Anne Baxter

atriz norte-americana

Anne Baxter (Michigan City, 7 de maio de 1923Nova Iorque, 12 de dezembro de 1985) foi uma famosa atriz norte-americana e estrela de filmes de Hollywood, de produções da Broadway e de séries de televisão. Ela ganhou um Óscar e um Globo de Ouro e foi indicada para o Primetime Emmy.

Anne Baxter
Baxter em You're My Everything (1949).
Nascimento 7 de maio de 1923
Michigan City; Indiana
Morte 12 de dezembro de 1985 (62 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade norte-americana
Parentesco
Cônjuge
  • John Hodiak (c. 1946; div. 1953)
  • Randolph Galt (c. 1960; div. 1969)
  • David Klee (c. 1977; m. 1977)
Filho(s) 3
Ocupação
Período de atividade 1936–1985
Prêmios
Causa da morte derrame

Baxter era neta do arquiteto, escritor e educador norte-americano Frank Lloyd Wright.[a] Ela estudou interpretação com Maria Ouspenskaya, atriz russa indicada ao Óscar de melhor atriz coadjuvante, que alcançou sucesso em sua juventude como uma atriz de teatro na Rússia, e mais tarde como uma atriz de cinema em Hollywood, e tinha alguma experiência de palco antes de fazer sua estreia no cinema participando do western 20 Mule Team, de 1940. Foi contratada pela a 20th Century Fox[b] e foi emprestada a RKO Pictures para um papel em The Magnificent Ambersons, de 1942, dirigido pelo ator, diretor, escritor e produtor norte-americano, que trabalhou em teatro, rádio e cinema, Orson Welles, um dos primeiros filmes importantes dela.

Em 1947, Anne Baxter ganhou Óscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel como Sophie MacDonald em The Razor’s Edge, de 1946. Em 1951, ela recebeu uma indicação ao Óscar de melhor atriz para o papel-título de All About Eve, de 1950. Ela trabalhou com vários dos maiores diretores de Hollywood, incluindo o diretor e produtor inglês Alfred Hitchcock no filme I Confess, de 1953; o cineasta, realizador, argumentista e produtor nascido na Áustria, mas que dividiu sua carreira entre a Alemanha e Hollywood, Friedrich Anton Christian Lang, conhecido como Fritz Lang no filme The Blue Gardenia, de 1953; e o cineasta americano, um dos 36 fundadores da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Cecil Blount DeMille, mais conhecido como Cecil B. DeMille no filme The Ten Commandments, de 1956.

Início da vidaEditar

Como neta do famoso arquiteto Frank Lloyd Wright, Anne Baxter passou a infância e adolescência em Nova Iorque, onde aos 13 anos já trabalhava em teatro.[2] Aos 15 anos foi submetida a um teste por Alfred Hitchcock e quase foi escolhida para trabalhar como a estrela do filme Rebecca, mas quem ganhou o papel foi a premiada atriz britânico-americana nascida no Japão, Joan de Beauvoir de Havilland, mas conhecida como Joan Fontaine.

Anne Baxter nasceu em Michigan City, Indiana, filha de Catherine Dorothy (nascida Wright; 1894–1979), cujo pai foi o famoso arquiteto Frank Lloyd Wright, e de Kenneth Stuart Baxter (1893–1977), um executivo de destaque da empresa Seagrams Distillery Company. Quando ela tinha 5 anos, apareceu numa peça de teatro da escola e, como sua família tinha se mudado para Nova Iorque quando ela tinha anos de idade, Baxter continuou a atuar. Ela foi criada em Westchester County, Nova Iorque[2] e participou da The Brearley School, escola privada para meninas em Nova Iorque, localizada no Upper East Side de Manhattan.[3] Aos dez anos, Anne Baxter assistiu uma peça da Broadway estrelada pela popular atriz norte-americana de origem judaica, conhecida como "a primeira-dama do teatro norte-americano", Helen Hayes, e ficou tão impressionada que declarou a sua família que queria se tornar uma atriz. Com efeito, com a idade de apenas treze anos, ela tinha aparecido na Broadway em Sean but Not Heard. Durante este período, Baxter aprendeu seu ofício de atriz como uma estudante da famosa professora Maria Ouspenskaya. Em 1939 ela foi lançada como a pequena irmã da importante atriz norte-americana Katharine Hepburn, indicada doze vezes ao prêmio Óscar de melhor atriz, vencendo em quatro ocasiões (marca até hoje não superada por nenhuma atriz), na peça teatral The Philadelphia Story, do dramaturgo norte-americano Philip Barry, mas Katharine Hepburn não gostava do estilo de atuação de Anne Baxter e ela foi substituída ainda durante o período de pré-show da Broadway. No entanto, ao invés de desistir, decidida, ela virou-se para Hollywood.

