Charles Watson-Wentworth, 2.º Marquês de Rockingham

Charles Watson-Wentworth, 2.º Marquês de Rockingham, KG, PC (13 de maio de 17301 de julho de 1782) foi um político whig britânico, mais notável por seus dois mandatos como primeiro-ministro da Grã-Bretanha.[1] Ele se tornou o patrono de muitos Whigs, conhecidos como Rockingham Whigs, e serviu como um importante nobre Whig. Ele serviu em apenas dois altos cargos durante sua vida (Primeiro-Ministro e Líder da Câmara dos Lordes), mas mesmo assim foi muito influente durante seu ano e meio de serviço.[1]

O Muito Honorável
O Marquês de Rockingham
KG PC
Charles Watson-Wentworth, 2.º Marquês de Rockingham
Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha Reino Unido
Período 27 de março de 1782
a 1 de julho de 1782
Monarca Jorge III
Antecessor(a) Lorde North
Sucessor(a) O Conde de Shelburne
Período 13 de julho de 1765
a 30 de julho de 1766
Monarca Jorge III
Antecessor(a) George Grenville
Sucessor(a) O Conde de Chatham
Dados pessoais
Nome completo Charles Watson-Wentworth
Nascimento 13 de maio de 1730
South Yorkshire,
 Grã-Bretanha
Morte 1 de julho de 1782 (52 anos)
Londres,  Grã-Bretanha
Progenitores Mãe: Mary Finch
Pai: Thomas Watson-Wentworth
Esposa Mary Bright (1752–1782)
Partido Whig
Religião Anglicanismo

Primeiro Ministro: 1765–1766 editar

A administração de Rockingham foi dominada pela revolução americana. Rockingham desejou a revogação da Lei do Selo de 1765 e ganhou um voto dos Comuns sobre a resolução de revogação por 275 a 167 em 1766. No entanto, Rockingham também aprovou a Lei Declaratória, que afirmava que o Parlamento britânico tinha o direito de legislar para as colônias americanas em todos os casos.[2]

No entanto, divergências internas dentro do gabinete levaram à sua renúncia e à nomeação de Lord Chatham como primeiro-ministro (o duque de Grafton foi nomeado primeiro lorde do Tesouro, um dos poucos casos em que esses dois cargos foram separados).[3]

Oposição: 1766–1782 editar

Rockingham passou os dezesseis anos seguintes na oposição. Ele era um grande defensor dos direitos constitucionais dos colonos.[3]

Primeiro Ministro: 1782 editar

Em 1782, foi nomeado primeiro-ministro pela segunda vez (com Charles James Fox e Lord Shelburne como secretários de Estado) e, ao assumir o cargo, pressionou pelo reconhecimento da independência dos Estados Unidos, iniciando o fim do envolvimento britânico no Guerra da Independência Americana.

Devido ao aumento do desemprego, neste segundo governo, a administração de Rockingham viu a aprovação de legislação, após 17 anos de oposição às ideias de Thomas Gilbert, com a criação de sindicatos de paróquias civis.[4]

Paul Langford afirmou que a administração de Rockingham "representou um marco na história constitucional. As mudanças ministeriais de 1782 envolveram uma revolta mais extensa entre os titulares de cargos do que qualquer outra desde 1714, virtualmente substituindo uma administração por outra oriunda da oposição".[5]

O segundo mandato de Rockingham durou pouco, pois Lord Rockingham morreu quatorze semanas depois, no início de julho, de uma epidemia de gripe. Ele foi substituído como primeiro-ministro por Lord Shelburne, que estava mais relutante em aceitar a independência total da América e propôs uma forma de status de Domínio, mas em abril de 1783 ele conseguiu garantir a paz com a América e esse feito continua sendo seu legado.[6]

Rockingham foi enterrado no cofre da família Strafford em York Minster em Yorkshire.[7]

Referências

  1. a b Eccleshall, Robert; Eccleshall, Robert R.; Walker, Graham S. (1998). Biographical Dictionary of British Prime Ministers (em inglês). East Sussex: Psychology Press. pp. 46, 53 
  2. Langford, Paul (1973). The first Rockingham administration, 1765-1766. Internet Archive. [S.l.]: [London] Oxford University Press 
  3. a b Hoffman, Ross John Swartz (1973). The marquis; a study of Lord Rockingham, 1730-1782. Internet Archive. [S.l.]: New York, Fordham University Press 
  4. «Fenton - Fersfield | British History Online». www.british-history.ac.uk. Consultado em 11 de março de 2023 
  5. Langford, Paul (1998). A Polite and Commercial People: England 1727-1783 (em inglês). [S.l.]: Clarendon Press 
  6. «History of Charles Watson-Wentworth, 2nd Marquess of Rockingham - GOV.UK». www.gov.uk (em inglês). Consultado em 11 de março de 2023 
  7. «Wentworth, Charles Watson-, second marquess of Rockingham (1730–1782), prime minister». Oxford Dictionary of National Biography (em inglês). doi:10.1093/ref:odnb/28878. Consultado em 11 de março de 2023 

Ligação externa editar

  • Biografia no site oficial do governo do Reino Unido

Precedido por
George Grenville
Primeiro-ministro da Grã-Bretanha
17651766
Sucedido por
O Conde de Chatham
Precedido por
Lorde North
Primeiro-ministro da Grã-Bretanha
1782
Sucedido por
O Conde de Shelburne
  Este artigo sobre um político britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.