Cimarron (1960)

filme de 1969 dirigido por Anthony Mann
Cimarron
Cimarron (PRT)
Cimarron - Jornada da Vida (BRA)
 Estados Unidos
1960 •  cor •  147 min 
Direção Anthony Mann
Roteiro Edna Ferber (história)
Arnold Schulman (roteiro)
Elenco Glenn Ford
Maria Schell
Anne Baxter
Harry Morgan
Género faroeste
Idioma inglês

Cimarron é um filme estadunidense de 1960 dos gêneros "Western" e "Épico", dirigido por Anthony Mann. O roteiro é baseado no romance homônimo de Edna Ferber. Esse filme foi o primeiro dos três dirigidos por Anthony Mann, contados em estilo épico: os outros foram El Cid e The Fall of the Roman Empire. Foi o primeiro filme em "CinemaScope" transmitido pela RTP em 1969, no sistema "Widescreen", em que os créditos iniciais e finais são exibidos com a imagem "CinemaScope", e o restante filme é aproximado para a imagem normal do ecrã da TV, o que foi muito criticado na época. Foi assim, até 2012, que todos os filmes em CinemaScope foram transmitidos na televisão portuguesa durante muitos anos.

ElencoEditar

SinopseEditar

Em 1889, o advogado, ex-jornalista e aventureiro Yancey "Cimarron" Cravat se casa com uma dama do Sul e resolve retornar ao Oeste, tentando conseguir as terras com as quais sonhara construir um rancho e criar gado, aproveitando a "Corrida pela terra" iniciada com a concessão do governo americano de vários hectares de Oklahoma para a colonização, adquiridos dos índios. Dentre os vários competidores pelas terras, Yancey reencontra antigos amigos, como o dono de jornal Sam Pegler, a prostituta Dixie Kee e o filho de um falecido conhecido, que agora se tornara o jovem arruaceiro "Cherokee Kid". E também faz alguns amigos novos, como a família pobre de Tom Wyatt e o judeu Sol Levy. Dixie, que sabia do desejo de Yancey, o engana e fica com as terras que ele queria, com isso tentando fazer com que o aventureiro abandone a esposa e fique com ela. Yancey desiste da terra mas permanece com a esposa no território, fundando um jornal no nascente povoado de Osage. Idealista, Yancey se envolve em várias disputas e tiroteios inclusive por se revoltar contra as injustiças cometidas contra os índios. Sua esposa teme pela sua segurança e Yancey acaba deixando-a sob o pretexto de uma nova "corrida de terras", a da "Faixa Cherokee" em 1893. Depois vai para o Alasca e para Cuba, na guerra contra os espanhois. Sua esposa aguarda seu retorno junto do filho do casal e cuida do jornal, com a ajuda de Jessie Rickey e do agora financista judeu Sol Levy. Depois das corridas pelas terras, a descoberta de petróleo traz novas mundanças à sociedade de Osage.

Adaptações de Edna FerberEditar

Na década de 1950 houve um interesse renovado pela obra de Edna Ferber. Show Boat, que já havia sido filmado em 1929 e 1936, foi adaptado para um musical de sucesso em 1951. So Big, anteriormente levado ao cinema em 1932 e Giant, foram as produções seguintes, respectivamente em 1953 e 1956. Em 1960, a MGM e Warner Bros. competiram pelos direitos das histórias de Ferber. Warner produziu Ice Palace e a MGM refilmou Cimarron. Essa foi a última adaptação para o cinema de Ferber até 2008.

O remake de Cimarron trouxe muitas mudanças, tanto em relação ao livro quanto da primeira filmagem (de 1931). Com o "Movimento dos Direitos Civis" ganhando corpo na década de 1960, o roteiro de Arnold Schulman introduziu na história o tema da luta pelo reconhecimento dos direitos dos nativos americanos.

IndicaçõesEditar

Referências

  1. «NY Times: Cimarron». NY Times. Consultado em 24 de dezembro de 2008 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme de faroeste é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.