CarreiraEditar

1940–1959: Início e estrelatoEditar

 
Joseph Cotten, Anne Baxter e Tim Holt em The Magnificent Ambersons (1942).

Aos 16 anos, Anne Baxter fez um teste para o papel de Sra. DeWinter para o filme Rebecca, perdendo a oportunidade para a atriz britânico-americana Joan Fontaine, isto porque o diretor Alfred Hitchcock considerou-a jovem demais para aquele papel, mas Baxter logo conseguiu um contrato de sete anos com a 20th Century Fox. Seu primeiro papel no cinema foi no filme do gênero western, 20 Mule Team em 1940. Ela foi escolhida pelo diretor Orson Welles a aparecer em The Magnificent Ambersons, de 1942. Em 1943, ela interpretou uma empregada doméstica francesa num hotel norte-africano (com um sotaque francês credível) no filme Five Graves to Cairo,[4] do realizador de cinema, roteirista, cineasta e produtor norte-americano Billy Wilder, cuja carreira se estendeu por mais de 50 anos em mais de 60 filmes.[5]

Baxter coestrelou como o ator de cinema e de teatro Tyrone Edmund Power, Jr., creditado geralmente sob o nome Tyrone Power e conhecido, algumas vezes, como "Ty Power" e a atriz de cinema e teatro norte-americana Gene Eliza Tierney, creditado geralmente sob o nome Gene Tierney, em 1946, no filme The Razor’s Edge,[6] baseado no romance do romancista e dramaturgo britânico William Somerset Maugham, para o qual ela ganhou o Óscar de melhor atriz coadjuvante, apenas 6 anos depois de estrear em filmes.[7] Por sinal, ela mesma contou mais tarde que o filme The Razor’s Edge continha cena na qual foi seu único grande desempenho como atriz de cinema.[8] Esta cena se passa no hospital onde o personagem Sophie MacDonald "perde o marido, a filha e tudo o mais, em virtude de trágico acidente". Ela disse que naquela cena forte reviveu a morte de seu irmão, que morreu aos 3 anos. Ela interpretou Constance Mae "Mike", em 1948, no filme do gênero western Yellow Sky,[9] atuando ao lado do premiado ator norte-americano Gregory Peck e do ator e produtor de cinema, teatro e televisão norte-americano Richard Widmark.[10][11] Por sinal, o chefe do estúdio da 20th Century Fox, o produtor, roteirista e realizador norte-americano Darryl Francis Zanuck queria a atriz norte-americana Paulette Goddard, nome artístico de Pauline Marion Goddard Levy para interpretar "Mike", mas no final prevaleceu o nome de Anne Baxter, que juntamente com Gregory Peck e Richard Widmark brindaram o público com excelentes atuações.[12]

 
Baxter como Eve Harrington em All About Eve (1950).

