homens- menores de 23 anos - contrarrelógio Fabio Malberti
  Itália
40 min 41 s László Bodrogi
  Hungria
41 min 08 s David George
  África do Sul
41 min 12 s
Provas femininas
Mulheres - carreira em linha Alessandra Cappellotto
  Itália
2 h 44 min 37 s Elisabeth Tadich
  Austrália
m.t. Catherine Marsal
  França
m.t.
Mulheres - contrarrelógio Jeannie Longo
  França
39 min 15 s Zulfiya Zabirova
  Rússia
39 min 16 s Judith Arndt
  Alemanha
39 min 44 s
Provas masculinas - juniors
Homens - juniors - carreira em linha Crescenzo D'Amore
  Itália
2 h 54 min 49 s Martin Bolt
  Suíça
m.t. Margus Salumets
  Estónia
m.t.
Homens- juniors - contrarrelógio Torsten Hiekmann
  Alemanha
35 min 56 s Michael Rogers
  Austrália
35 min 57 s Alexei Markov
  Rússia
36 min 11 s
Provas femininas - juniors
Mulheres- juniors - carreira em linha Mirella van Melis
  Países Baixos
1 h 50 min 19 s Nicole Brändli
  Suíça
m.t. Sofie Andersson
  Suíça
m.t.
Mulheres- juniors - contrarrelógio Olga Zabelinskaia
  Rússia
19 min 56 s Sylvia Hubscher
  Alemanha
20 min 32 s Maria Mercedes Cagigas
  Espanha
20 min 33 s

MedalheiroEditar

Nação      
  França 3 0 1
  Itália 3 0 0
  Alemanha 1 1 1
  Rússia 1 1 1
  Países Baixos 1 0 1
  Noruega 1 0 0
  Suíça 0 2 1
  Austrália 0 2 0
  Espanha 0 1 1
  Dinamarca 0 1 0
  Ucrânia 0 1 0
  Hungria 0 1 0
  Áustria 0 0 1
  Estónia 0 0 1
  Reino Unido 0 0 1
  África do Sul 0 0 1

Suposta dopagem de Laurent BrochardEditar

 
Laurent Brochard, com o maillot de campeão do mundo deste ano.

Alguns meses após a sua vitória nos campeonatos do mundo, veio à tona o Caso Festina e Laurent Brochard fazia parte da equipa Festina reconhecendo que se tinha dopado. Esta confessão valeu-lhe uma sanção imposta em dezembro de 1998 e válida até o 1 de maio de 1999. O assunto Festina ajudou a pôr ao dia a organização do dopagem no seio da equipa do mesmo nome.

O massagista da equipa Willy Voet, cuja detenção se produziu em julho de 1998 é a origem deste caso segundo revela no livro Massacre à a chaîne editado em 1999 e no que Laurent Brochard foi objeto de um controle no que deu positivo por lidocaína, quando ganhou o campeonato do mundo de estrada em 1997. Voet, que se ocupava dos ciclistas do Festina seleccionados pela França nestes campeonatos, atribuiu ao Inzitan o controle positivo, um esteróide que foi receitado por outro treinador de Brochard. O médico da equipa Festina, Fernando Jiménez, a seguir, apresentou um certificado médico que justificava com efeito retroactivo a tomada deste fármaco para a hérnia discal que sofria Brochard. A União Ciclista Internacional recebeu o certificado e não se iniciou processo disciplinares contra Laurent Brochard, ainda que se requeria que o certificado fosse apresentado no controle de dopagem.[1] Willy Voet afirmou também que Brochard tinha "seguido a mesma preparação" que Richard Virenque e Pascal Hervé nestes campeonatos, incluindo EPO, a hormona de crescimento e corticoides.[2][3]

Referências

  1. Willy Voet, Massacre à a chaîne, 1999, p.196-200
  2. Willy Voet, op.cit., p.200
  3. «Copia archivada». Consultado em 21 de abril de 2010. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2011 

Ligações externasEditar