Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Christchurch (desambiguação).

Christchurch (maori: Ōtautahi) é a maior cidade da Ilha do Sul da Nova Zelândia e a sede da região de Canterbury. A área urbana de Christchurch fica na costa leste da Ilha do Sul, ao norte da Península de Banks. É o lar de 404 500 pessoas, o que a torna a terceira cidade mais populosa do país, atrás de Auckland e Wellington.

Christchurch
Ōtautahi (Maori)
Christchurch Montage 2011.jpg
Christchurch Ōtautahi (Maori) está localizado em: Nova Zelândia
Christchurch
Ōtautahi (Maori)
Localização de Christchurch
Ōtautahi (Maori) ( Nova Zelândia)
Coordenadas 43° 31' S 172° 37' 13" E
País  Nova Zelândia
Ilha Ilha Sul
Prefeito Bob Parker
Área  
  Total 1.426 km²
  Urbana 452 km²
População  
  Cidade (2018) 388 400
   -Densidade metropolitana   290,3/km²
  estimativa[1]
Fuso horário NZST (UTC+12) (UTC)
Website: www.ccc.govt.nz/

A agricultura é o principal sustentáculo da economia de Christchurch. A presença precoce da Universidade de Canterbury e a herança das instituições acadêmicas da cidade em associação com empresas locais fomentaram uma série de indústrias de base tecnológica.

HistóriaEditar

ColonizaçãoEditar

Evidências arqueológicas indicaram que a área de Christchurch foi primeiramente colonizada por humanos em cerca do ano 1250. Christchurch tornou-se uma cidade pela Carta Régia em 31 de julho de 1856, tornando-a oficialmente a cidade mais antiga da Nova Zelândia. A Associação de Canterbury, que estabeleceu a planície de Canterbury, nomeou a cidade em homanegm a Christ Church, Oxford. O novo assentamento foi estabelecido em um padrão de grade centrado na Praça da Catedral; durante o século XIX, havia poucas barreiras para o rápido crescimento da área urbana, com exceção do Pacífico, a leste, e das Port Hills, ao sul.

O rio Avon flui pelo centro da cidade, com um parque urbano localizado ao longo de suas margens. A pedido dos irmãos Deans - cuja fazenda foi o primeiro assentamento europeu na área - o rio recebeu o nome do rio Avon, na Escócia, que nasce nas colinas de Ayrshire, perto da fazenda de seu avô.[2]

Vista do centro da cidade em 1923.

GeografiaEditar

 
Vista geral de Christchurch, com os Alpes do Sul ao fundo.
 
Neve na cidade em julho.
 
Rio Avon durante o outono.

Christchurch fica em Canterbury, perto do centro da costa leste da Ilha do Sul, a leste das planícies de Canterbury. Ela está localizada perto do extremo sul da Baía de Pégasus e é limitada a leste pela costa do Oceano Pacífico e pelo estuário dos rios Avon e Heathcote. Ao sul e a sudeste, a porção urbana da cidade é limitada pelas encostas vulcânicas das colinas portuárias que a separam da península de Banks. Ao norte, a cidade é delimitada pelo rio Waimakariri.

Christchurch tem um dos suprimentos de água da mais alta qualidade do mundo, com sua água classificada entre as mais puras e limpas do planeta.[3] Água não tratada, naturalmente filtrada, é obtida através de mais de 50 estações de bombeamento em torno da cidade, a partir de aquíferos que emanam dos sopés dos Alpes do Sul.[4]

TerremotosEditar

No dia 22 de fevereiro de 2011 um terremoto de 6,3 na Escala Richter atingiu a cidade, provocando 159 mortos e várias centenas de desaparecidos. No dia 13 de novembro de 2016 um terremoto de 7,8 na Escala Richter, com seu epicentro a 91km, atingiu a cidade

ClimaEditar

Christchurch tem um verão ameno, inverno frio e chuvas moderadas regulares. Tem temperaturas médias diárias máximas de 22,5°C em janeiro e 11,3°C em julho. Sob a classificação climática de Köppen, Christchurch tem um clima oceânico (Cfb). O verão na cidade é mais quente, mas geralmente é moderado pela brisa marítima do nordeste. Uma temperatura recorde de 41,6°C foi atingida em fevereiro de 1973. Uma característica notável do clima é o nor'wester, um vento quente que ocasionalmente atinge a força de uma tempestade, causando danos menores às propriedades da região.[5] Como muitas cidades, Christchurch experimenta um efeito de ilha de calor urbana; as temperaturas são ligeiramente mais altas nas regiões centrais da cidade em comparação com a paisagem circundante.[6]

No inverno, é comum que a temperatura caia abaixo de 0°C à noite. Há em média 80 dias de geada por ano.[7] As quedas de neve ocorrem em média três vezes por ano, embora em alguns anos não seja registrada queda de neve.[8] A temperatura mais fria registrada foi de -7,1°C em 18 de julho de 1945, a terceira temperatura mais baixa registrada nas principais cidades da Nova Zelândia.[9]

Nas noites frias de inverno, as colinas circundantes, o céu limpo e as condições calmas e geladas geralmente se combinam para formar uma camada de inversão térmica estável acima da cidade, que prende os escapamentos de veículos e a fumaça de incêndios domésticos para causar poluição atmosférica. Embora não seja tão ruim quanto a poluição em Los Angeles ou na Cidade do México, a poluição de Christchurch muitas vezes excede as recomendações da Organização Mundial de Saúde para a poluição do ar.[10] Para limitar a poluição do ar, o conselho regional proibiu o uso de fogueiras na cidade em 2006.[11] Em 2008, o conselho proibiu o uso de recuperadores de calor com mais de 15 anos, ao mesmo tempo em que disponibilizou fundos para atualizar os sistemas domésticos de aquecimento doméstico.[12]

