Clóris (filha de Anfião)

Disambig grey.svg Nota: Se procura uma ninfa, veja Clóris.

Clóris era filha de Níobe e Anfião, se casou com Neleu, rei de Pilos, e foi mãe de Pero, Alastor e Nestor.

Níobe era filha de Tântalo e Dione[1] e se casou com Anfião, rei de Tebas.[1] Anfião e seu irmão gêmeo Zeto eram filhos de Antíope, que havia sido violentada por Epopeu,[Nota 1] rei de Sicião e depois seduzida por Zeus;[2] em outra versão, primeiro Antíope foi seduzida por Zeus e depois, abandonada, foi salva e casou-se com Epopeu.[3][4]

Níobe e Anfião tiveram catorze filhos (sete homens e sete mulheres), mas ela menosprezou Latona, dizendo que dos filhos de Latona, Diana usava roupas de homem e Apolo usava cabelo comprido e roupas de mulher, e se gabando de ter mais filhos que a deusa.[1] Apolo matou seus filhos quando eles caçavam na floresta, e Diana matou suas filhas no palácio, poupando apenas Clóris.[1]

Clóris casou-se com Neleu, filho de Hipocoonte,[5] ou filho de Poseidon e Tiro.[6] Neleu e Clóris, filha de Anfião, tiveram uma filha, Pero, e vários filhos: Taurus, Asterius, Pylaon, Deimachus, Eurybius, Epilaus, Phrasius, Eurymenes, Evagoras, Alastor, Nestor e Periclymenus.[7] Periclymenus ganhou de Poseidon o poder de se transformar no que quisesse.[7]

Quando Hércules atacou Pilos, matou Neleu e dez de seus filhos; apenas escaparam Periclymenus, transformado em águia por favor de seu avô, Netuno, e Nestor, que estava em Troia.[5] Em outra versão, Periclymenus transformou-se em leão, cobra e abelha, mas foi morto por Héracles, junto com os outros filhos de Neleu, exceto Nestor, que estava vivendo entre os generians.[7]

Nestor foi o sucessor de Neleu,[7] e viveu por três gerações como um favor de Apolo, recebendo os anos que ele tinha tirado dos irmãos de Clóris.[5]

Notas e referências

Notas

  1. Epopeu é chamado de Épafo no texto de Higino.

Referências

  1. a b c d Higino, Fabulae, IX, Níobe
  2. Higino, Fabulae, VII, Antíope
  3. Higino, Fabulae, VIII, Antíope de Eurípides, que Ennius escreveu
  4. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.5.5
  5. a b c Higino, Fabulae, X, Clóris
  6. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.9.8
  7. a b c d Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.9.9

Referências