Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2011). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Em geometria, o cardioide é um epiciclóide que tem uma e somente uma ponta. Isto é, um cardioide é uma curva que pode ser produzida como um locus — traçando-se o caminho de um dado ponto de um círculo, que rola sem cair ao redor de um outro círculo, que é fixo mas que tem o mesmo raio do círculo rolante.

O cardioide é também um tipo especial de limaçon: é o limaçon de uma ponta. (A ponta é formada quando o raio de a até b na equação é igual a um).

Um cardioide é uma curva matemática cuja forma se assemelha à de um coração. Por este motivo, recebe o nome derivado do grego kardioeides = kardia:coração + eidos:forma.

Comparado ao símbolo ♥ entretanto, um cardioide não termina em uma ponta fina. Ele tem mais a forma do contorno da seção em cruz de uma ameixa.

O cardioide é um transformador inverso de uma parábola.

A grande figura preta central em um conjunto Mandelbrot é um cardioide. Este cardioide é cercado por uma arranjo fractal de círculos.

Equações do cardioideEditar

Uma vez que o cardioide é uma epiciclóide com uma ponta, as equações paramétricas do cardioide são:

 
 

A mesma curva pode ser definida em coordenadas polares pela equação:

 

GráficosEditar

 

quatro gráficos dos cardioides[1] orientados nos quatro sentidos cardeais, com suas respectivas equações polares.

ÁreaEditar

A área de um cardioide a que seja cogruente com

 

é

 [2].

Basta verificar que

 

Essa área é facilmente calculada utilizando o Teorema de Green para um campo vetorial cuja circulação seja igual a 1

 

pois, pelo Teorema

 

então basta calcular a circulação ao longo da cardioide

 )

no campo  , onde:

  •  ;
  •  ;
  •  ;
  •  ;

 
 

Ver tambémEditar

ReferencesEditar

  • «Confira estes exemplos e faça outros com O Monitor». omonitor.io. Consultado em 25 de março de 2016 
  • «Confira este exemplo e faça outros com O Monitor». omonitor.io. Consultado em 25 de março de 2016