EconomiaEditar

A indústria agrícola sempre foi o centro econômico de Christchurch.[13] A cidade tem por muito tempo a indústria baseada no país de cultivo circunvizinho.[14] A PGG Wrightson, o principal agronegócio da Nova Zelândia, mantém sua sede em Christchurch.[15] Suas raízes locais remontam à Pyne Gould Guinness, uma antiga agência de ações e estações que servia a Ilha do Sul.[16]

 
Centro da cidade.

Christchurch é o segundo maior centro de manufatureiro na Nova Zelândia, atrás de Auckland, sendo o setor o segundo maior contribuinte para a economia local, com empresas que fabricam aço para pontes, túneis e hidrelétricas. Atualmente, a produção é voltada principalmente para produtos leves e o principal mercado de exportação é a Austrália, com empresas como as pioneiras da família Stewart entre os maiores empregadores. Antes da fabricação de roupas se mudar para a Ásia, Christchurch era o centro da indústria têxtil da Nova Zelândia. A cidade também tinha cinco fabricantes de calçados, mas estes foram substituídos por importações.[17]

Nas últimas décadas, indústrias baseadas na tecnologia surgiram em Christchurch. Angus Tait fundou a Tait Electronics, fabricante de rádios móveis e outras empresas derivadas disto, como a Swichtec, de Dennis Chapman. No campo dos softwares, Gil Simpson fundou uma empresa que criou as linguagens de programação LINC e Jade e uma aquisição gerencial gerou a empresa local Wynyard Group. [18]

CulturaEditar

EsportesEditar

A cidade é sede do time de rugby Crusaders que joga a liga Super Rugby, o principal estádio é o Lancaster Park.

AtracçõesEditar

 
Christ Church Cathedral.
  • Museu de Canterbury
  • Ferrymead Heritage Park
  • Parque de vida selvagem de Orana
  • Reserva de vida selvagem de Willowbank
  • Museu da Força Aérea
  • Southern Encounter
  • Centro Internacional Antárctico
  • Christ Church Cathedral (catedral anglicana), o centro do povoamento estabelecido pela Igreja de Inglaterra, foi construída entre 1864 e 1910.
  • A catedral católica, consagrada em 1905, frequentemente reconhecida como o mais belo edifício em estilo renacentista de toda a Australásia.
  • Galeria de Arte de Christchurch
  • Centro de Artes de Christchurch
  • Edifícios do governo provincial de Canterbury
  • A Estação de Timeball
  • O teleférico de Heathcote
  • Nga Hau E Wha Marae

Parques e jardinsEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Stats.govt.nz https://web.archive.org/web/20101113163822/http://www.stats.govt.nz/~/media/Statistics/Methods%20and%20Services/Tables/Subnational%20population%20estimates/subnational-pop-estimate-jun2001-2010.ashx. Arquivado do original em 13 de novembro de 2010  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. A History of Canterbury, Vol. 1 – Sir James Hight & Straubel, C.R.; Canterbury Centennial Association and Whitcombe and Tombs, Christchurch 1957, Page 121
  3. «Community Outcomes Baseline Report». Christchurch City Council. 4 de setembro de 2010. Consultado em 23 de fevereiro de 2011 
  4. «Where our water comes from». Christchurch City Council. 4 de setembro de 2010. Consultado em 23 de fevereiro de 2011 
  5. Canterbury's damaging nor'wester (from the Metservice NZ website)
  6. Tapper, NJ; Tyson, PD; Owens, IF; Hastie, WJ (1981). «Modeling the Winter Urban Heat Island Over Christchurch, New Zealand». American Meteorological Society. 20 (4): 289. doi:10.1175/1520-0450(1981)020<0365:VKECOH>2.0.CO;2 
  7. Mean Number Of Days Of Ground Frost (from the NIWA website)
  8. «The Climate of Christchurch» (PDF). New Zealand Meteorological Service. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  9. «Summary climate information for selected New Zealand location» 
  10. Air Pollution Today (from the Environment Canterbury website)
  11. «Open fires, old woodburners banned in Christchurch». Radio New Zealdn. 1 de abril de 2010. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  12. Ecan.govt.nz Arquivado em 3 de março de 2008 no Wayback Machine. (from the Environment Canterbury website)
  13. Agricultural Policy Reform and the Rural Economy in OECD Countries (em inglês). [S.l.]: OECD Publishing. 1998. p. 290. ISBN 9789264162532 
  14. «Historical Context». Stats.govt.nz. Consultado em 9 de março de 2015 
  15. Hutching, Gerard (9 de agosto de 2016). «PGG Wrightson profit lifts in tough year». Stuff. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  16. «About PGG Wrightson». www.pggwrightson.co.nz. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  17. «Manufacturing Jobs in Christchurch». CDC. Consultado em 9 de março de 2015 
  18. «Will tech companies stay committed to Christchurch? A roll call». 28 de fevereiro de 2011 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Christchurch
O Wikivoyage possui o guia Christchurch
  Este artigo sobre Geografia da Nova Zelândia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.