Em 1950, Baxter foi escolhida para coestrelar em All About Eve,[13] em grande parte por causa de uma semelhança com a premiada atriz norte-americana Claudette Chauchoin, conhecida como Claudette Colbert, que foi originalmente definida para estrelar o papel da personagem Margo Channing, mas retirou-se e foi substituída por Bette Davis.[14] A ideia original era ter o personagem de Anne Baxter (Eve Harrington) gradualmente vir a espelhar Claudette Colbert no decorrer do filme.[15] Por sinal, Baxter recebeu uma indicação ao Óscar de melhor atriz para o papel-título de Eve Harrington, mas perdeu o prêmio para a atriz norte-americana Judy Holliday, nome artístico de Judy Tuvin.[16] Certa vez, inclusive, ela disse que modelou o seu papel no filme em uma suplente de atriz mal-intencionada que ela teve na sua atuação de estreia da peça teatral Seen but Not Heard na Broadway com a idade de 13 anos e que tinha ameaçado "acabar com ela".[14] Através dos anos 1950, ela continuou a atuar no palco de teatros. Em 1953, Anne Baxter firmou contrato para atuar em dois filmes produzidos pela Warner Brothers. O primeiro deles foi o filme I Confess, de 1953, dirigido por Alfred Hitchcock,[17] atuando ao lado de Edward Montgomery Clift; e o segundo foi o romance The Blue Gardenia, também de 1953, representando o papel de uma mulher acusada de assassinato.[18]

 
Baxter como Nefertari em The Ten Commandments (1956).

Em junho de 1954, Anne Baxter ganhou o cobiçado papel da princesa egípcia e rainha Nefretiri, um de seus papéis mais memoráveis, atuando ao lado de Charlton Heston, nome artístico de John Charles Carter, o qual interpretou Moises, no premiado filme The Ten Commandments, de 1956, dirigido por Cecil Blount DeMille.[19] Suas cenas foram filmadas em estúdios de som da Paramount Pictures, em 1955, e ela participou da estreia do filme em Nova Iorque e Los Angeles, em novembro de 1956.[20][21] Apesar das críticas de sua interpretação como Nefretiri, Cecil Blount DeMille e o Hollywood Reporter concluíram que seu desempenho foi "muito bom", e o The New York Daily News descreveu-a como "extraordinariamente eficaz".[22] Mais tarde, ela se lembrou do filme numa entrevista, dizendo o seguinte: "DeMille me pediu para entrar. Seu escritório na Paramount estava repleto de livros, cabides, rolos de roupa de cama. Eu disse a ele que eu teria que usar um nariz egípcio falso e ele bateu na mesa. Não! Baxter, seu nariz irlandês permanece neste filme. Ele escreveu a minha parte e eu continuei a assentir, e eu saí com a parte escrita por ele. Os sets de som foram magníficos. Era tudo sentimental, claro, mas DeMille sabia que era antiquado – mas era o que ele queria, o que ele amava. Eu adorava o andar de leve, às escondidas, ao redor – realmente, esse foi um filme interpretado de maneira silenciosa, mas com diálogo".[23]

