Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura por clube homônimo da cidade paulista de Santos, veja Clube de Regatas Saldanha da Gama (Santos).
Saldanha da Gama
Nome Clube de Regatas Saldanha da Gama
Torcedor Saldanhista
Fundação 29 de julho de 1902 (117 anos)
Pavilhão Ginásio Wilson Freitas (2,000[1] lugares)
Presidente Lauro Jair Simões de Lima
Cores vermelho e branco
Modalidades remo
basquete
futsal

Clube de Regatas Saldanha da Gama é um clube esportivo brasileiro, sediado na cidade de Vitória, no estado do Espírito Santo. Tem como principais modalidades o remo, o basquete e o futsal.

O clube revelou o jogador de basquete da NBA, o capixaba Anderson Varejão, aos onze anos treinado na época por Alarico Duarte. Atualmente o clube sofre com graves problemas financeiros.[2]

Índice

HistóriaEditar

O Saldanha da Gama foi fundado em 29 de julho de 1902. O clube jogou a três primeiras edições do NBB, nas temporadas 2008–09, 2009–10 e 2010–11, este último com o nome Vitória Basquete.[2]

Sede do clubeEditar

Com desejo de ter uma sede própria, o Saldanha da Gama comprou em 1931 a antiga edificação do Forte São João, construído no período colonial para proteger a cidade dos invasores. A fortaleza teve um papel imprescindível para a defesa da Capitania do Espírito Santo.[3]

A partir da década de 20, passou a investir em festas, concursos e eventos que animavam a elite capixaba. Ficou conhecido como o melhor clube do Estado.[3] Depois de reformado e ampliado, em 1934, o Salão Nobre do clube, localizado no terceiro andar do prédio, passou a ser palco de grandes festas e cerimônias, que reuniram as principais autoridades da época e inúmeras famílias de Vitória. O local, com piso de madeira, janelas arredondadas, mezanino, lustres charmosos, papéis de parede e uma bela vista, marcou a história de muitos capixabas.

As mulheres disputavam os títulos de rainhas do Saldanha ou da Primavera e os homens passavam longas horas em calorosas conversas, no bar do clube. Grandes nomes da música brasileira se apresentaram no salão nobre: Gal Costa, Maysa, Luís Carlos Vinhas, Elizeth Cardoso, Cauby Peixoto, Luiz Gonzaga, Emilinha Borba, Dorival Caymmi.[4]

Entraram para a história da sociedade de Vitória os animados carnavais realizados no salão, que ganhava decoração especial para receber os foliões e os blocos organizados.

O amplo espaço também era utilizado para solenidades, que contavam com a presença de autoridades e políticos. Entre as visitas ilustres que o prédio recebeu estão as do então presidente da República, General João Batista Figueiredo, e do príncipe Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança, da família real brasileira.

Anos depois, em 1961, a baía à frente do pátio do antigo forte foi aterrada, dando origem à atual avenida Marechal Mascarenhas de Moraes.

A sede passou por muitos reparos e reformas até 1984 quando se tornou um imóvel tombado pelo município. A partir daí, nenhuma obra que descaracterizasse a arquitetura original foi realizada. A muralha do clube é tombada em nível estadual.[3]

A sede do clube com 4 mil metros quadrados foi comprada pela Prefeitura de Vitória em 2006. Mas o clube continuou funcionando em espaço próprio, com 12 mil metros quadrados, ao lado da antiga sede.[3] Em 2018 a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio) compra o imóvel pelo valor de R$ 3,5 milhões. De acordo com a prefeitura, o local vai virar o Museu da Colonização do Solo Espírito-Santense.[5]

TítulosEditar

  Esportes olímpicosEditar

  BasqueteEditar

  •   Campeonato Capixaba: 35 (1932, 1933, 1939, 1940, 1945, 1948, 1949, 1950, 1957, 1958, 1959, 1960, 1965, 1966, 1972, 1973, 1974, 1976, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1986, 1987, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1998, 2005, 2006, 2007 e 2008)

  RemoEditar

  •   Campeonato Brasileiro de Remo Sênior: 1 vez — 1998
  •   Campeonato Brasileiro de Remo Junior: 1 vez — 1998
  • Copa Norte-Nordeste de Remo: 5 vezes — 1995, 1998, 2000, 2010 e 2011
  •   Campeonato Capixaba de Remo: 47 vezes — 1903, 1928, 1929, 1930, 1931, 1932, 1933, 1934, 1936, 1937, 1938, 1939, 1941, 1942, 1943, 1944, 1945, 1946, 1956, 1957, 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1966, 1967, 1968, 1977, 1988, 1989, 1993, 1995, 1996, 1998, 1999, 2000, 2001, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015
  •   Maratona de Remo de Vitoria: 2 vezes — 2008 e 2014
  • Prova Clássica Estados Unidos do Brasil de Remo (Rio de Janeiro): 1 vez — 1933

Outros esportesEditar

  Futebol de salãoEditar

  •   Campeonato Capixaba de Futsal: 8 vezes — 1958, 1959, 1960, 1965, 1966, 1985, 1986 e 1987
  •   Campeonato Brasileiro de Futsal Juvenil: 1 vez — 1996

Referências

  1. «Saldanha faz jogo em casa no domingo». folhavitoria.com. 4 de abril de 2008. Consultado em 6 de maio de 2016 
  2. a b «Com mato e sem luz: primeiro mentor visita quadra onde revelou Varejão». globoesporte.com. 6 de maio de 2016. Consultado em 6 de maio de 2016 
  3. a b c d «Sede do clube Saldanha da Gama em Vitória vai virar museu». globo.com. 7 de outubro de 2014. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  4. «Clube de Regatas Saldanha da Gama». Arquidiocese de Vitória. 9 de junho de 2014. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  5. «Clube Saldanha da Gama é vendido e vai virar museu sobre a colonização do ES». globo.com. 22 de fevereiro de 2018. Consultado em 25 de fevereiro de 2018 
  6. «Saldanha da Gama derrota o Cometas e conquista a Copa ES de basquete». globoesporte.com. 4 de setembro de 2016. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  Este artigo sobre Remo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.