Classe São Gabriel

A Classe São Gabriel foi uma classe de cruzadores protegidos ao serviço da Marinha Portuguesa. Os dois navios da classe, o São Gabriel e o São Rafael, eram conhecidos por os Anjos.

Classe São Gabriel
Vista do São Gabriel
Visão geral    Bandeira da marinha que serviu
Nome Classe São Gabriel
Operador(es) Portuguese Naval Jack 1833.svg Naval jack of Portugal.svg Portugal
Construtor(es) Estaleiros Augustin Normand (Le Havre)
Unidade inicial São Gabriel
Unidade final São Rafael
Lançamento 1 de janeiro de 1897
Em serviço 1898–1924
Características gerais
Tipo Cruzador protegido
Deslocamento 1 771 t
Comprimento 73,78 m
Boca 10,82 m
Calado 4,34 m
Propulsão 4 000 hp
Velocidade 17,5 nós
Armamento 2 x peças de 150 mm
4 x peças de 120 mm
8 x peças de 47 mm
2 x peças de 37 mm
Tripulação 242

Os nomes destes cruzadores derivam de naus (São Gabriel e São Rafael) que participaram na Descoberta do caminho marítimo para a Índia em 1497.[1]

Os navios foram encomendados aos estaleiros franceses de Le Havre no âmbito do programa de reequipamento da Marinha Portuguesa, da transição do século XIX para o século XX. Os navios eram do tipo cruzador protegido de 3.ª classe. Foram os primeiros navios portugueses a terem instalado um sistema de comunicações TSF.

Cruzador São Gabriel in O Occidente (1900)
Cruzador São Rafael in O Occidente (1900)

Entre os anos de 1909 e 1910, o São Gabriel tornou-se o primeiro navio moderno português a efetuar uma viagem de circum-navegação. Uma das escalas dessa circum-navegação são as ilhas do Havaí, onde a tripulação tem uma magnífica recepção por parte da grande comunidade Portuguesa aí residente.

O São Rafael é parte ativa no golpe militar de 4 e 5 de outubro de 1910 que implantou o regime republicano em Portugal, derrubando a Monarquia Constitucional. Durante o golpe, o São Rafael bombardeou o Terreiro do Paço e o Palácio das Necessidades onde se encontrava o Rei D. Manuel II.

O São Rafael foi perdido por acidente, depois de encalhar na foz do rio Ave, em 21 de outubro de 1911. O São Gabriel manteve-se em serviço até 1924.

NaviosEditar

Nome Estaleiro Comissão Estado
São Gabriel Augustin Normand 1898-1924 Abatido ao serviço
São Rafael Augustin Normand 1898-1911 Afundado por acidente

Referências

  1. «Marinha de Guerra Portugueza : Os cruzadores S. Grabriel e S. Raphael». Hemeroteca Municipal de Lisboa. O Occidente (779). 0208 páginas. 20 de Setembro de 1900. Consultado em 30 de maio de 2016 
  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.