Classe LDP 200

classe de navio da Marinha Portuguesa

A classe LDM 200 foi uma classe de lanchas de desembarque pequenas (LDP), ao serviço da Marinha Portuguesa, entre 1965 e 1975.

Classe LDP 200
Visão geral    Bandeira da marinha que serviu
Nome Classe LDP 200
Operador(es) Naval jack of Portugal.svg Portugal
Construtor(es) Estaleiros Navais do Mondego (Figueira da Foz)
Unidade inicial LDP 201 (1965)
Unidade final LDP 217 (1969)
Em serviço 1965 - 1975
Características gerais
Tipo Lancha de desembarque pequena
Deslocamento 18 t
Comprimento 13,5 m
Boca 3,4 m
Propulsão 2 motores diesel de 180 hp
2 veios
Velocidade 8,5 nós
Tripulação 1 cabo (patrão) e 4 marinheiros

As embarcações da classe foram construídas em Portugal, nos Estaleiros Navais do Mondego (Figueira da Foz) e constituem um desenvolvimento da classe LDP 100. Como era usual nas LDP, às embarcações da classe não foi atribuído um nome, sendo designadas pelo seu número de amura.

As LDP 100 foram empregues no Guerra do Ultramar, sobretudo no teatro de operações da Guiné Portuguesa, território este, quase todo coberto por rios e terrenos alagados. As LDP eram usadas tanto em missões de combate - como patrulhamento, escolta de embarcações civis e desembarque de fuzileiros - como em missões de reabastecimento logístico - em proveito de unidades da Marinha, de unidades do Exército e, mesmo, de populações civis.

UnidadesEditar

Ver tambémEditar

Referências

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.