Catarina da Áustria (1420–1493)

Catarina da Áustria (em alemão: Katharina von Österreich; Wiener Neustadt, 1424Baden-Baden, 11 de setembro de 1493) foi uma princesa da Casa de Habsburgo e margravina[1] de Baden-Baden.

Catarina da Áustria
Catarina da Áustria
Margravina de Baden-Baden
Reinado 1454-1475
Antecessor(a) Catarina da Lorena
Sucessor(a) Otília de Katzenelnbogen
 
Cônjuge Carlos I de Baden-Baden
Descendência Cristóvão I de Baden
Alberto de Baden-Hachberg
Frederico IV, Bispo de Utrecht
Casa Habsburgo (por nascimento)
Zähringen (por casamento)
Nome completo Katharina von Österreich
Nascimento 1424
  Wiener Neustadt
Morte 11 de julho de 1493 (69 anos)
  Castelo de Hohenbaden, Baden-Baden
Pai Ernesto, Duque da Áustria
Mãe Cimburga da Mazóvia

BiografiaEditar

Catarina era filha do segundo casamento de Ernesto, Duque da Áustria e Estíria, cognominado o Ferro (1377-1424), com Cimburga (1394-1429), uma filha de Siemovit IV, Duque da Mazóvia. O irmão mais velho de Catarina, Frederico III foi coroado Sacro Imperador Romano-Germânico em 1452. Ela cresceu em Wiener Neustadt, juntamente com os irmãos Frederico III e Alberto VI.[2]

Depois de inicialmente o seu casamento ter sido planeado com o duque João I de Cleves, Catarina casou a 15 de julho de 1447 em Pforzheim, com Carlos I, Marquês de Baden-Baden, tendo levado um apreciável dote de 30.000 ducados.[3] O casamento fez parte de uma rede de alianças planeada pelos irmãos de Catarina que incluía os Marqueses de Baden, os Condes Palatinos do Reno, os Marqueses de Brandemburgo-Ansbach e os Condes de Vurtemberga. Para a Casa de Baden, o casamento com uma dinastia claramente superior significava um enorme ganho de prestígio. Catarina afirmou o seu estatuto superior associando o brasão dos Habsburgos ao lado do escudo de Baden.[4] Após o seu casamento, Carlos I foi nomeado governador da Áustria Anterior pelo Arquiduque Sigismundo da Áustria e Tirol.[5]

Catarina sobreviveu ao marido, com quem teve um casamento feliz de 18 anos. Eles foram os antepassados da Casa de Baden. O filho, Cristóvão I, que unificou todo o estado de Baden, deixando à mãe o Castelo de Hohenbaden, nas sua qualidade de Marquesa-viúva, construindo para si o Neues Schloss[6] na cidade de Baden-Baden.

Catarina faleceu em 1493 sendo sepultada em Baden-Baden.

Casamento e descendênciaEditar

A 25 de julho de 1422 Catarina casou com o marquês Carlos I de Baden-Baden, de quem teve seis filhos:

  1. Catarina (Katharina) (1449-1484), que casou com o conde Jorge III de Werdenberg-Sargans;
  2. Cimburga (Cimburgis) (1450-1501), que casou com o conde Engelberto II de Nassau-Dillenburg;
  3. Margarida (Margarete) (1452–1495), Abadessa em Lichtenthal;
  4. Cristóvão I (Christoph) (1453-1527), que sucedeu ao pai como Marquês de Baden-Baden e unificou todo o Baden;
  5. Alberto (Albrecht) (1456–1488), Marquês de Baden-Hachberg;
  6. Frederico (Friedrich) (1458-1517), Bispo de Utreque.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

ReferênciasEditar

  1. ou marquesa
  2. Ferdinand Carl Böheim: Chronik von Wiener-Neustadt, edição do autor, 1863, pág. 99
  3. Christoph Friedrich von Stälin: Wirtembergische Geschichte, Editora J. G. Cotta'scher, 1856, pág. 725
  4. Alterthums-Verein zu Wien: Berichte und Mittheilungen des Alterthums-Vereines zu Wien, vol. 2, Buchhandlung Prandel und Meyer, 1857, p. 143
  5. Sönke Lorenz (ed.): Attempto, oder wie stiftet man eine Universität?, Editora Franz Steiner, 1999, pág. 105
  6. em português: Novo Castelo

BibliografiaEditar

  • Constant von Wurzbach: Biographisches lexikon des kaiserthums Oesterreich, S. 401 f., K. K. Hof- und Staatsdruckerei, 1860
  • Brigitte Hamann, Katharina em Die Habsburger. Ueberreuter, Wien 1988, Pág. 235, ISBN 3-8000-3247-3.