Comunidade Católica Shalom

A Comunidade Católica Shalom é reconhecida pela Igreja Católica como Associação Internacional Privada de Fiéis, enquadrando-se naquilo que hoje a Igreja Católica denomina de "Novas Comunidades". É reconhecida pela Santa Sé com o decreto do dia 22 de fevereiro de 2007, junto ao então Pontifício Conselho para os Leigos (cujas competências e funções são atualmente assumidas pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida). Na mesma data, em 2012, seus estatutos tiveram sua aprovação definitiva.

Está presente em dezenas de países do mundo e é formada por homens e mulheres que, na diversidade das formas de vida presentes na Igreja, engajam-se em uma vida comunitária e missionária com a finalidade de levar o Evangelho de Jesus Cristo a todos os homens e mulheres, especialmente aqueles distantes de Cristo e da Igreja.[1]

HistóricoEditar

Nascida no meio da juventude, a Comunidade Shalom surgiu com o objetivo de evangelizar os jovens mais afastados de Deus.

Em 30 de junho de 1980, o Papa João Paulo II chega ao Brasil para sua primeira visita ao País. O pontífice visita 13 cidades e participa da abertura do X Congresso Eucarístico Internacional, em Fortaleza (CE). Moysés Azevedo, aos 20 anos, é escolhido pelo arcebispo de Fortaleza, Dom Aloísio Lorscheider, para oferecer um presente ao Papa em nome dos jovens da Arquidiocese. Reza pedindo a Deus um presente digno de Sua Santidade e, em 9 de julho, entrega a João Paulo II uma carta na qual se coloca à disposição de Deus e da Igreja na evangelização dos jovens.[2]

Dois anos após, advindos de experiências na Pastoral da Juventude e na Renovação Carismática Católica, um grupo de jovens, atendendo a um apelo de Deus, resolveram dar um passo na fé e concretizar o desejo do Senhor. Em 9 de Julho de 1982, em Fortaleza, com a presença do então Arcebispo de Fortaleza, Dom Aloísio Lorscheider, foi inaugurado o Centro Católico de Evangelização Shalom, dispondo de uma lanchonete e uma livraria.[3]

Atualmente é um das maiores comunidades do Brasil, com centenas de grupos de oração espalhados em suas mais de sessenta missões distribuídas por todas as regiões do país e em vários países no exterior (França, Canadá, Itália, Israel, Hungria, Argélia, Madagascar, Suíça, Uruguai, Chile, Guiana Francesa, Inglaterra, Estados Unidos da América, Paraguai, Bolívia, Equador, Tunísia, Peru, Portugal, Espanha, Cabo Verde, Moçambique, Panamá, Argentina, Filipinas, Polônia e Alemanha), promovendo eventos evangelizadores de grande e pequeno porte, dedicando-se a estes grupos e a cursos e retiros de formação catequética e cristã, sempre a pedido de bispos locais.[4]

Reconhecimento pontifícioEditar

A Comunidade recebeu o Reconhecimento Pontifício como Associação Internacional Privada de Fiéis em 22 de fevereiro de 2007.[5][6] Enquadra-se nas denominadas Comunidades Novas, que são realidades recentes na Igreja Católica, em constante crescimento e bastante presentes em seus apostolados, ministérios e pastorais.

Na época em que recebeu o reconhecimento papal, a Comunidade Shalom se tornou a terceira das centenas de comunidades novas do mundo a recebê-lo, sendo a primeira da América Latina. O decreto foi entregue ao fundador Moysés Louro Azevedo Filho em Roma, no dia 13 de março de 2007 e para o evento ocorreu um festivo Tríduo na cidade eterna, para onde peregrinaram membros das diversas dioceses e nações em que a Comunidade está presente.

Quando da cerimônia de entrega do reconhecimento pontifício, o Papa Bento XVI salientou em sua catequese: "Sedes sempre Igreja Missionária!", o que fez recordar o discurso do Cardeal Aloísio Lorscheider, na Inauguração do 1.° Centro Católico de Evangelização Shalom em 1982, onde disse: "Nunca percam o fervor!".

