Desafio - Jiu Jitsu vs Luta Livre

Desafio - Jiu Jitsu vs. Luta Livre foi um desafio de vale-tudo que aconteceu no dia 26 de Setembro de 1991, e teve como sede o Grajau Country Club, no Rio de Janeiro.[1][2]

Desafio - Jiu Jitsu vs. Luta Livre
Detalhes
Data 01991-09-26 26 de setembro de 1991
Local Brasil Grajau Country Club, Rio de Janeiro
Cronologia
Jiu-Jitsu vs Martial Arts Desafio - Jiu Jitsu vs. Luta Livre

Este evento foi transmitido ao vivo pela Rede Globo.[3]

O DesafioEditar

Este desafio ocorreu após um grupo liderado por Hugo Duarte invadir a Copa Nastra de Jiu-Jitsu, na Urca. O episódio poderia ter terminado em pancadaria, mas eles chegaram à conclusão de que valia mais a pena decidir tudo, num desafio de vale tudo. Ali mesmo ficou decidido que Marcelo Behring faria a luta principal da noite contra Hugo Duarte, um ex-segurança de boate conhecido como o “General da Luta Livre”. Dias antes, porém, Marcelo machucou o cotovelo. Assim, Hugo fora declarado vencedor por W.O. e, em cima do ringue, desafiou Marcelo mais uma vez. Durante anos, os dois se provocaram, trocaram insultos pela imprensa, mas o esperado duelo nunca aconteceu.[4]

Os LutadoresEditar

Card OficialEditar

Lutas
Divisão de Peso Vencedor Perdedor Método Round Tempo Notas
Openweight Fabio Gurgel derrotou Denilson Maia Submission (Punches) 2 9:55
Openweight Murilo Bustamante derrotou Marcelo Mendes TKO (Injury) 1 4:42
Openweight Wallid Ismail derrotou Eugenio Tadeu TKO (Injury) 3 16:18

Relato das LutasEditar

Wallid Ismail (JJ) vs. Eugênio Tadeu (LL)Editar

Foi a luta mais violenta do desafio. Eugênio Tadeu (que em 1984 havia vencido Renan Pitangui no Desafio: Jiu-Jitsu vs Martial Arts) claramente levava a a melhor na trocação. Esta vantagem em pé, porém, foi anulada pelo então faixa marrom Wallid Ismail, que logo levou a luta para o chão e abriu o supercílio do adversário com uma cabeçada. No segundo round, com a vantagem pela contusão de Eugênio Tadeu, Wallid leva novamente a luta pro chão e prossegue com a tática das cabeçadas, além de socos. Ao se aproximarem do limite do ringue, o juiz determina o recomeço da luta em pé. Wallid derruba novamente o oponente, e retoma a seqüência de socos, não interrompida, inclusive, quando ambos caem do ringue. A demora do bastante castigado Eugênio Tadeu a retornar levou o juiz a abrir contagem e a determinar a primeira vitória do Jiu-Jitsu.

Esta vitória é muito contestada, uma vez que Eugênio Tadeu sempre alegou que foi impedido de voltar ao ringue por membros do Jiu-Jitsu.

Amaury Bitetti (JJ) vs. Marco Ruas (LL)Editar

Esta luta não ocorreu, já que Marco Ruas desistiu de lutar, uma vez que iria participar de um evento em Manaus. Amaury Bitetti foi declarado vencedor por W.O.. Essa versão, da hipotética vitória por W.O, de Amauri Bitetti (sobre Marco Ruas), ela é inteiramente desconhecida, pela maior parte dos lutadores de Jiu-Jitsu e Luta-Livre. O que se sabe é que o lutador Amauri não pode lutar contra Denílson Maia, daí ter, sim, o faixa preta do mestre Jacaré, Fabio Gurgel, ter substituído Amauri e ter derrotado Denílson.

Fábio Gurgel (JJ) vs. Denílson Maia (LL)Editar

Foi considerada a luta mais técnica da noite. Apesar de uma breve superioridade de Denílson no início da luta, quando levou o adversário ao chão castigando-o com chutes, Fábio Gurgel equilibrou a luta, após o juiz determinar o recomeço em pé, com um soco que fez sangrar o nariz do adversário. Na seqüência, Fábio levou Denílson ao chão, passou a guarda e montou, obrigando o juiz a encerrar o combate.

Marcelo Behring (JJ) vs. Hugo Duarte (LL)Editar

Esta luta não ocorreu, já que Marcelo Behring se contundiu. Hugo Duarte foi declarado vencedor por WO.

Murilo Bustamante (JJ) vs. Marcelo Mendes (LL)Editar

Esta luta não apresentou maiores dificuldades para Murilo Bustamante, que levou vantagem tanto na trocação como no chão. Após montar e aplicar uma seqüência de socos, Marcelo Mendes saiu do ringue. O recomeço não mudou a história, e após o lutador de jiu-jitsu levar nova vantagem, Marcelo Mendes saiu do ringue novamente e não retornou.

Referências

  1. sherdog.com/
  2. Revista Tatame - Dezembro de 2004
  3. papodehomem.com.br/ Desafio entre estilos e o início do Vale Tudo
  4. revistatrip.uol.com.br/ Trip tenta entender os conflitos de Marcelo Behring, um dos maiores lutadores brasileiros de todos os tempos

Links ExternosEditar