Abrir menu principal

O Desafio ao Galo é um campeonato amador de futebol da cidade de São Paulo, Brasil.

HistóriaEditar

Criado pela TV Record em 1972, por Nílton Travesso e Antônio Augusto Amaral de Carvalho (Tuta) e produzido por Salvador Trédice, sendo esses os fundadores do projeto esportivo, o programa foi exibido aos sábados e domingos de manhã por 20 anos na TV Record e 4 anos na TV Gazeta[1]

Alguns dos narradores esportivos, comentaristas e repórteres de campo, que passaram ao longo do tempo no programa foram: Fausto Silva, Randal Juliano, Raul Tabajara, Joseval Peixoto, Samuel Ferro, Vital Bataglia, Alberto Helena Júnior, Tiago Leifert, entre outros.

Tornou-se um dos mais prestigiados eventos do futebol de várzea da capital paulista.[2] Às 10h da manhã de cada domingo, era realizada e transmitida ao vivo um duelo.[3] Um sorteio era feito durante o intervalo de cada partida dominical e selecionava o desafiante do time vencedor.[1]

Durante seus 24 anos de existência, revelou grandes craques para o futebol profissional como, Cafu, César Sampaio, Viola, Casagrande, Denílson, Juninho Paulista, entre outros.[4]

Os time que tivessem as maiores sequências invictas eram selecionados para o "Super Galo", disputado nos últimos meses do ano. Nos primeiros anos, o Desafio ao Galo acontecia no Estádio Rua Javari (no bairro da Mooca); posteriormente no campos do União dos Operários (no bairro de Vila Maria) e CMTC Clube (no bairro do Pari). O torneio foi extinto em 1996[1]

Em 2019 o torneio volta a ser realizado agora com os jogos no Estádio Olímpico do Ibirapuera,[1] com a narração de Joseval Peixoto, comentários rotativos de um membro da equipe da Gazeta e reportagens de Cléo Brandão[5]. Já neste início de retorno da memória do Desafio ao Galo, a Produção entendeu por bem aproximar-se da várzea e convidar, em sistema de rodízio, narradores, comentaristas e repórteres de campo (como Silvio Oliveira, Humberto Laurentino e Vicky Pinheiro). Em 14 de abril de 2019, houve a reestreia com a partida inaugural entre o Paredão da Esquina, de Osasco, e o Gardenais, de Carapicuíba, no Estádio Ícaro de Castro Melo, mais conhecido como Estádio Olímpico do Ibirapuera ou Estádio do Ibirapuera.[6][7]

No dia 19 de julho, as transmissões do Desafio ao Galo são suspensas na TV Gazeta para uma fase de reestruturação. Em 15 de agosto de 2019, é anunciado que o torneio passa a ser transmitido ao vivo pela Rede Brasil de Televisão - RBTV, a partir do dia 1 de setembro mantendo como narrador principal Joseval Peixoto, [8]das 10h às 12h retomando a competição com o jogo entre o IDM, de Osasco, e o R4 Esporte Clube, no G.D.R. 7 de Setembro no bairro Água Rasa.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d «Com jogos no Pacaembu, Desafio ao Galo deve voltar após 22 anos». olharolimpico.blogosfera.uol.com.br. Consultado em 27 de dezembro de 2018 
  2. Terceiro Tempo, Milton Neves. «Que fim levou: Desafio ao Galo da TV Record». Consultado em 30 de outubro de 2013 
  3. Prefeitura de São Paulo. «O bairro da Penha de França» (PDF). Consultado em 30 de outubro de 2013 
  4. Roosevelt Garcia. «O torneio Desafio ao Galo». Consultado em 27 de dezembro de 2018 
  5. «Joseval Peixoto vai voltar com o "Desafio ao Galo" na TV Gazeta». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 27 de dezembro de 2018 
  6. «TV Gazeta define a volta do "Desafio ao Galo"». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 14 de abril de 2019 
  7. «'Desafio ao Galo' reestreia na TV Gazeta neste domingo; relembre história». Gazeta Esportiva. 13 de abril de 2019. Consultado em 14 de abril de 2019 
  8. «Após Gazeta, Joseval Peixoto leva "Desafio ao Galo" para a Rede Brasil». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 15 de agosto de 2019 
  9. Oliveira, Fábia (17 de agosto de 2019). «Desafio ao Galo fecha parceria com a Rede Brasil e transmite jogos ao vivo». iG Gente. Consultado em 19 de agosto de 2019