Abrir menu principal
Corveta Cv Caboclo (V-19) realizando faina de Transferência de Carga Leve

A Cv Caboclo (V-19) é um navio do tipo corveta da Marinha do Brasil, Classe Imperial Marinheiro.

Índice

ConstruçãoEditar

As corvetas classe Imperial Marinheiro foram construídas pelo estaleiro C.C. Sheepsbower & Gashonder Bedriff Jonker & Stans, em Rotterdam.

Faz parte de um lote de dez unidades construídas na Holanda para a Marinha Brasileira. Desta flotilha permanece ativo apenas a Cv Caboclo (V-19)], exercendo as funções de Navio-Patrulha e Rebocador de Alto Mar.

  • Batimento de Quilha: 8 de outubro de 1953
  • Lançamento: 26 de agosto de 1954
  • Incorporação: 16 de julho de 1955

Origem do nomeEditar

Caboclo é o mestiço de branco com índio, também designado caboco, mameluco, cariboca ou curiboca. É uma antiga designação do indígena brasileiro.

O Cv Caboclo é o quarto navio na Marinha do Brasil a utilizar este nome; o primeiro foi a Brigue Caboclo (1823), o segundo foi o navio a vela com três mastros Lugre Caboclo (1835) e o terceiro o Lanchão Armado Caboclo (década de 1840).

Tem como mascote o "Chico Bento", representando o caboclo brasileiro, e navega sob o lema "Tamos Aí", que demonstra sua versatilidade seu espírito guerreiro, estando sempre pronto para atuar quando necessário. Foi um dos meios utilizados nas buscas dos destroços do voo AF 447; o primeiro deles a chegar ao local do sinistro e o primeiro a recolher partes da aeronave e corpos no oceano.

CaracterísticasEditar

  • Deslocamento (toneladas): 911 (padrão) 960 (plena carga)
  • Dimensões (metros): 56 x 9,3 x 3,6
  • Tripulação: 60
  • Propulsão: 2 motores diesel Volvo Penta
  • Velocidade Máxima (nós): 14
  • Raio de Ação: 15.000 milhas náuticas
  • Armamento:
    • 1 canhão de 76mm
    • 4 metralhadoras Oerlikon Mk 10 de 20 mm

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar



  Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.