FilmografiaEditar

CinemaEditar

Ano Título Papel Notas Ref.
1940 20 Mule Team Johnson, JoanJoan Johnson [24]
The Great Profile Maxwell, MaryMary Maxwell [25]
1941 Charley's Aunt Spettigue, AmyAmy Spettigue [26]
Swamp Water Julie [27]
1942 The Pied Piper Rougeron, NicoleNicole Rougeron [28]
The Magnificent Ambersons Lucy [29]
1943 Crash Dive Hewlett, JeanJean Hewlett [30]
Five Graves to Cairo Mouche [31]
The North Star Marina [32]
1944 The Fighting Sullivans Sullivan, Katherine MaryKatherine Mary Sullivan [33]
The Eve of St. Mark Feller, JanetJanet Feller [34]
Sunday Dinner for a Soldier Osborne, TessaTessa Osborne [35]
Guest in the House Heath, EvelynEvelyn Heath [36]
The Purple Heart Anne (voz) Não creditada [37]
1945 A Royal Scandal Jaschikoff, Countess AnnaCountess Anna Jaschikoff [38]
1946 Smoky Richards, JulieJulie Richards [39]
Angel on My Shoulder Foster, BarbaraBarbara Foster [40]
The Razor's Edge MacDonald, SophieSophie MacDonald [41]
[42]
[43]
1947 Blaze of Noon Stewart, LucilleLucille Stewart [44]
Mother Wore Tights Narradora Não creditada [45]
1948 Homecoming Johnson, PennyPenny Johnson [46]
The Walls of Jericho Norman, JuliaJulia Norman [47]
The Luck of the Irish Nora [48]
Yellow Sky Mae, Constance "Mike"Constance "Mike" Mae [49]
[50]
1949 You're My Everything Adams, HannahHannah Adams [51]
1950 A Ticket to Tomahawk Dodge, Jr., KitKit Dodge, Jr. [52]
All About Eve Harrington, EveEve Harrington [53]
[54]
[55]
1951 Follow the Sun Hogan, ValerieValerie Hogan [56]
1952 The Outcasts of Poker Flat Cal [57]
O. Henry's Full House Goodwin, JoannaJoanna Goodwin [58]
[59]
My Wife's Best Friend Mason, VirginiaVirginia Mason [60]
1953 I Confess Grandfort, RuthRuth Grandfort [61]
The Blue Gardenia Larkin, NorahNorah Larkin [62]
1954 Carnival Story Willie [63]
1955 Bedevilled Johnson, MonicaMonica Johnson [64]
1955 One Desire Cromwell, TaceyTacey Cromwell [65]
The Spoilers Malotte, CherryCherry Malotte [66]
The Come On Kendrick, RitaRita Kendrick [67]
1956 The Ten Commandments Nefretiri [68]
1957 Three Violent People Saunders, Lorna HunterLorna Hunter Saunders [69]
1958 Chase a Crooked Shadow Prescott, KimberleyKimberley Prescott [70]
1959 Summer of the Seventeenth Doll Olive [71]
1960 Cimarron Lee, DixieDixie Lee [72]
1962 Mix Me a Person Dyson, AnneAnne Dyson [73]
Walk on the Wild Side Vidaverri, TeresinaTeresina Vidaverri [74]
1965 The Family Jewels Atriz do filme a bordo do avião de Eddie Não creditada [75]
1966 Seven Vengeful Women Ann, MaryMary Ann [76]
[77]
1967 The Busy Body Foster, MargoMargo Foster [78]
1971 Fools' Parade Cleo [79]
The Late Liz Hatch, Liz AddamsLiz Addams Hatch [80]
1980 Jane Austen in Manhattan Zorska, LillianaLilliana Zorska [81]

TeatrografiaEditar

Abaixo lista-se os papéis em peças teatrais interpretados por Anne Baxter ao longo da sua carreira artística.

Ano(s) Título Papel Teatro Notas Ref.
1936 Seen But Not Heard Winthrop, ElizabethElizabeth Winthrop Henry Miller's Theatre [82]
1938 There's Always a Breeze Hammond, LitaLita Hammond Windsor Theatre [83]
1938 Madame Capet Rosalie Cort Theatre [84]
1957 Square Root of Wonderful, TheThe Square Root of Wonderful Lovejoy, MollieMollie Lovejoy National Theatre [85]
1971–72 Applause Channing, MargoMargo Channing Palace Theatre [86]
1974 Come Into the Garden Maud Caragnani, MaudMaud Caragnani Ethel Barrymore Theatre Peça em duas partes:
Come Into the Garden Maud/A Song at Twilight
[87]
1974 A Song at Twilight Carlotta Gray [88]
1982 Hamlet Gertrude American Shakespeare Theatre [89]

