Desidratação

em fisiologia, perda excessiva de água no corpo
Disambig grey.svg Nota: Para o processo químico, veja Desidratação (química).
Desidratação
Humanitarian aid OCPA-2005-10-28-090517a.jpg
Especialidade endocrinologia, medicina intensiva
Classificação e recursos externos
MedlinePlus 000982
eMedicine 801012
MeSH D003681
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

A desidratação ocorre quando o corpo humano perde mais água que repõe, e com isso não tem água suficiente para realizar suas funções normais.[1] Indivíduos desidratados apresentam um volume de sangue menor que o normal, o que força o coração a aumentar o ritmo de seus batimentos, quadro chamado pelos médicos de taquicardia. Outros sintomas podem ser fraqueza, tontura, dor de cabeça, fadiga e pode levar à morte.

Uma maneira de tratar a desidratação é o soro caseiro.[2] Também existem soros industrializados contra a desidratação. Soros industrializados são especialmente indicados em casos de desidratação por apresentarem composição equilibrada de cloreto de sódio, cloreto de potássio monoidratado, citrato de sódio diidratado e glicose. A composição equilibrada desses ingredientes evita efeitos colaterais como convulsões.

NíveisEditar

A desidratação pode ocorrer em níveis diferentes, e com isso apresentar sintomas cada vez mais graves. Entre eles:[2]

Referências

  1. «Que é Desidratação?». News-Medical.net (em inglês). 11 de março de 2010. Consultado em 6 de maio de 2018 
  2. a b «Desidratação». InfoEscola. Consultado em 6 de maio de 2018 

Ligações externasEditar