Em maio de 2012, no Jubileu dos 30 anos da Comunidade, foi obtido o reconhecimento e aprovação definitiva dos seus Estatutos, pelas mãos do Papa Bento XVI, através do Pontifício Conselho para os Leigos.[7]

Segundo Emmir Nogueira, co-fundadora da Comunidade, este reconhecimento autentica a vocação e sua forma de vida como verdadeira; declara de sua necessidade para a Igreja em qualquer lugar do mundo; e torna a Igreja responsável pela Comunidade.[8]

Em setembro de 2017, por ocasião da comemoração dos 35 anos de fundação da Comunidade, cerca de três mil integrantes foram recebidos pelo Papa Francisco no Vaticano em uma audiência privada.[9]

Carisma ShalomEditar

A vivência da Vocação Shalom no seio da Comunidade é fundamentada na experiência com Jesus Cristo, o Ressuscitado que passou pela Cruz, narrada no Evangelho de João.

“Ao encontrar os discípulos no Cenáculo, Jesus Ressuscitado lhes diz: Paz a vós (Jo. 20,19), ou seja, Shalom! Em Jesus, esta saudação é uma real comunicação da Paz, isto é, de toda sorte de bênçãos espirituais e materiais, a felicidade perfeita que o Messias nos traz. É, enfim, o anúncio e a doação da salvação plena” (Preâmbulo dos Estatutos).

Jesus é o Shalom do Pai para o mundo, a verdadeira e única Paz que a humanidade pode ter. Como os discípulos de Cristo foram enviados por Ele, naquela ocasião, para implantar a Paz no coração dos homens, os vocacionados são chamados a anunciá-la com a vida e o testemunho. “Ser Shalom” significa, pelo poder do Espírito Santo, ser discípulo e ministro da Paz e levar o próprio Cristo a quem por Ele espera.[10]

Tau FranciscanoEditar

Os membros da Comunidade Católica Shalom, depois de experiência de no mínimo dois anos como postulante ao ingresso no quadro de membros, recebem um sinal "Tau", última letra do alfabeto hebraico, em forma de cruz, feito de madeira e com inscrição Shalom em hebraico.[11]

A adoção do sinal pelos membros da comunidade de forte influência de São Francisco de Assis, que marcou seus irmãos de ordem com a sinal.

Na Bíblia, existe uma passagem que menciona explicitamente o Tau, em Ezequiel 9, 1-7: “Passa pela cidade, pôr Jerusalém, e marca com um Tau a fronte dos homens que gemem e choram pôr todas as práticas abomináveis que se cometem”.

ComunicaçãoEditar

A Comunidade disponibiliza 24h de programação de Rádio AM. A Rádio Shalom 690 AM de Fortaleza interage com o público da internet no Brasil e no mundo em sua programação. Podendo ser acessada a partir do Portal da Comunidade.

Em 24 de julho de 2019, foi inaugurada a Shalom FM 91.7, primeira emissora FM da comunidade. Ela é uma migrante AM-FM da Rádio Boa Nova 1410 de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza.[12]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Comunidade». Comunidade Católica Shalom. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  2. «Histórico». Comunidade Católica Shalom. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  3. Azevedo, Moyses (2012). Escritos. Fortaleza: Edições Shalom. p. 142 
  4. «Comunidade Shalom». https://www.comshalom.org/. Consultado em 9 de julho de 2019 
  5. Comunidade Shalom recebe reconhecimento pontifício, acesso em 14 de março de 2019.
  6. «Comunidade Shalom recebe Decreto de Reconhecimento Pontifício». 14 de março de 2007. Consultado em 16 de julho de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  7. Bento XVI fala à Comunidade Shalom, acesso em 16 de julho de 2014.
  8. Nogueira, Emmir. «Reconhecimento Pontifício – O Que Significa Isso?». Consultado em 28 de março de 2009. Arquivado do original (html) em 2 de abril de 2012 
  9. Fiéis brasileiros são recebidos por papa Francisco no Vaticano, acesso em 05 de setembro de 2017.
  10. «Comunidade». Comunidade Católica Shalom. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  11. «Tau» 
  12. https://tudoradio.com/noticias/ver/21956

Ligações externasEditar