Notas e referências

Notas

  1. Um dos conceitos centrais da obra de Frank Lloyd Wright. Foi o de que o projeto arquitetônico deve ser individual, de acordo com sua localização e finalidade. No início de sua carreira, trabalhou com Louis Sullivan, um dos pioneiros em arranha-céus da Escola de Chicago. Responsável por mais de mil projetos, dos quais mais de quinhentos construídos, Frank Lloyd Wright influenciou os rumos da arquitetura moderna com suas ideias e obras e é considerado um dos arquitetos mais importantes do século XX. Antes de se tornar um dos maiores arquitetos de todos os tempos, ele estudou engenharia e, faltando poucas semanas para sua graduação, abandonou o curso e foi trabalhar em Chicago como desenhista no escritório de Silsbee, um arquiteto de renome. Tornou-se a figura chave da arquitetura orgâorgânica, exemplificada pela Casa da Cascata, um desdobramento da arquitetura moderna que se contrapunha ao International Style europeu. Foi o líder da Prairie School, movimento da arquitetura ao qual pertencem os projetos da Robie House e a Wescott House, e também desenvolveu o conceito de Usonian home, do qual a Rosenbaum House é um exemplo. Sua obra inclui exemplos originais e inovativos de edifícios dos mais diferentes tipos, incluindo escritórios, templos, escolas, hotéis e museus. Frequentemente detalhava também os elementos a serem empregados no interior de suas construções, tais como mobília e vitrais.[1]
  2. A companhia 20th Century Fox foi fundada em 31 de maio de 1935, após a fusão entre a Fox Film Corporation, fundada por William Fox em 1915, e pela Twentieh Century Pictures, fundada em 1933 por Darryl F. Zanuck, Joseph Schenck, Raymond Griffith e William Goetz.

