Daniele Libanori S.J. (Ostellato, 27 de maio de 1953) é um religioso italiano e bispo auxiliar católico romano em Roma.

Daniele Libanori
Bispo da Igreja Católica
Oficial da Cúria Romana

Título

Bispo Titular de Buruni
Hierarquia
Papa Francisco
Superior-geral Arturo Sosa Abascal
Atividade eclesiástica
Congregação Companhia de Jesus
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 6 de abril de 2024
Mandato 2024 -
Ordenação e nomeação
Profissão Solene 18 de outubro de 2002
Ordenação presbiteral 11 de junho de 1977
por Filippo Franceschi
Nomeação episcopal 23 de novembro de 2017
Ordenação episcopal 13 de janeiro de 2018
Arquibasílica de São João de Latrão
por Angelo De Donatis
Lema episcopal In lumine fidei
("Na luz da fé")
Brasão episcopal
Dados pessoais
Nascimento Ostellato
27 de maio de 1953 (70 anos)
Nacionalidade italiano
Funções exercidas -Bispo auxiliar de Roma (2017-2024)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Daniele Libanori começou a preparar-se para a vocação sacerdotal já em 1964 e recebeu o sacramento da ordenação em 11 de junho de 1977 para a Arquidiocese de Ferrara.[1]

Ele recebeu sua licenciatura em teologia da evangelização dos Estudos Teológicos em Bolonha e seu doutorado em teologia da vida cristã da Faculdade Teológica da Itália Central.[1]

Até 1991 trabalhou na pastoral paroquial e desde 1983 é também diretor do seminário dos padres. Em 1991 ingressou na ordem jesuíta. De 1993 a 1997 trabalhou na pastoral universitária em L'Aquila. De 1998 a 2003 foi capelão universitário na Universidade de La Sapienza, em Roma. Em 2002 fez sua profissão perpétua. De 2003 foi Vice-Reitor e de 2008 a 2016 Reitor da Igreja Jesuíta Romana Il Gesù. Ele então chefiou o apostolado nacional de oração por alguns meses e desde 2017 reitor da Igreja de San Giuseppe dei Falegnami no Fórum Romano e colaborador na formação do clero.[1]

Em 23 de novembro de 2017, o Papa Francisco o nomeou Bispo Titular de Buruni e Bispo Auxiliar de Roma.[1] O vigário geral da diocese de Roma, arcebispo Angelo De Donatis, o sagrou e o bispo auxiliar Paolo Ricciardi, que foi nomeado ao mesmo tempo, em 13 de janeiro do ano seguinte. Os co-consagradores foram Gianrico Ruzza, bispo auxiliar de Roma, e Andrea Turazzi, bispo de San Marino-Montefeltro.

Em 14 de abril de 2018, o Papa Francisco o nomeou membro da Congregação para as Causas dos Santos.[2]

Ver também editar

 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Daniele Libanori

Referências

  1. a b c d «Nomina di Vescovi Ausiliari di Roma (Italia)» (em italiano). vatican.va. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  2. «Nomine di Membri della Congregazione delle Cause dei Santi» (em italiano). vatican.va. 14 de abril de 2018. Consultado em 14 de abril de 2018 
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.