Chi-Wang Shu

matemático norte-americano
Chi-Wang Shu
Nascimento 1 de janeiro de 1957 (64 anos)
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Ciência e Tecnologia da China, Universidade da Califórnia em Los Angeles
Ocupação matemático
Prêmios Membro da Sociedade Americana de Matemática
Empregador Universidade Brown
Orientador(es) Stanley Osher

Chi-Wang Shu (em chinês: 舒其望; 1 de janeiro de 1957) é um matemático chinês, Theodore B. Stowell University Professor of Applied Mathematics da Universidade Brown.[1] É conhecido por suas pesquisas na área da dinâmica dos fluidos computacional, soluções numéricas de equações hiperbólicas e equações do tipo Hamilton–Jacobi. Shu é listado como um ISI Highly Cited Author in Mathematics pela Web of Science.[2]

Formação e carreiraEditar

Obteve o bacharelado em matemática em 1982 na Universidade de Ciência e Tecnologia da China em Hefei, e um Ph.D. em matemática na Universidade da Califórnia em Los Angeles em 1986, orientado por Stanley Osher.[3]

Começou sua carreira acadêmica em 1987 como professor assistente na divisão de matemática aplicada da Universidade Brown, sendo professor associado de 1992 a 1996 e professor pleno em 1996.

Prêmios e honrariasEditar

  • A Association for Women in Mathematics o incluiu na turma de 2020 de AWM Fellows por "sua dedicação excepcional e contribuição para orientar, apoiar e promover mulheres nas ciências matemáticas; por seu incrível papel na supervisão do doutorado de muitas mulheres, trazendo-as para o mundo da pesquisa para o qual ele deu contribuições fundamentais e nutrindo seu sucesso profissional".[4]
  • Em 2012 foi eleito fellow da American Mathematical Society.[5]
  • Em 2009 foi selecionado como um dos primeiros 183 fellows da Society for Industrial and Applied Mathematics (SIAM).
  • SIAM/ACM Prize in Computational Science and Engineering (SIAM/ACM CSE Prize), 2007.[6]

Foi palestrante convidado do Congresso Internacional de Matemáticos em Seul (2014: Discontinuous Galerkin method for time-dependent convection dominated partial diferential equations).[7]

Referências