Referências

  1. Brewster, Mike (2004). Frank Lloyd Wright: America's Master Architect. [S.l.]: The McGraw-Hill Companies 
  2. a b «Anne Baxter Dies at 62, 8 Days After Her Stroke». Los Angeles Times (em inglês). 12 de dezembro de 1985. Consultado em 20 de maio de 2020 
  3. STRATTON, Jean (2007). Long-time Princeton Resident Herbert W. Hobler: Has Been in the Action and Shaped Event’s. LXI. [S.l.]: Town Topics: Princeton’s Weekly Community. p. 15 
  4. AdoroCinema, Cinco Covas no Egito, consultado em 20 de maio de 2020 
  5. Phillips, Gene D. (1998). Exiles in Hollywood : major European film directors in America. [S.l.]: Bethlehem : Lehigh University Press ; London : Associated University Presses 
  6. Solomon, Aubrey (2002). Twentieth Century-Fox: A Corporate and Financial History (em inglês). [S.l.]: Rowman & Littlefield 
  7. «The 19th Academy Awards | 1947». Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2020 
  8. «Anne Baxter | Classic Images». archive.is. 25 de maio de 2012. Consultado em 20 de maio de 2020 
  9. «AFI|Catalog». catalog.afi.com. Consultado em 20 de maio de 2020 
  10. AdoroCinema, Céu Amarelo, consultado em 20 de maio de 2020 
  11. «Céu Amarelo (1948)». Cineplayers. 28 de novembro de 2018. Consultado em 20 de maio de 2020 
  12. Jackson, Russell (29 de março de 2007). The Cambridge Companion to Shakespeare on Film. [S.l.]: Cambridge University Press 
  13. «All About Eve (1950) - Overview - TCM.com». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  14. a b «All About Eve (1950) - Trivia - TCM.com». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  15. «All About Eve (1950) - Articles - TCM.com». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  16. «Awards for All About Eve». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  17. «AFI|Catalog». catalog.afi.com. Consultado em 20 de maio de 2020 
  18. Wager, Jans B. (21 de março de 2017). Jazz and Cocktails: Rethinking Race and the Sound of Film Noir. [S.l.]: University of Texas Press 
  19. AdoroCinema, Os Dez Mandamentos: Curiosidades, consultado em 20 de maio de 2020 
  20. «AFI|Catalog». catalog.afi.com. Consultado em 20 de maio de 2020 
  21. «The Ten Commandments (1956) - Overview - TCM.com». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  22. «The Ten Commandments (1956) - Other Reviews - TCM.com». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de maio de 2020 
  23. MILLER, Ron; BAWDEN, James (2016). Conversations with Classic Film Stars: Interviews from Hollywood’s Golden Era. [S.l.]: The University Press of Kentucky. p. 148. 422 páginas. ASIN B015JUDY12 
  24. Donnelley, Paul (2003). Fade to Black: A Book of Movie Obituaries. [S.l.]: Omnibus. p. 74. ISBN 978-0-7119-9512-3 
  25. «The Great Profile (1940)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2017 
  26. «Charley's Aunt (1941)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de março de 2017 
  27. «Swamp Water (1941)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2016 
  28. «The Pied Piper (1942)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 25 de julho de 2016 
  29. «The Magnificent Ambersons (1942)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  30. Sloman, Tony. «Crash Dive». Radio Times. Consultado em 9 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2016 
  31. Crowther, Bosley (27 de maio de 1943). «'Five Graves' to Cairo,' Drama of World Conflict, With von Stroheim and Franchot Tone, at the Paramount Theatre». The New York Times. Consultado em 7 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2015 
  32. Crowther, Bosley (5 de novembro de 1943). «'The North Star,' Invasion Drama, With Walter Huston, Opens in Two Theatres Here – 'Claudia' at Music Hall.». The New York Times. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 3 de junho de 2016 
  33. Crowther, Bosley (10 de fevereiro de 1944). «'The Sullivans,' an Appealing Film About the Five Brothers Who Died on Cruiser Juneau, Presented at Roxy Theatre». The New York Times. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  34. Crowther, Bosley (31 de maio de 1944). «' The Eve of St. Mark,' Based on Anderson Drama Opens at Roxy – 'Ghost Catchers' at Criterion». The New York Times. Consultado em 14 de agosto de 2015 
  35. «Sunday Dinner for a Soldier (1944)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 21 de março de 2016 
  36. «Guest in the House (1944)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2016 
  37. «The Purple Heart (1944)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 30 de março de 2016 
  38. «A Royal Scandal (1945)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 13 de maio de 2016 
  39. «Smoky (1946)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 29 de dezembro de 2016 
  40. «Angel on My Shoulder (1946)». Turner Classic Movies. Consultado em 2 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2016 
  41. «The 19th Academy Awards». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de julho de 2016 
  42. «Anne Baxter». Hollywood Foreign Press Association. Consultado em 4 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2017 
  43. Crowther, Bosley (20 de novembro de 1946). «The Screen; 'Razor's Edge,' Fox Film Based on Maugham Novel, Opens at Roxy—Tyrone Power, Gene Tierney, Anne Baxter in Cast». The New York Times. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  44. «Blaze of Noon (1947)». Turner Classic Movies. Consultado em 2 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 3 de abril de 2016 
  45. Green, Stanley (1999). Hollywood Musicals Year by Year. [S.l.]: Hal Leonard Corporation. p. 143. ISBN 978-0-634-00765-1 
  46. «Homecoming (1948)». Turner Classic Movies. Consultado em 2 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 14 de abril de 2016 
  47. W., A. (5 de agosto de 1948). «' The Walls of Jericho,' Based on Wellman's Novel, at Roxy — Wilde, Darnell, Baxter Star». The New York Times. Consultado em 5 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 6 de março de 2016 
