Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o colecionismo compulsivo, veja Acumulação compulsiva.
Dentre as coleções mais recorrentes está a filatelia, ou seja, a coleção de selos.

O colecionismo é a prática que as pessoas têm de guardar, organizar, selecionar, trocar e expor diversos itens por categoria, em função de seus interesses pessoais. Em todo o mundo, milhões de colecionadores organizam as mais diversas coleções de objetos. Dentre os benefícios que a atividade pode trazer para o colecionador, em especial os mais jovens, está o desenvolvimento dos sensos de classificação e organização, de interação e socialização com outros colecionadores, do poder de negociação, bem como o aumento do repertório cultural acerca do objeto colecionado.[1] Um dos principais estudos recentes sobre o tema foi publicado pelo historiador alemão Philipp Blom, no qual ele avalia o impacto da Revolução Industrial sobre o hábito de colecionar.

TipologiaEditar

Dentre os principais tipos de coleções, algumas recebem nomes específicos. Tais nomes referem-se, a princípio, ao estudo dos itens aos quais se referem, e num processo de ampliação de sentido o termo passou a designar também o ato de colecionar tais itens. Isso se deve ao fato de que a maior parte desses estudiosos também acabava por colecionar seus objetos de estudo.

São comuns ainda coleções de:

Referências

Leitura adicionalEditar

  • BLOM, Philipp. Ter e manter: uma história íntima de colecionadores e coleções. Rio de Janeiro: Editora Record, 2003.

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Colecionismo
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Coleção
  Este artigo sobre entretenimento é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.