  48. Crowther, Bosley (16 de setembro de 1948). «The Screen In Review; Tyrone Power, Anne Baxter and Cecil Kellaway Test 'Luck of the Irish,' at the Roxy». The New York Times. Consultado em 4 de julho de 2016. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  49. Crowther, Bosley (2 de fevereiro de 1949). «Peck, Baxter and Widmark Star in Western, 'Yellow Sky,' New Bill at the Roxy». The New York Times. Consultado em 5 de junho de 2016 
  50. Rivier, Estelle; Brown, Eric C. (11 de agosto de 2014). Shakespeare in Performance. [S.l.]: Cambridge Scholars Publishing. p. 146. ISBN 978-1-4438-6579-1 
  51. «You're My Everything (1949)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 1 de novembro de 2015 
  52. «A Ticket to Tomahawk (1950)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 28 de janeiro de 2016 
  53. «The 23rd Academy Awards». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 10 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2019 
  54. Green, Abel (13 de setembro de 1950). «Review: 'All About Eve'». Variety. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2016 
  55. «All About Eve». American Film Institute. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de abril de 2016 
  56. Crowther, Bosley (16 de abril de 1951). «The Screen: Three Films In Local Premieres; 'Five,' Arch Oboler Production Dealing With Survivors of Atom Bomb, at Holiday Ben Hogan Story, 'Follow the Sun,' at Roxy—R.K.O. Drama Arrives at the Paramount At the Paramount». The New York Times. Consultado em 9 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 5 de março de 2016 
  57. «The Outcasts of Poker Flat (1952)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de maio de 2018 
  58. «O' Henry's Full House (1952)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 25 de julho de 2016 
  59. Schultz, Jeffrey D.; Li, Luchen (2005). Critical Companion to John Steinbeck: A Literary Reference to His Life and Work. [S.l.]: Infobase Publishing. p. 365. ISBN 978-1-4381-0850-6 
  60. «My Wife's Best Friend (1952)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 6 de março de 2016 
  61. «I Confess (1953)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2016 
  62. «The Blue Gardenia (1953)». British Film Institute. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de agosto de 2016 
  63. «Carnival Story (1954)». British Film Institute. Consultado em 5 de julho de 2016. Cópia arquivada em 11 de março de 2016 
  64. «Bedevilled (1955)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 19 de agosto de 2016 
  65. «One Desire (1955)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2016 
  66. «The Spoilers (1956)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2016 
  67. «The Come On (1956)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 2 de dezembro de 2014 
  68. «The Ten Commandments (1956)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2016 
  69. «Three Violent People (1957)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗  Texto "archive-date 30-6-2018" ignorado (ajuda)
  70. «Chase a Crooked Shadow (1958)». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2016 
  71. «Summer of the Seventeeth Doll (1959)». British Film Institute. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 31 de março de 2018 
  72. «Cimarron (1960)». British Film Institute. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 4 de abril de 2016 
  73. «Mix Me a Person (1962)». British Film Institute. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2018 
  74. «Walk on the Wild Side (1962)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de maio de 2016 
  75. «Review: 'The Family Jewels'». Variety. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2016 
  76. Weisser, Thomas (22 de agosto de 2005). Spaghetti Westerns—the Good, the Bad and the Violent: A Comprehensive, Illustrated Filmography of 558 Eurowesterns and Their Personnel, 1961–1977. [S.l.]: McFarland. pp. 307–308. ISBN 978-0-7864-2442-9 
  77. «The Tall Women». Turner Classic Movies. Consultado em 1 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2011 
  78. «The Busy Body (1971)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 25 de julho de 2016 
  79. «Fools' Parade (1971)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de julho de 2017 
  80. «The Late Liz (1971)». Turner Classic Movies. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2015 
  81. «Jane Austen in Manhattan». The Criterion Collection. Consultado em 7 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 18 de abril de 2016 
  82. «Seen But Not Heard». Internet Broadway Database. Consultado em 1 de agosto de 2016 
  83. «There's Always a Breeze». Internet Broadway Database. Consultado em 26 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2019 
  84. «Madame Capet». Internet Broadway Database. Consultado em 7 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2019 
  85. «The Square Root of Wonderful». Internet Broadway Database. Consultado em 1 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2017 
  86. «Applause». Internet Broadway Database. Consultado em 23 de julho de 2016. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2016 
  87. «Noël Coward in Two Keys». Internet Broadway Database. Consultado em 23 de julho de 2016. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2019 
  88. «Noël Coward in Two Keys». Internet Broadway Database. Consultado em 23 de julho de 2016. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2019 
  89. Gussow, Mel (23 de agosto de 1982). «Theater: 'Hamlet,' With Walken, in Connecticut». The New York Times. Consultado em 11 de novembro de 2019 

Ligações externasEditar

Precedida por:
Teresa Wright
por Mrs. Miniver
Oscar de melhor atriz coadjuvante
por The Razor's Edge

1947
Sucedida por:
Celeste Holm
por Gentleman's Agreement
Precedida por:
Angela Lansbury
por The Picture of Dorian Gray
Golden Globe de melhor atriz coadjuvante em cinema
por The Razor's Edge

1947
Sucedida por:
Celeste Holm
por Gentleman's Agreement